Porto Velho (RO) sexta-feira, 22 de fevereiro de 2019
×
Gente de Opinião

Educação

Pronatec chega a 21,6 mil de matrículas em Rondônia


Brasília –A população de baixa renda de Rondônia dá mais uma demonstração de sua vontade de se qualificar e buscar melhores condições no mercado de trabalho. Lançado em 2012, o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) já recebeu 21.632 matrículas nos cursos voltados ao público do Plano Brasil Sem Miséria no estado de Rondônia. Ao todo, o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) investiu cerca de R$ 43,3 milhões na região. (Clique AQUI e assista entrevista sobre o Pronatec, no programa Tempo Real da TV Candelária.

No último sábado (8), a presidenta Dilma Rousseff comemorou a marca histórica em seu perfil no Twitter. “Este recorde demonstra a determinação dos beneficiários do Bolsa Família em aproveitar as oportunidades para transformar suas vidas”, declarou. Para a presidenta, o número é mais uma prova de que o que o esforço de cada uma das pessoas, o apoio de suas famílias e as oportunidades oferecidas pelos programas do governo constroem um país mais justo.

Veja aqui a quantidade de matrículas no Pronatec Brasil Miséria em cada município

Em todo o país, os cursos mais procurados foram de auxiliar administrativo, operador de computador, eletricista instalador predial de baixa tensão, recepcionista e manicure e pedicure. As mulheres se destacam nos cursos de qualificação profissional do Pronatec Brasil Sem Miséria, respondendo por 67% das matrículas. Para o primeiro semestre de 2014, estão sendo oferecidas 1.137.936 vagas em 3.631 municípios.

Inclusão Produtiva –O Pronatec é uma das ações de inclusão produtiva do Plano Brasil Sem Miséria, tendo os beneficiários dos programas de transferência de renda como seu principal público. Por meio do programa, a população de baixa renda, mesmo nas regiões historicamente com baixo desenvolvimento, tem acesso à qualificação profissional.

Os cursos de qualificação profissional são oferecidos gratuitamente. Quem participa ainda recebe alimentação, transporte e materiais escolares. As capacitações são realizadas em instituições de ensino técnico e tecnológico, como as unidades do sistema nacional de aprendizagem (Senac, Senai, Senar e Senat) e a rede federal e estadual de educação profissional e tecnológica.

Para participar do Pronatec Brasil Sem Miséria, é preciso ter no mínimo 16 anos e estar cadastrado ou em processo de inclusão no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal. As matrículas devem ser feitas nos Centros de Referência da Assistência Social (Cras), que também mobilizam a população de baixa renda.

Fonte: Ascom/MDS
 

Mais Sobre Educação

6ª Olimpíada de Língua Portuguesa é lançada e recebe inscrições

6ª Olimpíada de Língua Portuguesa é lançada e recebe inscrições

Uma cerimônia com homenagens e muita emoção marcou o lançamento na última quarta-feira (20) da 6ª Olimpíada de Língua Portuguesa, no Auditório Guajuvi

Acadêmicos do curso de Biomedicina realizam triagens no projeto "Posso escolher"

Acadêmicos do curso de Biomedicina realizam triagens no projeto "Posso escolher"

Nesta quarta-feira (21), acadêmicos do curso de Biomedicina da FIMCA participaram do projeto "Posso escolher", realizado pela Prefeitura de Porto Velh

ONU declara, 2019 será  o Ano Internacional das Línguas Indígenas

ONU declara, 2019 será o Ano Internacional das Línguas Indígenas

Iniciativas apoiadas pela Fundação Banco do Brasil reforçam a relevância dos povos na história, cultura e preservação do meio ambienteA ONU (Organizaç

“Nossas experiências irão nos alavancar por este novo mundo”, afirma formanda durante segunda noite de colação de grau da FIMCA

“Nossas experiências irão nos alavancar por este novo mundo”, afirma formanda durante segunda noite de colação de grau da FIMCA

Aconteceu na última sexta-feira (15) o segundo e último dia de colação de grau da Faculdade FIMCA, realizado na Vila Olímpica do campus. O momento foi