Porto Velho (RO) terça-feira, 7 de dezembro de 2021
×
Gente de Opinião

Educação

Projeto socioeducativo oferece novas técnicas para educadores



A Santo Antônio Energia encerrou hoje o Projeto Socioeducativo Consumo Consciente que levou à comunidade escolar de Porto Velho conceitos e propostas pedagógicas sobre consumo consciente para serem abordados em salas de aula. O projeto contemplou 187 escolas e cerca de 100 professores.  Projeto socioeducativo oferece novas técnicas para educadores - Gente de Opinião

O “Consumo Consciente” começou em outubro com palestras que ensinaram novas técnicas aos professores. Os educadores participaram de reuniões em um hotel da cidade, tiveram acesso a conteúdos e a propostas de atividades práticas para incluir em seu planejamento escolar. Depois das palestras, os educadores aplicaram as técnicas com seus alunos em sala de aula, e agora, neste mês de dezembro, apresentaram os resultados do processo e avaliaram os trabalhos executados. “O projeto enriqueceu nosso conhecimento, permitiu nosso crescimento profissional e nos transmitiu ideias para trabalhos práticos em sala de aula”, explica a professora da Educação de Jovens e Adultos (EJA), Neidiane Reis.

Os trabalhos ocorreram em parceria com a Editora Horizonte, de São Paulo, que desde 1993 é especializada em relações com a comunidade nas áreas de meio ambiente, desenvolvimento sustentável, responsabilidade social e patrimônio histórico e cultural.
 

Santo Antônio Energia

É a concessionária responsável pela implantação e operação da Hidrelétrica Santo Antônio, localizada no Rio Madeira, em Porto Velho, Rondônia, e pela comercialização da energia gerada. A usina iniciou a geração comercial em 30 de março de 2012, nove meses antes do cronograma original e, a partir de novembro de 2016, com potência de 3.568 megawatts, gerará energia suficiente para abastecer o consumo de mais de 44 milhões de pessoas. O projeto é financiado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Os acionistas da Santo Antônio Energia são as empresas Furnas (39%), Odebrecht Energia (18,6%), Andrade Gutierrez (12,4%), Cemig (10%) e o Caixa FIP Amazônia Energia (20%), empresas com grande experiência na gestão de investimento, bem como na implantação e construção de hidrelétricas no Brasil e em outro países.

Fonte: José Carlos Sá

Mais Sobre Educação

Prorrogadas as inscrições de seleção do IFRO para o primeiro semestre de 2022

Prorrogadas as inscrições de seleção do IFRO para o primeiro semestre de 2022

Foi prorrogada até o dia 20/12/2021 a seleção de alunos que ingressarão no primeiro semestre de 2022 no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tec

SENAI Rondônia prorroga inscrições para cursos gratuitos

SENAI Rondônia prorroga inscrições para cursos gratuitos

Aqueles que almejam oportunidade de fazer um curso gratuito para se qualificar profissionalmente, o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de R

30 novos parquinhos em escolas de Vilhena: compra acontece com emenda de Luizinho Goebel

30 novos parquinhos em escolas de Vilhena: compra acontece com emenda de Luizinho Goebel

Uma completa renovação dos parquinhos das escolas municipais foi providenciada neste ano para acontecer em breve. A Secretaria Municipal de Educação

Alunos da rede municipal em Porto Velho são atendidos pelo Programa Saúde

Alunos da rede municipal em Porto Velho são atendidos pelo Programa Saúde

Buscando garantir o desempenho dos estudantes dentro da sala de aula, a Prefeitura de Porto Velho desenvolve um programa para a reparação da visão a a