Porto Velho (RO) sexta-feira, 22 de fevereiro de 2019
×
Gente de Opinião

Educação

Projeto Guaporé de Educação Integral atende 11 mil alunos


No início de 2012, algumas escolas da rede estadual de ensino começaram a receber o Projeto Guaporé de Ensino Integral, implantado pelo Governo de Rondônia através da Secretaria de Estado de Educação (Seduc). Os alunos têm atividades do currículo básico e de eixos temáticos, como acompanhamento pedagógico e do rendimento escolar, educação ambiental, esporte e lazer, arte e cultura. Atualmente, mais de 11 mil alunos do Ensino Fundamental e Médio de 19 escolas participam do projeto em 13 municípios de Rondônia.Projeto Guaporé de Educação Integral atende 11 mil alunos - Gente de Opinião

Uma das escolas que aderiu ao projeto foi a Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Bela Vista, localizado na Zona Sul de Porto Velho. São 1.160 alunos matriculados na escola e, destes, 677 estudantes do 6º ao 9º anos do Ensino Fundamental participam do ensino integral. “Os alunos da manhã entram 7h30 e saem 15h30 e os da tarde ficam das 9h30 às 17h15. Eles almoçam, lancham, se trocam aqui, além das atividades de cultura, lazer, esporte”, explica a diretora da unidade escolar, Vera Lúcia Cortez.

Vera conta que as crianças têm reforço nas disciplinas de português, ciências e matemática, além das aulas extracurriculares como caratê, taekwondo, violão, artes, canto e educação ambiental. “Eles gostam de ficar na escola. Muitos ficam aqui até o final do dia. Às vezes a gente tem que pedir para os meninos irem para casa”, brinca. Para o projeto, a escola dispõe de auditório, biblioteca, laboratório de informática e ciências, sala de leitura e sala temática de inglês.

A diretora da escola comenta que o objetivo do projeto é melhorar o comportamento dos alunos com vulnerabilidade social e desvios de conduta. “Deixando os alunos na escola num período integral, a gente toma conta e agrega o conhecimento à melhoria de comportamento. Eles estando fora da escola, tem o perigo de seguir para um caminho ruim, das drogas, dos crimes”, ressalta Vera, que garante a mudança positiva de muitos alunos que participam do projeto.

Laércio Barbosa, de 10 anos, faz parte deste quadro de transformação. O garoto estuda no 6º ano no período da manhã na Escola Bela Vista e de tarde pratica caratê. O aluno lembra que era muito bagunceiro e começou a mudar quando entrou no ensino integral. “Tirava muita nota ruim antes. O caratê educa e ensina a melhorar as notas. E se eu não tirar nota boa, minha faixa fica pendurada e eu não posso treinar”, conta. Para o próximo ano, a diretora contou que o Ensino Médio deve integrar ao projeto de educação em tempo integral na escola.

O PROJETO

O Projeto Guaporé está em 19 escolas em 13 municípios: Ariquemes, Cacoal, Guajará-Mirim, Jaru, Ji-Paraná, Ouro Preto do Oeste, Pimenta Bueno, Rolim de Moura, Vilhena, Espigão do Oeste, Buritis, Nova Mamoré e Porto Velho, com cinco escolas oferecendo o projeto.

A Seduc investiu, desde a implantação do projeto nas escolas, em notebook para professores, lousas digitais interativas, projetor de multimídia interativo, ônibus, carros, complementação da alimentação escolar, mobílias e equipamentos para salas de aula e bibliotecas e reforma e ampliação de cinco escolas do ensino integral.

Fonte: Ascom Seduc
 

Mais Sobre Educação

6ª Olimpíada de Língua Portuguesa é lançada e recebe inscrições

6ª Olimpíada de Língua Portuguesa é lançada e recebe inscrições

Uma cerimônia com homenagens e muita emoção marcou o lançamento na última quarta-feira (20) da 6ª Olimpíada de Língua Portuguesa, no Auditório Guajuvi

Acadêmicos do curso de Biomedicina realizam triagens no projeto "Posso escolher"

Acadêmicos do curso de Biomedicina realizam triagens no projeto "Posso escolher"

Nesta quarta-feira (21), acadêmicos do curso de Biomedicina da FIMCA participaram do projeto "Posso escolher", realizado pela Prefeitura de Porto Velh

ONU declara, 2019 será  o Ano Internacional das Línguas Indígenas

ONU declara, 2019 será o Ano Internacional das Línguas Indígenas

Iniciativas apoiadas pela Fundação Banco do Brasil reforçam a relevância dos povos na história, cultura e preservação do meio ambienteA ONU (Organizaç

“Nossas experiências irão nos alavancar por este novo mundo”, afirma formanda durante segunda noite de colação de grau da FIMCA

“Nossas experiências irão nos alavancar por este novo mundo”, afirma formanda durante segunda noite de colação de grau da FIMCA

Aconteceu na última sexta-feira (15) o segundo e último dia de colação de grau da Faculdade FIMCA, realizado na Vila Olímpica do campus. O momento foi