Porto Velho (RO) sábado, 4 de dezembro de 2021
×
Gente de Opinião

Educação

Projeto Ensino Médio com Mediação Tecnológica é apresentado durante a 7ª Rondônia Rural Show


Professores de história se vestiram de gladiadores - Gente de Opinião
Professores de história se vestiram de gladiadores

Vestidos de gladiadores, os professores de história João Herbety e Lourismar Barroso fizeram referência ao torneios de luta que aconteciam na Roma Antiga ao mesmo tempo que explicavam ao público da 7ª edição da Rondônia Rural Show o diferencial das aulas realizadas pelo Projeto de Mediação Tecnológica voltado para alunos do Ensino Médio em áreas de difícil acesso.

Os estudos para filhos de agricultores, ribeirinhos, quilombolas e indígenas, principal público do projeto, sempre foi um desafio, mas em Rondônia isso é gradativamente superado. O projeto teve início em 2016 direcionado para o 1° ano do Ensino Médio, em 2017 se estendeu também para o 2° ano e chegou ao 3° ano em 2018.

A iniciativa é considerada exitosa e é exposta pela primeira vez na feira de agronegócios do Estado que segue até sábado (27), em Ji-Paraná. ‘‘Essa é a ferramenta do futuro em termo de educação e qualificação. A gente não pode ter medo de usar a tecnologia’’, avalia o governador de Rondônia, Daniel Pereira, em visita ao stand do projeto.

As aulas são transmitidas ao vivo de um estúdio (Cedido pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia –  Ifro) em Porto Velho para cerca de 5 mil alunos de 118 escolas em 60 localidades. Cada aluno tem um netbook para acompanhar as aulas que funcionam em escolas municipais ou em salas móveis.A iniciativa tem como resultados a  garantia de cerca de 80% de aprovação dos alunos e a redução do número de reprovados e da evasão escolar.

‘‘Esse ano vamos formar a primeira turma. É mais que dá acesso ao Ensino Médio, são alunos que contam com a melhor qualidade de ensino. Além de fazer um trabalho de inclusão, são quase 300 indígenas que estão inseridos nesse processo, temos filhos de colonos também. É um projeto fantástico e que veio para ficar’’, considera o governador.

O projeto conta com 26 professores. São dois professores por área. Todos os professores são formados nas áreas que atuam, muitos inclusive com pós-graduação. ‘‘São dois professores por área, um fica ministrado a aula e outro fica no chat tirando a dúvida dos alunos em tempo real’’, disse a gerente da Central de Mídia, Giovana da Silva. As aulas também ficam disponíveis no YouTube, que serve como arquivo para pesquisas. Além disso, cada turma tem um professor mediador e há interprete para alunos surdos.

‘‘São 13 componentes curriculares e temos uma metodologia diferenciada. A aulas são temáticas e os professores se vestem de acordo com o tema para prender a atenção dos alunos’’, conta Giovana. Os estudantes aprendem inclusive conteúdos relacionados a realidade que vivem na área rural como melhoramento genético e vegetal, o passo a passo de como fazer iogurte e a fabricação de queijo. ‘‘O governo investiu na tecnologia para melhorar a aprendizagem’’ avalia a gerente.

A projeção é que o projeto avance ainda mais em Rondônia com a aquisição de novos equipamentos tecnológicos que devem ser entregue em 30 dias e também com a criação de um estúdio próprio do Estado que deve servir não só para as aulas do Ensino Médio, mas ainda como espaço para treinamento de servidores.

Mais Sobre Educação

SENAI Rondônia prorroga inscrições para cursos gratuitos

SENAI Rondônia prorroga inscrições para cursos gratuitos

Aqueles que almejam oportunidade de fazer um curso gratuito para se qualificar profissionalmente, o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de R

30 novos parquinhos em escolas de Vilhena: compra acontece com emenda de Luizinho Goebel

30 novos parquinhos em escolas de Vilhena: compra acontece com emenda de Luizinho Goebel

Uma completa renovação dos parquinhos das escolas municipais foi providenciada neste ano para acontecer em breve. A Secretaria Municipal de Educação

Alunos da rede municipal em Porto Velho são atendidos pelo Programa Saúde

Alunos da rede municipal em Porto Velho são atendidos pelo Programa Saúde

Buscando garantir o desempenho dos estudantes dentro da sala de aula, a Prefeitura de Porto Velho desenvolve um programa para a reparação da visão a a

Campus Porto Velho Calama abre seleção para Pós-Graduação Lato-Sensu em ensino de Ciências e Matemática

Campus Porto Velho Calama abre seleção para Pós-Graduação Lato-Sensu em ensino de Ciências e Matemática

Por meio do Departamento de Pesquisa, Inovação e Pós-Graduação (Depesp), o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia-IFRO, Cam