Porto Velho (RO) domingo, 18 de novembro de 2018
×
Gente de Opinião

Educação

Presidente Médici fatura o I Concurso de Redação da Ameron 2018


Presidente Médici fatura o I Concurso de Redação da Ameron 2018 - Gente de Opinião

Um município com apenas 24 mil habitantes - de acordo com as estimativas do IBGE feitas em 2016 - Presidente Médici ocupa apenas a 15ª colocação no ranking do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) do Estado de Rondônia e está localizado há 346 km de Porto Velho – capital do Estado. A base da economia local é a agricultura, mas o município despontou também as duas vencedoras do I Concurso de Redação da Ameron – promovido pela Associação dos Magistrados do Estado de Rondônia, em comemoração aos 35 anos da instituição. 

Com o tema “A atuação da Justiça como guardiã dos Direitos e na defesa da cidadania”, a aluna Bianca França de Oliveira, nascida em Ji-Paraná e com apenas 13 anos, se sagrou a vencedora na Categoria I – que mobilizou os alunos do Ensino Fundamental. Bianca está no 8º ano e estuda na Escola Carlos Drummond Andrade, aonde é assistida desde o 6º ano pela professora Francisca Elizabeth dos Santos Alves. Na redação, a aluna escreveu sobre a contribuição da Justiça para a sociedade. “A nossa escola sempre escolhe concurso de redação que aparece e convida os alunos a participar. Nós sempre íamos em horários opostos às nossas aulas para fazer a redação e estudar sobre o conteúdo. A minha professora desenvolveu atividades para que nós conseguíssemos competir. O problema que tenho com as redações é que, normalmente, os meus textos ficam muito grande e eu preciso retirar algumas partes. Isso foi difícil porque fiquei com dúvidas sobre o que retirar, mas no final deu tudo certo”, conta a estudante que obteve a nota 85,0. 

A professora orientadora da Bianca, Francisca Elizabeth, revela os segredos para redigir uma redação campeã. “É o conceito de produção textual que, uma vez compreendido, os alunos seguem sozinhos. Explico para eles que a produção de texto é um trabalho, se você não aceitar esse desafio, então nunca poderá ser um bom produtor de texto. A Bianca abraçou essa ideia e agora não preciso mais me esforçar tanto porque ela já absorveu esse conceito Ela desenvolve, não tem preguiça, faz e refaz o texto e não se ofende quando corrigimos. Faço isso com ela e com todos os meus alunos”, desvenda a professora. 

Não muito distante, na mesma cidade está localizada a Escola Paulo Freire. É de lá que saiu a campeã da Categoria II – que mobilizou os alunos do Ensino Médio. É nessa escola que estuda a aluna Larissa Lopes dos Santos Reis, nativa de Presidente Médici. A estudante de 17 anos está em fase de preparação para ingressar na Universidade e o Concurso de Redação da Ameron surgiu como uma oportunidade nessa etapa de treinamentos. Larissa obteve a maior nota também entre todos os candidatos inscritos no certame, arrancando a nota 92,3 da comissão julgadora – composta por uma magistrada, um jornalista e uma professora de língua portuguesa e redação. 

Larissa reveza o tempo entre a escola e o estudo em casa, tanto tempo de dedicação foi recompensado com o notebook – prêmio oferecido ao ganhador de cada categoria. “Eu estudava de manhã no período normal, meu professor me fazia ir à tarde e à noite na escola para ficar reescrevendo por durante uma semana. Foi muito corrido e puxado porque cada erro tinha que reescrever de novo, não podia haver uma vírgula fora do lugar. Se não fosse o meu professor, eu não estaria aqui para conseguir isso”, divide humildemente os méritos. 

O responsável pelo sucesso da Larissa é o professor João Bosco de Souza. O docente trabalhou as noções e os princípios basilares a respeito dos Poderes e da Constituição Federal com os alunos em sala de aula. Ele também pesquisou sobre o assunto e compartilhou com outros colegas para aplicar as atividades aos estudantes na escola. “O texto da Larissa sem sombra de dúvidas está muito bem embasado e fundamentado. O dever do professor é proporcionar textos mobilizadores para que os alunos se apropriem do conhecimento. A Larissa às vezes ficava chateada comigo, como os outros também ficaram porque eu pedia para refazer o texto. Solicitava para ela ler antes, então ela lia e falava para mudar algumas expressões, colocar uma vírgula ou um ponto. Eu acabava intervindo quando o período ou o parágrafo estava sem sentido, pois só acredito no texto quando há leitura”, esclarece o professor. 

A primeira edição do Concurso de Redação da Ameron contou com a participação de 134 candidatos, 21 escolas envolvendo 11 municípios de Rondônia. O concurso teve o apoio cultural da Fiero, Sicoob Portocredi, Eucatur, Secretaria Estadual de Educação de Rondônia, Secretaria Municipal de Educação de Porto Velho.

Mais Sobre Educação

Escolas do interior de Rondônia recebem retroprojetores da Ameron por desempenho no I Concurso de Redação

Escolas do interior de Rondônia recebem retroprojetores da Ameron por desempenho no I Concurso de Redação

O jubileu de Coral da Associação dos Magistrados do Estado de Rondônia (Ameron) foi especial, isso porque a magistratura comemorou o aniversário de 3

Confira o gabarito do segundo dia do Enem 2018

Confira o gabarito do segundo dia do Enem 2018

Confira o gabarito do segundo dia do Enem 2018, hoje, 11/11, com a aplicação das provas de Matemática e Ciências da Natureza.PROVA AZUL91 - B 92 -

Energia Sustentável do Brasil patrocina concurso de redação da Marinha em Porto Velho

Energia Sustentável do Brasil patrocina concurso de redação da Marinha em Porto Velho

Para a ESBR, apoiar e incentivar ações de educação traz desenvolvimento social para a região

Vestibular Agendado Faro 2019.1

Vestibular Agendado Faro 2019.1

Com 30 anos de história no âmbito educacional, atualmente a FARO passa por um momento de mudanças e avanços tecnológicos, para que os alunos saiam d