Porto Velho (RO) quinta-feira, 21 de fevereiro de 2019
×
Gente de Opinião

Educação

Município investe em Escolas de Música para integração


Desde o início da administração do prefeito Roberto Sobrinho em 2005, houve um grande investimento na área da música em Porto Velho, proporcionando o bem estar, socialização de crianças e jovens e profissionalização de adultos. Além da reestruturação da Escola de Música Jorge Andrade, foi construída a ‘SomMunicípio investe em Escolas de Música para integração - Gente de Opinião na Leste’, na zona Leste da cidade e está em fase de conclusão a ‘Som na Sul’. Os cursos oferecidos são praticamente os mesmos, entre eles: violão, contrabaixo, guitarra, violino, flauta doce e transversal, saxofone, teclado e bateria. Também musicalização infantil, teoria musical, técnica vocal, canto coral, infantil, juvenil e adulto.

De acordo com a diretora do conservatório Som na Leste, Rosana Rocha Meira, somente neste ano, foram matriculados 450 alunos, atendidos por 33 professores. “Desde a inauguração da escola no dia 09 de setembro de 2008, formamos 248 alunos de diferentes cursos. Temos dois grandes eventos durante o ano que proporcionam uma mudança visível na comunidade em que estamos inseridos, pois, durante a comemoração do aniversário da escola e o recital de encerramento do semestre, todos respiram e vivem a música. Também através dos projetos “Curso livre de Férias” e “Comunidade Escolar” realizados pela Som na Leste, proporcionamos a formação de público”, disse.

Som na Sul

A nova escola construída pela prefeitura de Porto Velho, dentro da política de levar a música para todos os cantos da cidade beneficia, desta vez, a zona Sul. De acordo com a secretaria municipal de Educação (Semed), a escola municipal “Som na Sul” localizado na Rua Pau Ferro com Anari, é resultado do investimento de mais 700 mil, adquiridos através de convênio com o Governo Federal.

A obra é composta de auditório com palco e camarim, secretaria, sala de professores, diretoria e copa para funcionário, banheiros com acessibilidade para público, 4 salas de aula para estudos individuais, duas salas de estudo em grupo, uma sala de bateria e outra de piano, instrumenteca, laboratório de informática com instalações para 18 computadores.

A obra está finalizada faltando apenas a adequação elétrica junto à Eletrobrás.

fonte: Rebeca Barca
Foto: Comdecom

Mais Sobre Educação

“Nossas experiências irão nos alavancar por este novo mundo”, afirma formanda durante segunda noite de colação de grau da FIMCA

“Nossas experiências irão nos alavancar por este novo mundo”, afirma formanda durante segunda noite de colação de grau da FIMCA

Aconteceu na última sexta-feira (15) o segundo e último dia de colação de grau da Faculdade FIMCA, realizado na Vila Olímpica do campus. O momento foi

Campus Vilhena do IFRO oferta cursos gratuitos nas áreas  de espanhol, francês e italiano

Campus Vilhena do IFRO oferta cursos gratuitos nas áreas de espanhol, francês e italiano

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia (IFRO), Campus Vilhena, abre inscrições para os cursos de Formação Inicial e Conti

Senai oferece cursos gratuitos de  aprendizagem industrial na Capital

Senai oferece cursos gratuitos de aprendizagem industrial na Capital

Inscrições em cursos de aprendizagem industrial básica estão abertas e 70 vagas estão disponíveisEstudantes com idade mínima de 14 anos e cursando a p

Primeira noite de colação de grau da FIMCA é marcada por agradecimentos

Primeira noite de colação de grau da FIMCA é marcada por agradecimentos

Na última quinta-feira (14) a FIMCA teve a honra de realizar a colação de grau dos formandos dos cursos de Administração Agronomia, Biomedicina, CIênc