Porto Velho (RO) domingo, 5 de dezembro de 2021
×
Gente de Opinião

Educação

Maternidade Municipal será escola para egressos da Unir


A Maternidade Municipal Mãe Esperança foi incluída no Projeto Pró-residência do Ministério da Saúde, cujo objetivo é reduzir a mortalidade materna na Região Norte do Brasil. Quatro vagas foram aprovadas para médicos residentes na unidade, nas áreas de obstetrícia e ginecologia. O período de formação dos novos especialistas é de três anos, contados a partir de março próximo. “Isso representa um ganho sem tamanho para a saúde das mulheres em Porto Velho”, comemora a diretora da Maternidade, médica Ida Peréa.

O secretário municipal de saúde, Williames Pimentel, disse que a Maternidade passa a ser uma escola de formação para novos especialistas em ginecologia e obstetrícia. Através de uma parceria firmada com o Município, a Universidade Federal de Rondônia (Unir) vai encaminhar os médicos recém formados para fazer residência na unidade da Prefeitura. “Teremos mais profissionais incorporados aos quadros da Maternidade como alunos, aumentando nossa força de trabalho e a qualidade dos serviços prestados a população”, comentou.

Além de ser uma escola de formação de especialistas, Pimentel afirma que a Maternidade também passará a ser um local de pesquisas científicas. Ele entende que essas pesquisas irão contribuir para potencializar os serviços da unidade, elevando cada vez mais o nível de excelência no atendimento. “É um prêmio para Porto Velho, pois o Brasil passa por um momento de decadência de pessoas interessadas em serem especialistas nessas áreas”, completou.

Adequações

Ida Peréa afirmou que sua equipe trabalha nesse projeto desde o ano passado. Disse que foi necessário fazer várias adequações para transformar a Maternidade em hospital de ensino, a começar pelo treinamento da equipe médica, espaço para os residentes e expansão da rede de internet, dentre outras. “Já estamos com tudo pronto para esse primeiro ano de residência médica na Maternidade. Vamos avançar na medida em que houver necessidade”, observou.

A médica ainda informou que uma equipe da Universidade de Campinas (Unicamp) foi designada para prestar todo apoio necessário e orientações aos profissionais da Maternidade na capacitação dos novos especialistas. Ela confirmou que há uma carência muito grande de ginecologistas e obstetras em todo o País, fato que preocupa o Governo Federal, pois acaba refletindo nos índices de mortalidade materna.

Segundo Ida Perea, com a formação desses profissionais em Porto Velho, os serviços na unidade de saúde poderão ser ampliados, já que muitos deverão ser contratados pelo Município. O anúncio da parceria com a Unir será feito na próxima sexta feira, às 15 horas, na própria Maternidade Mãe Esperança.

Fonte: Augusto José

Mais Sobre Educação

SENAI Rondônia prorroga inscrições para cursos gratuitos

SENAI Rondônia prorroga inscrições para cursos gratuitos

Aqueles que almejam oportunidade de fazer um curso gratuito para se qualificar profissionalmente, o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de R

30 novos parquinhos em escolas de Vilhena: compra acontece com emenda de Luizinho Goebel

30 novos parquinhos em escolas de Vilhena: compra acontece com emenda de Luizinho Goebel

Uma completa renovação dos parquinhos das escolas municipais foi providenciada neste ano para acontecer em breve. A Secretaria Municipal de Educação

Alunos da rede municipal em Porto Velho são atendidos pelo Programa Saúde

Alunos da rede municipal em Porto Velho são atendidos pelo Programa Saúde

Buscando garantir o desempenho dos estudantes dentro da sala de aula, a Prefeitura de Porto Velho desenvolve um programa para a reparação da visão a a

Campus Porto Velho Calama abre seleção para Pós-Graduação Lato-Sensu em ensino de Ciências e Matemática

Campus Porto Velho Calama abre seleção para Pós-Graduação Lato-Sensu em ensino de Ciências e Matemática

Por meio do Departamento de Pesquisa, Inovação e Pós-Graduação (Depesp), o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia-IFRO, Cam