Porto Velho (RO) sexta-feira, 22 de fevereiro de 2019
×
Gente de Opinião

Educação

Maioria dos estados descumpre piso nacional magistério


Amanda Cieglinski
Agência Brasil

Brasília – Levantamento divulgado hoje (12) pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) aponta que 17 estados não cumprem o valor do piso nacional do magistério, definido em R$ 1.451 para 2012. Os dados foram repassados por sindicatos da categoria em cada unidade da Federação.

De acordo com a pesquisa, apenas São Paulo, Pernambuco, o Pará, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Maranhão, Goiás e o Distrito Federal pagam aos seus professores o piso nacional definido por lei. Aprovada em 2008, a Lei do Piso estabeleceu uma remuneração mínima que deve ser paga aos professores com formação em nível médio e que atuam em escola pública com jornada semanal de 40 horas.

Os dados dos sindicatos contradizem as informações divulgadas pelas secretarias de Educação. Levantamento feito pela Agência Brasil, com informações repassadas pelos governos estaduais, aponta um número menor de estados que ainda não cumprem o valor do piso para 2012: nove ao total.

Uma das divergências entre a categoria e os governos estaduais é o entendimento do conceito de piso. De acordo com a lei, o valor do piso refere-se apenas ao vencimento inicial e não pode incluir na conta outras gratificações que compõem a remuneração total. Segundo os sindicatos, algumas secretarias de Educação estão divulgando valores que não se referem ao piso, mas à remuneração total.

A CNTE também identificou, no levantamento, quais estados cumprem outro dispositivo da Lei do Piso que determina que um terço da jornada do professor deverá ser reservada para atividades extraclasse. Isso significa que o profissional teria que cumprir apenas 66% da sua carga horária em sala de aula. O restante do tempo seria dedicado a atividades como planejamento de aulas, correção de provas e cursos de formação.

Segundo a entidade, 18 estados ainda descumprem essa determinação. Apenas o Acre, Amapá, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, a Paraíba, Rondônia, Sergipe seguem a regra sobre a reserva de jornada para atividades extraclasse.
 

Mais Sobre Educação

6ª Olimpíada de Língua Portuguesa é lançada e recebe inscrições

6ª Olimpíada de Língua Portuguesa é lançada e recebe inscrições

Uma cerimônia com homenagens e muita emoção marcou o lançamento na última quarta-feira (20) da 6ª Olimpíada de Língua Portuguesa, no Auditório Guajuvi

Acadêmicos do curso de Biomedicina realizam triagens no projeto "Posso escolher"

Acadêmicos do curso de Biomedicina realizam triagens no projeto "Posso escolher"

Nesta quarta-feira (21), acadêmicos do curso de Biomedicina da FIMCA participaram do projeto "Posso escolher", realizado pela Prefeitura de Porto Velh

ONU declara, 2019 será  o Ano Internacional das Línguas Indígenas

ONU declara, 2019 será o Ano Internacional das Línguas Indígenas

Iniciativas apoiadas pela Fundação Banco do Brasil reforçam a relevância dos povos na história, cultura e preservação do meio ambienteA ONU (Organizaç

“Nossas experiências irão nos alavancar por este novo mundo”, afirma formanda durante segunda noite de colação de grau da FIMCA

“Nossas experiências irão nos alavancar por este novo mundo”, afirma formanda durante segunda noite de colação de grau da FIMCA

Aconteceu na última sexta-feira (15) o segundo e último dia de colação de grau da Faculdade FIMCA, realizado na Vila Olímpica do campus. O momento foi