Porto Velho (RO) quarta-feira, 13 de novembro de 2019
×
Gente de Opinião

Educação

Jovens do Vale do Guaporé recebem capacitação


Inserir os jovens no mercado de trabalho é o objetivo do Programa ProJovem Trabalhador – Juventude Cidadã, desenvolvido pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) e que está levando oportunidade de capacitação técnica e profissional para dois mil jovens de doze municípios do Estado. Com investimentos de R$3,7 milhões e R$485 mil em contrapartida do Governo da Cooperação, o programa está chegando ao Vale do Guaporé e foi lançado pelo governador Confúcio Moura nesta quinta-feira, 21, nas cidades de Costa Marques e São Francisco do Guaporé.

Durante a cerimônia em Costa Marques, o governador Confúcio Moura disse que o país vive um momento de economia aquecida e por causa disso há uma falta muito grande de mão de obra qualificada. “Nesse sentido, o ProJovem é uma iniciativa extremamente importante, porque capacita essa juventude que está aí precisando de oportunidade”.

O programa, conforme explicou o governador, oferece transporte, alimentação, uniforme, material didático e material estudantil (mochila, caderno, caneta, lápis e borracha), além de uma bolsa de estudos de R$ 100 por mês para cada participante. “Com tudo isso atendido, o jovem pode aproveitar melhor a formação. Esta é a hora de agarrar a oportunidade de estudar, de aprender, de se capacitar para o mundo do trabalho. Os estudantes aqui presentes, os jovens que estão desempregados não podem perder essa chance, que significa uma mudança de vida, uma melhoria sem comparação”, destacou.

Em São Francisco do Guaporé, o senador Acyr Gurgacz agradeceu ao empenho da Secretaria de Estado de Assistência Social (Seas), que viabilizou a parceria do Governo de Rondônia com o MTE na implantação do “ProJovem Trabalhador” no Estado, que garantirá a contratação por empresas de, pelo menos, 30% dos formandos no mercado formal de trabalho.

De acordo com o senador, Rondônia não estava no mapa do Ministério do Trabalho e Emprego para a implantação do ProJovem. “Com um empenho muito grande, conseguimos trazer mais essa conquista para Rondônia. O secretário de Estado de Assistência Social, Márcio Félix, que não pôde estar presente, também moveu todos os esforços possíveis para trazer o ‘Projovem Trabalhador’ e garantir que dois mil jovens tenham a possibilidade de se profissionalizar”, explicou Acyr Gurgacz.

No Vale do Guaporé, inicialmente, 500 vagas deverão ser preenchidas por jovens de 18 a 29 anos, desempregados, com renda de até um salário mínimo. As inscrições serão feitas nas Secretarias Municipais de Ação Social de Costa Marques e São Francisco do Guaporé, que também serão responsáveis pela triagem dos alunos.

De acordo com a gerente Regional da Seas na região, Ana Cristina Bonfim, os cursos serão nas áreas de Administração; Agroextrativismo; Alimentação; Beleza e Estética; Construção e Reparos; Madeira e Móveis; Piscicultura; Telemática e Turismo. Todos eles com carga de 350 horas/aula, com exigência de 75% de presença nas atividades. 275 vagas estão destinadas a Costa Marques e 225 para São Francisco do Guaporé. O município de São Miguel do Guaporé também será contemplado, ainda este ano, com 125 vagas do “Projovem Trabalhador”.

Ana Cristina disse ainda que para se obter mais informações sobre o Projovem, o interessado pode acessar a página do programa no site do MTE pelo endereço http://projovemtrabalhador.mte.gov.br/.

Juventude Cidadã

Cliciane Lima dos Santos, 18 anos, estudante do terceiro ano do Ensino Médio, e Orlando Marques de Oliveira Neto, 20 anos, estiveram presentes no lançamento do ProJovem na Câmara de Vereadores de Costa Marques e declararam que estavam animados para fazer logo a inscrição no programa.

Orlando destacou que quer fazer o curso de Auxiliar Administrativo para crescer profissionalmente, porque já está interessado em prestar concurso para trabalhar no hospital da cidade. “Este curso vai trazer muitas oportunidades, não só de aprendizado, mas, para conhecer gente nova, trazer novas ideias, desenvolver novos conhecimentos e práticas de trabalho”, contou Orlando Neto.

Cliciane disse que quer fazer o curso de Beleza e Estética, porque, “além de aprender mais, é a oportunidade certa para entrar no mercado de trabalho. A gente vê que essa área de estética é muito valorizada e aqui na cidade ainda não tem ninguém que faça esse tipo de serviço com a qualidade de quem estudou. Enfim, vou trabalhar com o que gosto, sem precisar sair da minha cidade”.

Em São Francisco do Guaporé, a estudante Letícia Medina, 19 anos, falou que está muito animada para se matricular e começar logo seu curso. “Em nossa cidade não tem faculdade. Para fazer qualquer curso a gente tem que ir para fora, para São Miguel, Rolim de Moura, Cacoal, Ji-Paraná e até para Porto Velho. Assim fica muito caro para a gente conseguir estudar. Por isso que eu não posso perder essa oportunidade”, opinou.

Fonte: Luana Lopes / Luiz Augusto Rocha / Seas
 

Mais Sobre Educação

Especialista analisa segundo dia do ENEM 2019

Especialista analisa segundo dia do ENEM 2019

O segundo dia de aplicação do ENEM 2019, dedicado às provas de Ciências da Natureza e Matemática, não fugiu muito do esperado, mas aprofundou uma ten

Prefeitura de Porto Velho se prepara para Chamada Escolar 2020

Prefeitura de Porto Velho se prepara para Chamada Escolar 2020

A Secretaria Municipal de Educação, através do Departamento de Políticas Educacionais, realiza reunião de alinhamento com gestores e secretários escol

Aluna de Presidente Médici (RO) é vencedora de concurso nacional oferecido pela CGU

Aluna de Presidente Médici (RO) é vencedora de concurso nacional oferecido pela CGU

“Mesmo que ninguém saiba, mesmo que ninguém veja, é preciso agir com responsabilidade fazendo sempre o que for correto”. Palavras estas que compõem