Porto Velho (RO) terça-feira, 7 de dezembro de 2021
×
Gente de Opinião

Educação

JORNADA ACADÊMICA TERÁ A PRESENÇA DE SAVIANI, SANFELICE E NEWTON DUARTE


 JORNADA ACADÊMICA TERÁ A PRESENÇA DE SAVIANI, SANFELICE E NEWTON DUARTE - Gente de Opinião
A JORNADA DO HISTEDBR-RO iniciará nesta quarta-feira, 11 de outubro, à noite no IFRO Campus Calama. O evento, além das Conferências e Mesas de debate, também apresentará estudos e pesquisas realizadas nos últimos anos acerca das politicas educacionais, educação e trabalho, movimentos sociais, formação e trabalho docente, psicologia histórico cultural, etc., articuladas ao ensino e a extensão para o público interno e externo à Universidade Federal de Rondônia/UNIR e ao Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia – IFRO.

A Programação completa da I Jornada do HISTEDBR-RO está disponível na página www.jornadahistedbr.unir.br

PEDAGOGIA HISTÓRICO-CRÍTICA

Segundo Saviani, criador desta Teoria Pedagógica, essa pedagogia é tributária da concepção dialética, especificamente na versão do materialismo histórico, tendo fortes afinidades, no que ser refere às suas bases psicológicas, com a psicologia histórico-cultural desenvolvida pela “Escola de Vigotski”. A educação é entendida como o ato de produzir, direta e intencionalmente, em cada indivíduo singular, a humanidade que é produzida histórica e coletivamente pelo conjunto dos homens. Em outros termos, isso significa que a educação é entendida como mediação no seio da prática social global. A prática social se põe, portanto, como o ponto de partida e o ponto de chegada da prática educativa. Daí decorre um método pedagógico que parte da prática social onde professor e aluno se encontram igualmente inseridos, ocupando, porém, posições distintas, condição para que travem uma relação fecunda na compreensão e encaminhamento da solução dos problemas postos pela prática social, cabendo aos momentos intermediários do método identificar as questões suscitadas pela prática social (problematização), dispor os instrumentos teóricos e práticos para a sua compreensão e solução (instrumentação) e viabilizar sua incorporação como elementos integrantes da própria vida dos alunos (catarse).

Considerada um marco na educação brasileira, porém pouco praticada no cotidiano escolar, a Pedagogia Histórico-Crítica, teoria criada pelo pedagogo brasileiro Dermeval Saviani, tem como foco a transmissão de conteúdos científicos por parte da escola, porém sem ser conteudista. O ensino conteudista é aquele em que se passa uma quantidade enorme de conteúdo, sem se preocupar com o desenvolvimento intelectual, cultural e de raciocínio do aluno. A teoria de Saviani, no entanto, preza pelo acesso aos conhecimentos e sua compreensão por parte do estudante para que este seja inclusive capaz de transformar a sociedade.

Trata-se de uma pedagogia contra hegemônica, inspirada no marxismo, portanto preocupada com os problemas educacionais decorrentes da exploração do homem pelo homem. É uma teoria de orientação socialista, organizada no Brasil a partir da década de 1980. Na Pedagogia Histórico-Crítica a educação escolar é valorizada, tendo o papel de garantir os conteúdos que permitam aos alunos compreender e participar da sociedade de forma crítica, superando a visão de senso comum. A ideia é socializar o saber sistematizado historicamente e construído pelo homem. Nesse sentido, o papel da escola é propiciar as condições necessárias para a transmissão e a assimilação desse saber.

Biografias dos palestrantes

DERMEVAL SAVIANI

Possui graduação em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1966) e doutorado em Filosofia da Educação pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1971). Em 1986 obteve o título de livre-docente; em 1990 foi aprovado no Concurso Público de Professor Adjunto de História da Educação da UNICAMP; e em 1993 foi aprovado no Concurso Público de Professor Titular de História da Educação da UNICAMP. É Professor Emérito da UNICAMP, Pesquisador Emérito do CNPq e Coordenador Geral do Grupo de Estudos e Pesquisas "História, Sociedade e Educação no Brasil" (HISTEDBR).

Foi membro do Conselho Estadual de Educação de São Paulo, coordenador do Comitê de Educação do CNPq, coordenador de pós-graduação na UFSCAR, PUC-SP e UNICAMP, professor titular colaborador da USP (Ribeirão Preto) e sócio fundador: da ANPED (Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação), CEDES (Centro de Estudos Educação &Sociedade), CEDEC (Centro de Estudos de Cultura Contemporânea) e SBHE (Sociedade Brasileira de História da Educação), da qual foi o primeiro presidente. Foi condecorado com a medalha do mérito educacional do Ministério da Educação e recebeu da UNICAMP o prêmio “Zeferino Vaz” de produção científica. Em 2008, venceu o prêmio Jabuti na categoria Educação, Psicologia e Psicanálise com o livro “História das ideias pedagógicas no Brasil”.

Autor de grande número de trabalhos publicados, Saviani é um respeitado educador que teve sua trajetória de sucesso marcada, inclusive, por ser um dos principais formuladores da Pedagogia histórico-crítica. Os acontecimentos histórico-políticos que marcaram a educação brasileira sempre nortearam o pensamento de Saviani, que em todas as suas obras, preocupou-se em analisar a prática educacional inserida num processo político-social. Publicou cerca de 70 livros além de uma infinidade de artigos e outros trabalhos acadêmicos. Entre sua obra teórica, destacamos:

·         Escola e Democracia

·         Pedagogia Histórico-Crítica, primeira aproximações;

·         Educação - Do Senso Comum a Consciência Filosófica;

·         Ensino Público e Algumas Falas sobre Universidade;

·         A Pós-Graduação em Educação no Brasil;

·         Política e Educação no Brasil;

·         Pedagogia histórico-crítica e luta de classes na educação escolar;

·         A Questão Pedagógica na Formação de Professores;

·         Ensino Público e Algumas Falas sobre Universidade;

·         História das Ideias Pedagógicas no Brasil;

·         A Nova Lei da Educação - Trajetória, Limites e Perspectivas;

·         Da Nova LDB ao Novo Plano Nacional de Educação - Por Uma Outra Política Educacional;

·         História do Tempo e Tempo da História: estudos de historiografia e história da educação.

JOSÉ LUÍS SANFELICE

Bacharel e Licenciado em Filosofia (1971), Mestre em Filosofia da Educação (1978) e Doutor em Educação (1985) pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Livre Docência em História da Educação (2001) e Professor Titular (2006) na Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), onde atuou como docente de 1981 a 2012. Aposentado e Professor Colaborador da UNICAMP 2013-2016. Pesquisador do Grupo de Estudos e Pesquisa História, Sociedade e Educação no Brasil – HISTEDBR e membro do Conselho Editorial da Revista HISTEDBR on-line. Foi Diretor Associado e Diretor da Faculdade de Educação da UNICAMP no período de 1988 a 1996. Atua em História da Educação, História das Instituições Escolares e Política Educacional. É docente e Coordenador do Curso de Mestrado em Educação e Editor Chefe da Revista Argumentos Pró-Educação na Universidade do Vale do Sapucaí – UNIVÁS, em Pouso Alegre(MG), desde agosto de 2014.

Atuando em Pesquisa e Pós-Graduação, Sanfelice, reúne dezenas de artigos, conferências e publicações de livros. Entre os livros publicados ou organizados, destacamos:

·         Movimento Estudantil A UNE na resistência ao golpe de 1964;

·         História e Historia da Educação- o debate teórico metodológico atual;

·         FUNDAMENTOS DA EDUCAÇÃO compreensões e contribuições;

·         Histórias e Instituições Escolares: teoria e prática;

·         História da Educação, Intelectuais e Instituições Escolares;

·         Capitalismo, trabalho e educação;

·         Desafios à democratização da educação no Brasil Contemporâneo;

·         LOMBARDI, Jose Claudinei (Org.) ; SANFELICE, J. L. (Org.) . Liberalismo e Educação em debate. 1. ed. Campinas: Autores Associados, 2007. v. 1. 224p .

·         SAVIANI, Dermeval (Org.) ; LOMBARDI, Jose Claudinei (Org.) ; SANFELICE, J. L. (Org.) . História e Historia da Educação - o debate teórico metodológico atual. 3. ed. Campinas: Autores Associados/HISTEDBR, 2006. v. 1. 141p .

NEWTON DUARTE

Graduou-se em Pedagogia pela Universidade Federal de São Carlos em 1985 e obteve o título de Mestre em Educação pela mesma universidade em 1987. Defendeu sua tese de doutorado na Faculdade de Educação da UNICAMP, em 1992. Desde 1988 é docente da UNESP e leciona no campus de Araraquara. Nessa universidade obteve, em 1999 o título de Livre-Docente e em 2009 foi nomeado para o cargo de Professor Titular. De agosto de 2003 a junho de 2004 realizou pós-doutorado na Universidade de Toronto, Canadá e de agosto de 2011 a julho de 2012 foi pesquisador visitante na Universidade de Sussex, Inglaterra. Coordena o grupo de pesquisa Estudos Marxistas em Educação que conta com pesquisadores de várias universidades brasileiras. É autor de livros, capítulos de livros e artigos, publicados no Brasil e no exterior. Seus atuais projetos de pesquisa são: 1) A liberdade como uma das categorias nucleares da pedagogia histórico-crítica; 2) Arte e formação humana em Lukács e Vigotski; 3) A perspectiva marxista em educação e as pedagogias contemporâneas.

Entre seus trabalhos destacam-se os livros: Os conteúdos escolares e a ressurreição dos mortos (2016); A Individualidade Para Si (2013), Vigotski e o Aprender a Aprender: crítica às apropriações neoliberais e pós-modernas da teoria vigotskiana (2000); Sociedade do Conhecimento ou Sociedade das Ilusões? (2003); Crítica ao Fetichismo da Individualidade (2004); Critical Perspectives on Activity: Explorations across Education, Work and Everyday Life (2006) co-editada com Peter Sawchuk e Mohamed Elhammoumi; Arte, Conhecimento e Paixão na Formação Humana: Sete Ensaios de Pedagogia Histórico-Crítica (2010) em coautoria com Sandra Della Fonte; A Pedagogia Histórico-Crítica e a Luta de Classes na Educação Escolar (2012) em coautoria com Dermeval Saviani.
 

Marco Antônio de Oliveira Gomes

Possui licenciatura plena em História pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (1988); Pedagogia pela Faculdade de Ciências e Letras Plínio Augusto do Amaral (1997); Mestrado (2001) e Doutorado (2008) em História e Filosofia da Educação pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Trabalhou como professor de História na Educação Básica (1989-2009) e como professor adjunto da Universidade Federal de Rondônia (UNIR), lotado no Depto. de Ciências da Educação, com experiência nos seguintes temas: História da Educação, Trabalho e Educação; Estado e políticas públicas em Educação e Fundamentos do Ensino de História. Atualmente é professor adjunto da Universidade Estadual de Maringá, lotado no Departamento de Fundamentos da Educação. Participa do Grupo de Pesquisas em Fundamentos Histórico-Filosóficos da Educação - UFSC/CNPq e do Grupo de Pesquisa sobre Política, Religião, Educação e Modernidade (Universidade Estadual de Maringá)

Márcio Marinho Martins

Possui graduação em História pela Universidade Federal de Rondônia (2006) e mestrado em Geografia pela Universidade Federal de Rondônia (2009). Foi professor substituto da Universidade Federal de Rondônia (UNIR), no curso de História do campus de Rolim de Moura. Foi docente da Secretaria de Estado da Educação de Rondônia. Tem experiência na área de História, atuando principalmente nos seguintes temas: História agrária, luta pela terra e Movimentos Sociais. Foi membro da Diretoria da ANPUH-RO no período 2013-2014. Atualmente é professor efetivo do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia (IFRO). É membro do Grupo de Estudos e Pesquisas História, Sociedade e Educação no Brasil- Histedbr-RO 

Flávio Leite Costa

Mestre em Educação pela UNIR - Universidade Federal de Rondônia - na linha de Políticas Públicas, desenvolvendo pesquisa que tem como objetivo analisar a coerência entre as políticas de educação profissional no IFRO Câmpus Ariquemes e a inserção dos egressos no mundo do trabalho ou na carreira acadêmica. Possui Mestrado em História, Direitos Humanos, Territórios e Cultura no Brasil e América Latina concluído em 2010 com a pesquisa "A Construção de Rondônia nos Textos da Revista Veja Durante a Década de 1980". Especialização em História Regional pela Faculdade de Pimenta Bueno em Rondônia (2002) com pesquisa comparativa entre a visão de Colombo sobre o Novo Mundo e a visão do primeiro navegador do rio Amazonas para essa região. É graduado em História pela Universidade Estadual de Maringá (2001). Atualmente é professor do Instituto Federal de Rondônia, Campus Ariquemes atuando como professor de Pós Graduação, professor de História nos cursos técnicos em Agropecuária, Informática e Alimentos e História da Educação na licenciatura em Biologia.

Mais Sobre Educação

Prorrogadas as inscrições de seleção do IFRO para o primeiro semestre de 2022

Prorrogadas as inscrições de seleção do IFRO para o primeiro semestre de 2022

Foi prorrogada até o dia 20/12/2021 a seleção de alunos que ingressarão no primeiro semestre de 2022 no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tec

SENAI Rondônia prorroga inscrições para cursos gratuitos

SENAI Rondônia prorroga inscrições para cursos gratuitos

Aqueles que almejam oportunidade de fazer um curso gratuito para se qualificar profissionalmente, o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de R

30 novos parquinhos em escolas de Vilhena: compra acontece com emenda de Luizinho Goebel

30 novos parquinhos em escolas de Vilhena: compra acontece com emenda de Luizinho Goebel

Uma completa renovação dos parquinhos das escolas municipais foi providenciada neste ano para acontecer em breve. A Secretaria Municipal de Educação

Alunos da rede municipal em Porto Velho são atendidos pelo Programa Saúde

Alunos da rede municipal em Porto Velho são atendidos pelo Programa Saúde

Buscando garantir o desempenho dos estudantes dentro da sala de aula, a Prefeitura de Porto Velho desenvolve um programa para a reparação da visão a a