Porto Velho (RO) sexta-feira, 3 de dezembro de 2021
×
Gente de Opinião

Educação

IFRO oferece curso para ressocialização



O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia (IFRO) em parceria com a Secretaria de Estado da Justiça (Sejus) está ofertando, através do Pronatec, o Curso Agente de Projetos Sociais para as detentas do regime semiaberto na capital. O curso oferecido no período noturno, pelo Campus Porto Velho Calama, atende 16 mulheres do sistema prisional em Porto Velho. Com duração de aproximadamente 3 meses e carga horária de 160 horas, o curso pretende qualificar para fortalecer a reinserção das reeducandas na sociedade.

O IFRO fornece apoio logístico facilitando o retorno das alunas, que precisam dormir na Unidade Aberto e Semiaberto Feminino (Usaaf), explicou o coordenador adjunto do Pronatec do IFRO, Campus Porto Velho Calama, Jackson Bezerra Nunes. Segundo ele, este é o primeiro curso oferecido pelo IFRO para os privados de liberdade no semiaberto, e contribui de forma significativa para redução da pena. “Há cada três dias de curso é um dia a menos na pena. É importante porque você está contribuindo para a reinserção dessas pessoas na sociedade de forma qualificada. Faz o diferencial, voltar para o mercado de trabalho com uma qualificação”, explicou Nunes.

As alunas têm aulas tanto com professores do IFRO quanto com professores externos e ao final do curso estarão aptas para atuar junto às organizações para elaboração de projetos sociais. O coordenador ainda ressaltou a importância da experiência de poder participar de uma iniciativa como essa “para mim, é de grande valor principalmente por estar atendendo aos objetivos institucionais, procurando cumprir uma demanda do governo, para que este pessoal se ressocialize”, informou.
Curso trará oportunidades de trabalho e estudo

As estudantes relataram que o curso proporcionará uma boa oportunidade de trabalho “estou aprendendo como lidar com o público, com as situações do dia a dia, que acontecem no Brasil, e aprendendo a ajudar as pessoas a cada dia que se passa”, afirmou Camila de Oliveira.

Através dos conhecimentos adquiridos com o curso será possível montar um projeto para ajudar as apenadas do semiaberto “a gente quer trazer algo que elas possam se sentir bem, trazer lazer, quer tentar ajudar de uma forma variada trazendo algo diferente. Mostrando que o que elas vivem não é só o mundo do crime, mas como elas vão viver no meio da sociedade” explicou Ana Cláudia Aguiar, também aluna do curso. Segundo ela, existe a intensão de continuar os estudos “pretendo fazer faculdade de serviço social, esse curso vai me ajudar a trabalhar mais lá na frente”, concluiu.
A conclusão do curso está prevista para o final de fevereiro, dia 22, momento em que todas as participantes receberão certificado.

Fonte: Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia


 

Mais Sobre Educação

SENAI Rondônia prorroga inscrições para cursos gratuitos

SENAI Rondônia prorroga inscrições para cursos gratuitos

Aqueles que almejam oportunidade de fazer um curso gratuito para se qualificar profissionalmente, o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de R

30 novos parquinhos em escolas de Vilhena: compra acontece com emenda de Luizinho Goebel

30 novos parquinhos em escolas de Vilhena: compra acontece com emenda de Luizinho Goebel

Uma completa renovação dos parquinhos das escolas municipais foi providenciada neste ano para acontecer em breve. A Secretaria Municipal de Educação

Alunos da rede municipal em Porto Velho são atendidos pelo Programa Saúde

Alunos da rede municipal em Porto Velho são atendidos pelo Programa Saúde

Buscando garantir o desempenho dos estudantes dentro da sala de aula, a Prefeitura de Porto Velho desenvolve um programa para a reparação da visão a a

Campus Porto Velho Calama abre seleção para Pós-Graduação Lato-Sensu em ensino de Ciências e Matemática

Campus Porto Velho Calama abre seleção para Pós-Graduação Lato-Sensu em ensino de Ciências e Matemática

Por meio do Departamento de Pesquisa, Inovação e Pós-Graduação (Depesp), o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia-IFRO, Cam