Porto Velho (RO) quinta-feira, 2 de dezembro de 2021
×
Gente de Opinião

Educação

Governador faz chamamento para Pacto Social


Governador faz chamamento para Pacto Social - Gente de Opinião

Pensar educação, não apenas em Rondônia, mas em nível de Brasil vem sendo um desafio encarado por muitos gestores. Com o passar do tempo, novas formas de se conduzir são introduzidas no âmbito da administração publica. Tida como uma questão primordial, o Governo do Estado, através da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), vem traçando novos rumos para o ensino em Rondônia, envidando esforços na melhoria da qualidade da Educação e elevando os índices do Estado. 

Reflexo do descaso social de antigas gestões, em Rondônia a educação ainda sofre com uma grande parcela de alunos excluídos. Parcelas da população que se encontram na linha da pobreza e extrema pobreza, crianças que por vezes necessitam trabalhar para auxiliar no sustento da família. Formar cidadãos conscientes, participativos e atuantes, é o papel da escola que o faz a partir da democratização do conhecimento e com o auxilio do Estado. 

Avaliar o processo de ensino aprendizagem foi o ponto de partida para identificar o patamar em que se encontrava. Para isso, foi implantado o Sistema de Avaliação Educacional de Rondônia (Saero), que pontua as fragilidades da educação em nível estadual, como disparidade da idade e série entre os alunos, causas da evasão, escolas com menores desempenhos, entre outros.

Em meio ao processo, o Governo da Cooperação percebeu a necessidade de motivar o profissional da educação que teria pela frente a árdua missão de melhorar os indicadores. Para isto o governo enviou À Assembléia Legislativa do Estado (ALE/RO) o PCCR da Educação. Uma forma de valorizar o educador.

 GESTÃO DEMOCRÁTICA

O próximo passo foi implantar o ambiente de democracia dentro das escolas estaduais visando a autonomias das unidades, uma reivindicação da categoria há mais de 23 anos. Foi um grande avanço que o governo realizou ao apresentar na ALE/RO a mensagem de numero 008 de 8 de fevereiro de 2013, que trata do projeto de lei da gestão democrática.  

Pontos importantes como a co-responsabilidade entre o Poder Público e a sociedade na gestão escolar; autonomia das unidades de ensino na gestão administrativa, financeira e pedagógica; livre organização dos segmentos da comunidade escolar; participação dos segmentos da comunidade escolar nos processos decisórios e em órgãos colegiados; transparência dos mecanismos administrativos, financeiros e pedagógicos com monitoramento e avaliação dos resultados; garantia da descentralização do processo educacional; valorização dos profissionais da educação; democratização das relações humanas; escolha dos diretores das escolas, com participação direta da comunidade escolar; foram abordados. 

Parcerias com fundações renomadas como a Fundação Roberto Marinho e o Instituto Ayrton Senna para trabalhar a aceleração do aprendizado e corrigir distorções idade/série, que é a grande problemática da sala de aula, foram firmadas. Serão 21.058 alunos beneficiados através da parceria. Outro beneficio foi à eleição direta de diretores e vices.  

Foram investidos mais de R$ 2 milhões em livros paradidáticos distribuídos a rede publica estadual para reforçar e estimular a leitura. Nessa linha, o governo aprovou o novo referencial curricular para que o professores e as escolas possam adotar em seus planos políticos e pedagógicos questões regionais que atendam as diversidades regionais d todo o Estado. 

PARCERIAS

Apesar dos esforços, ainda era pouco para alcançar os resultados almejados. Era preciso ampliar o tempo dos alunos no âmbito escolar com atividades/ações pedagógicas educacionais que proporcionassem ao educando possibilidades de enriquecimento de seu universo de referências. “Com essa proposta nasceu o Projeto Guaporé de Educação Integral, onde a escola desenvolve trabalhos de forma articulada com a Seduc, beneficiando 12.506 estudantes do Ensino Fundamental e Médio”, disse o governador.

Paralelo a este processo, percebeu-se ainda a necessidade de melhorar as estruturas físicas das unidades de ensino. “Reformas, ampliações e adequações dos espaços com construção de bibliotecas, refeitórios, quadras poliesportivas, salas de jogos, laboratórios de informáticas e ampliação de banheiro para atender alunos se tornou uma diretiva do Governo da Cooperação”, informou o deputado Kaká Mendonça. Obras em mais de 30 unidades acontecem em vários municípios do Estado e Rondônia.

Através da parceria com o Governo Federal, o Programa Mais Educação, que antes atendia menos de 60 escolas em todo o Estado, foi ampliado. Atualmente são mais de 180 escolas contempladas beneficiando cerca de 6.100 alunos. Assim como o Programa Escola Aberta, que integra comunidade/escola e atende mais de 54 mil pessoas, alargando as fronteiras e exercendo um importante papel social. Outro catalisador de mudança é o Programa Ensino Médio Inovador, que atende 5.467 alunos com cursos profissionalizantes e inserção no mercado de trabalho.

CAPACITAÇÃO

Dar oportunidade de uma formação continuada aos professores da rede estadual de educação com parceiros como a PUC/RS, onde cerca de 100 professores de história estão fazendo mestrado. Com a Fundação Getúlio Vargas, os cerca de 125 técnicos em educação, tem a oportunidade de fazer o curso de MBA em Gestão Administrativa. São mais 125 vagas disponibilizadas em Gestão Financeira, Controladoria e Auditoria; Administração Publica; Gestão Estratégica da Tecnologia da Informação; Gerenciamento de Projetos; Gestão de Pessoas. Ações que refletem a preocupação do Estado não apenas com o patrimônio físico, mas o intelectual.

INCLUSÃO ETNO SOCIAL

Estender a mão a todos os segmentos sociais é umas das ações previstas nas diretivas da d Governo da Cooperação, proporcionando educação de qualidade para as comunidades tradicionais quilombolas e para os povos indígenas reforçando a participação democrática nas decisões de como deve funcionar o modelo de política publica que visa inclusão democrática destas minorias.

Para reforçar a Educação Escolar indígena o Governo da Cooperação está construindo 20 novas escolas indígenas e revitalizando o espaço de outras 30 escolas indígenas. Como aporte para facilitar o transporte serão entregues cinco camionetes e oito barcos para as comunidades indígenas. O projeto Açaí forma 160 professores indígenas e esta previsto para o segundo semestre de 2013 o concurso publico para contratação de educadores para atender as aldeias. 

Através do Programa Federal Brasil Alfabetizado em parceria com o Governo de Rondônia foram formados mais de 400 reeducandos em todo o Estado. O projeto se encontra em seu segundo modulo, em fase de inscrição e estruturação dentro das unidades prisionais para formar os que ainda não foram atendidos pelo programa. 

Trata-se de um processo de construção coletiva, um processo que envolve toda a sociedade, e o Governo da Cooperação tem feito esse chamamento de toda a sociedade para um pacto pela educação através de audiências publicas, fóruns, conferências e aços sociais. Todas com o único objetivo de tornar a educação de Rondônia uma referencia na Amazônia com índices orgulhosos, onde as crianças e jovens podem estar capacitadas para um futuro melhor. A educação é salvadora de homens e mulheres.

Fonte: Decom
 

Mais Sobre Educação

30 novos parquinhos em escolas de Vilhena: compra acontece com emenda de Luizinho Goebel

30 novos parquinhos em escolas de Vilhena: compra acontece com emenda de Luizinho Goebel

Uma completa renovação dos parquinhos das escolas municipais foi providenciada neste ano para acontecer em breve. A Secretaria Municipal de Educação

Alunos da rede municipal em Porto Velho são atendidos pelo Programa Saúde

Alunos da rede municipal em Porto Velho são atendidos pelo Programa Saúde

Buscando garantir o desempenho dos estudantes dentro da sala de aula, a Prefeitura de Porto Velho desenvolve um programa para a reparação da visão a a

Campus Porto Velho Calama abre seleção para Pós-Graduação Lato-Sensu em ensino de Ciências e Matemática

Campus Porto Velho Calama abre seleção para Pós-Graduação Lato-Sensu em ensino de Ciências e Matemática

Por meio do Departamento de Pesquisa, Inovação e Pós-Graduação (Depesp), o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia-IFRO, Cam

IFRO publica edital para abertura do Concurso Público para preenchimento de 41 vagas na instituição

IFRO publica edital para abertura do Concurso Público para preenchimento de 41 vagas na instituição

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia (IFRO) divulgou nesta quarta-feira, 24/11/2021, na Seção 3 do Diário Oficial da Un