Porto Velho (RO) sábado, 27 de novembro de 2021
×
Gente de Opinião

Educação

ESCOLA PÚBLICA DE RO APROVA MAIS DE 50 ALUNOS PELO SISU NA 1ª CHAMADA



Mais uma vez a Escola Estadual João Bento da Costa, que no penúltimo Enem, entre as escolas públicas do Estado ficou em 1º lugar e, em 3º na Região Norte, mostra que não brinca em serviço. No SISU em 1ª chamada neste ano começa aprovando mais de 50 (CINQUENTA) alunos do terceirão nas melhores Universidades do País. Entre eles,  Kézia Jahél Santos Tomaz- Medicina- UFAM; Franciane da Silva Brito - Engenharia de Petróleo UFPEL; Thays Oliveira Barros - Engenharia de Petróleo e Gás – UFAM; Micaellen Cristina Gonçalves Andrade - Eng.Petróleo – UFAL;Paula Junqueira - Eng. de Energias Renováveis - UFAL ;Marlon Luiz Sátimo Rohsler - Engenharia Produção Agroindustrial – UNEMAT; Ariadne Paula Mendonça Ferreira , Ciências Biológicas IFAC ;
Mateus de Oliveira Martins- Eng. Agroindustrial indústrias Alimentícias, FURG ;Eveline Moreira Paiva - Engenharia Florestal, UNEMAT;Louan Crecêncio Reis - Engenharia De Aquicultura (UFFS ); Larissa Machado Amorim - Engenharia Ambiental, UFPEL ;Eric Forte Cohen - Engenharia de Aquicultura - UFFS ; Marcos Gabriel Nascimento Araújo - Engenharia Florestal, UFMT;Matheus de Lima Morete, Engenharia Florestal, UFMT ;Brenda Karine Souza da Silva- Engenharia Civil. IFAL; Gabriela Mendes Miranda- Engenharia Florestal – UFMT; Luis Henrique Chagas do Nascimento- Engenharia Florestal - UFAC; Carlos André Sousa Rodrigues - Administração – UFMT; Taiane Nunes Magalhães- Geografia UFAC; Francisca Brandão de Souza,Jornalismo - UFAM;Sarah Bordignon  , Moda – IFSUL;Darcy Maria da Conceição Laura dos Santos- Engenharia Florestal-UFMS;Luan Felipe Rodrigues Régis - Educação física - UFAC ;Melissa Nogueira Horn - Geografia- UESC ; Jéssica Gimaque Buriti, Pedagogia /UFAM ;Ariel Alves Gomes - Psicologia, UFMT; Maria Julia Moraes Vieira - Matemática- UFPI;Ana Gabriela da Silva Almeida - Filosofia . UFMS; Adelayne Ferreira Lima- Administração- UFMT; Janiele Ribeiro Conrado - Biblioteconomia, UFMT;

Herta Maria de Açucena do Nascimento Soeiro- Biblioteconomia- UFAM; Rafael de oliveira Gama - Humanidades, UNILAB; Talia Iasmin Pereira - ciências biológicas- UFMT; Ana Karoline Facundes Barrozo - Letras Língua Portuguesa - FURG; Anna Letícia Figueiredo Desmarest - Ciências Agrícolas – IFC; João Pedro Dos Santos-Letras-Português-inglês-UEMS; Alan Souza da Cruz - Enfermagem –UFMT; Joseane da Silva Brito - Ciências Naturais – UFAM; Núbia Cassol Santana- ciências biológicas- UFAL; Carlos Victor dos Santos - Administração -UEMS; Talita Raquel de Oliveira Pedraza - Letras- Português e Literatura – UFMS; Marcus Winicius de Oliveira Nogueira - Logística – IFAC; Roberto Pereira do Nascimento- Ciências Biológicas- UFAC; Tainara Oliveira do Nascimento - Agronomia – UNEMAT; Danilo Roger Santana -Física – UFRR; Aliny Fontenele de Brito - Agronomia – UNEMAT; Danielle da Silva Lima - Ciências Contábeis- UFAL; Wendel Melo Comunicação Social- UFAL; Marcos Felipe Dos Santos -Agronomia- UFAM; David Lucas da Silva Ferreira - Ciências Econômicas - UFPB; David Rafael Lobato Campos, Gestão Pública, IFRO; Itayanne Marques Lima - Direito- UNEMAT; Alexsandro da Silva Simões - Administração – UFMT; Bianca Cristina Silva Macedo - Agronomia – UFAL; Leonardo Ferreira - Matemática – UNEMAT; Maira Marina – Biotecnologia – UFAM; Ana Beatriz Nascimento Souza- Direito, UFMS; Anna Letícia Figueiredo Desmarest - Ciências Agrícolas - IF CATARINENSE, Jaqueline Nascimento Freitas - - Ciências Sociais; UFMS Antonio Nunes, Letras - Inglês, UNESPAR; Monique Ramos Marinho - Engenharia Florestal – UFAC; Dielma Rodrigues - Ciência e Tecnologia de Alimentos – UFMT; Matheus Marinho- Física- IFRO; Nielsen Carvalho - Direito – UFG; Quimberly Rodrigues - Engenharia Florestal – UFMS; Rômulo Félix - gestão ambiental – IFAL. Além disso, alguns outros alunos que foram aprovados no vestibular da UEA ocorrido em novembro/2014.

Rafael Gama, um dos aprovados, só diz lamentar o fato de ter ficado retido na Escola e não ter conseguido fazer o provão ainda no Padre Moretti, pois não queria perder a oportunidade de estudar fora de Porto Velho. Informou que  assim como ele,alguns outros também ficaram retidos perdendo a chance de continuar os estudos já no nível universitário,mas ressalta que ainda vai tentar fazer a prova a tempo no Padre Moretti para poder efetuar a matrícula,pois teve nota suficiente no Enem para eliminar algumas das disciplinas em que ficou retido.

Segundo informações, a Escola João Bento da Costa só não tem mais aprovados pelo SISU por que os pais não deixam seus filhos saírem da cidade e/ou não têm condições de mantê-los fora daqui, por isso a maioria inscreve-se para a UNIR e pelo PROUNI na própria capital, onde espera-se que a maioria dos alunos do Terceirão sejam aprovados, embora muitos cursos não sejam os que realmente os alunos gostariam de fazer, pois o interesse é grande em cursos como Biotecnologia, Engenharia da Computação, Engenharia Mecânica, Engenharia Mecatrônica, Engenharia Biomédica entre outros que ainda não têm em nossa capital e que teria clientela para isso se alguma Universidade e/ou Faculdade resolvesse implantá-los.

Vale ressaltar que o que se percebe no Terceirão da Escola João Bento é a preocupação com a qualidade, pois embora seja a melhor escola pública no Estado de Rondônia, sabem que ainda precisam melhorar a média, pois de maneira geral as avaliações implantadas pelo governo apresentam números desanimadores, se percebendo uma situação que precisa melhorar desde a educação Básica. Escola João Bento está no caminho certo,mas ainda precisa chegar a patamares mais altos nas médias alcançadas para se igualar às melhores notas do Brasil,porém isso é resultado do que acontece de maneira geral na estrutura educacional brasileira,pois praticamente todos que atuam em educação recebem baixos salários,professores frustrados que não exercem com profissionalismo sua função e até mesmo esbarram em dificuldades diárias da realidade escolar que não conta com a participação dos pais,entre muitos outros agravantes. Com isso percebe-se que o que se preza na equipe do Projeto Terceirão da Escola João Bento é a busca de melhorias e qualidade que visem dar condições de competição igualitária aos seus alunos, que pelos números apresentados vem alcançando o objetivo.

Fonte Dados: Facebook Profª Soniamar/JBC

Mais Sobre Educação

IFRO publica edital para abertura do Concurso Público para preenchimento de 41 vagas na instituição

IFRO publica edital para abertura do Concurso Público para preenchimento de 41 vagas na instituição

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia (IFRO) divulgou nesta quarta-feira, 24/11/2021, na Seção 3 do Diário Oficial da Un

Hildon Chaves anuncia bonificação de fim de ano aos professores durante Congresso Municipal de Educação

Hildon Chaves anuncia bonificação de fim de ano aos professores durante Congresso Municipal de Educação

O V Congresso Municipal de Educação iniciou, nesta quarta-feira (24), em Porto Velho. O evento reúne mais de 5 mil professores e diretores escolares p

Pais e responsáveis sem acesso à internet podem participar da chamada escolar de forma presencial em Porto Velho

Pais e responsáveis sem acesso à internet podem participar da chamada escolar de forma presencial em Porto Velho

Pais e responsáveis sem acesso à internet, ou com dificuldades de manuseio de aparelho eletrônico, podem buscar, até a próxima sexta-feira (26), um do

Vencedores do prêmio Boas Práticas são anunciados durante Congresso Municipal de Educação em Porto Velho

Vencedores do prêmio Boas Práticas são anunciados durante Congresso Municipal de Educação em Porto Velho

Os dez vencedores da 3ª edição do prêmio Boas Práticas foram reconhecidos nesta quarta-feira (24). A premiação aconteceu durante a solenidade de abe