Porto Velho (RO) sexta-feira, 3 de dezembro de 2021
×
Gente de Opinião

Educação

Enem: Provas começam hoje para 5,7 milhões de candidatos


 

 

Carolina Gonçalves
Agência Brasil

Brasília – Hoje (3) pelo menos 5,7 milhões de pessoas acordaram com um objetivo em mente: conseguir o melhor resultado no primeiro dia de provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), marcada para as 13h (horário de Brasília). Ao todo, a avaliação será aplicada em 1,6 mil municípios brasileiros. A maratona de provas segue amanhã (4).

O ideal é que os participantes confirmem os locais de prova e cheguem pelo menos uma hora antes do horário marcado. É preciso levar um documento de identidade com foto e caneta esferográfica de tinta preta, produzida em material transparente. Os portões de acesso serão abertos ao meio-dia e fechados às 13h.

A prova de hoje inclui 90 questões objetivas divididas entre as provas de ciências humanas e ciências da natureza. Amanhã (4), serão aplicadas mais 90 questões objetivas das provas de linguagens e códigos e matemática, além da prova de redação que representa 50% da nota total do exame.

Apesar da expectativa dos candidatos, a ansiedade e o nervosismo não são sentimentos comuns a todos os participantes. No universo que inclui milhares de estudantes que concluíram o ensino médio ou que vão concluir o 3º ano até dezembro, muitos falam, em tom de tranquilidade, sobre as provas. A serenidade desse grupo é típica dos jovens que já realizaram outros tipos de exame para ingresso em universidades, como o vestibular ou, até mesmo, edições anteriores do Enem.

Gente de OpiniãoNo Colégio Militar de Brasília, os alunos relatam que existe um estímulo para que façam o exame como uma experiência, antes de chegar ao último ano do ensino médio. Seguindo essas orientações, aos 17 anos, Larissa Matos Rodrigues de Brito conseguiu a vaga que queria no curso de medicina da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), unidade de Macaé. “Como eu queria tentar a UnB [Universidade de Brasília] e a Universidade Federal de Uberlândia [UFU] e ainda não tinha feito o terceiro ano, [eu e meus pais] achamos melhor levar como um teste. Não quis fazer a inscrição”, contou.

O resultado na redação é apontado pela aluna como o principal fator de aprovação. Em 1000 pontos, Larissa conseguiu a nota 960. “Acho que ter feito o Enem no ano passado ajuda mais no ritmo do tempo e na adaptação da rotina para o dia de prova. Ajuda muito porque a gente fica mais tranquila”, explicou.

Larissa conta que no primeiro semestre deste ano se dedicou exclusivamente ao vestibular da UnB. A universidade considera a nota no Enem apenas para preencher vagas que não foram ocupadas pelos aprovados no vestibular. No segundo semestre, ela começou a se preparar mais para o exame. “Nas três últimas semanas comecei a comprar revistas de atualidades e baixar provas anteriores na internet. Se não der [para entrar em uma universidade com a nota no Enem] vou tentar de novo e fazer o vestibular”, disse.

Gente de OpiniãoA colega Thaís dos Santos Cordeiro, 18 anos, relata que usou as notícias de jornais e a internet como principais estratégias para se preparar para o Enem, sem abrir mão de reforçar o conteúdo aprendido em sala de aula. “Ouço falar que é uma prova mais tranquila que usa mais lógica e interpretação. Como tenho boa base para isso, dá para fazer a prova calmamente.”

Thaís, que por pouco não conseguiu garantir sua vaga no curso de geologia da UnB em junho, admite que essa calma esbarra em um único temor: a falta de tempo para responder a todas as questões. “Acho que é pouco tempo para fazer muita coisa, pensar direitinho, não fazer besteira e prestar atenção em todos os detalhes.”

A estudante ainda disse que vai tentar, pelo Enem, garantir uma vaga na UFRJ. “É uma das melhores do país em geologia. Tenho família lá [no Rio de Janeiro]. Existe um leque muito grande de atuações nessa área, tanto em pesquisas quanto no pré-sal, para novas descobertas”, destacou.

Os gabaritos das provas objetivas serão divulgados no dia 7 de novembro e podem ser consultados no site do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Os participantes podem acessar os resultados individuais inserindo, em campos específicos, o número de inscrição e a senha ou o CPF e a senha.

Edição: Juliana Andrade e Lílian Beraldo

Gente de Opinião

Mais Sobre Educação

SENAI Rondônia prorroga inscrições para cursos gratuitos

SENAI Rondônia prorroga inscrições para cursos gratuitos

Aqueles que almejam oportunidade de fazer um curso gratuito para se qualificar profissionalmente, o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de R

30 novos parquinhos em escolas de Vilhena: compra acontece com emenda de Luizinho Goebel

30 novos parquinhos em escolas de Vilhena: compra acontece com emenda de Luizinho Goebel

Uma completa renovação dos parquinhos das escolas municipais foi providenciada neste ano para acontecer em breve. A Secretaria Municipal de Educação

Alunos da rede municipal em Porto Velho são atendidos pelo Programa Saúde

Alunos da rede municipal em Porto Velho são atendidos pelo Programa Saúde

Buscando garantir o desempenho dos estudantes dentro da sala de aula, a Prefeitura de Porto Velho desenvolve um programa para a reparação da visão a a

Campus Porto Velho Calama abre seleção para Pós-Graduação Lato-Sensu em ensino de Ciências e Matemática

Campus Porto Velho Calama abre seleção para Pós-Graduação Lato-Sensu em ensino de Ciências e Matemática

Por meio do Departamento de Pesquisa, Inovação e Pós-Graduação (Depesp), o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia-IFRO, Cam