Porto Velho (RO) sexta-feira, 3 de dezembro de 2021
×
Gente de Opinião

Educação

Curso para professores indígenas atende a 30 etnias em Rondônia


Mais uma etapa do Projeto Açaí foi iniciada nesta nesta segunda-feira (10). O projeto, em sua terceira etapa, atende a 120 professores exclusivamente indígenas e é mais  um desafio do Governo de Rondônia para fortalecer as políticas públicas em favor dos povos indígenas. O curso atende a 30 das 54 etnias que vivem em Rondônia. As aulas ocorrem nas dependências do Hotel Fazenda Minuano, zona rural de Presidente Médici.

Gente de Opinião

Projeto Açaí forma professores indígenas

“Construímos escolas, estamos formando professores, recentemente realizamos concurso público específico para atender a demanda desta área e nosso próximo objetivo é criar o Conselho Estadual de Educação indígena”, destacou a secretária de estado de Educação, Fátima Gavioli, ao abrir oficialmente a terceira etapa do Projeto Açaí 3, curso que habilita índios a lecionar o ensino fundamental na própria aldeia.

Os avanços da educação indígena em Rondônia despontam no cenário nacional. “É o segundo estado brasileiro a promover formação de professores e também a realizar concurso público na área”, afirmou Gavioli, otimista com a evolução do andamento da criação do Conselho Estadual de Educação Indígena.

“A função do Conselho é a de subsidiar os gestores com funções normativas, consultivas, deliberativas e fiscalizadoras”, explica a secretária, classificando o colegiado como sendo fortalecedor e muito importante para a transparência da gestão.

A professora Érica Haese se considera experiente em ministrar aulas aos povos indígenas. Ela está inserida desde o Projeto Açaí 2 e nesta etapa atual  ela responde pela disciplina de Sociologia. “Nosso grande desafio é ensiná-los. Eles são esforçados e o desempenho é satisfatório”, disse a professora.
 

Gente de Opinião

Cleia Jaboti faz parte do projeto

“Nós precisamos de professor indígena para lecionar a língua materna e o português”, declarou Walmir Dirceu Karitiana, que vive na comunidade Caracol, na região de Jacy-Paraná, distante 90 quilômetros da capital Porto Velho.

“O projeto Açaí ajuda no resgate e fortalecimento da nossa cultura”, entende Cleia Jaboti, uma das 10 pessoas da etnia dela participantes do Projeto Açaí. O povo Jaboti reúne 140 pessoas e vive na região do Vale do Guaporé, entre Guajará-Mirim e Costa Marques.

Rafael Cinta Larga, da região de Espigão do Oeste, participa pela primeira vez do Projeto Açaí. “É um grande avanço para a comunidade ter o professor da mesma etnia”, avalia ele, que deverá assumir sala de aula para os alunos do 1º ao 5º ano.
 


Fonte
Texto: Paulo Sérgio
Fotos: Paulo Sérgio
Decom - Governo de Rondônia

Mais Sobre Educação

SENAI Rondônia prorroga inscrições para cursos gratuitos

SENAI Rondônia prorroga inscrições para cursos gratuitos

Aqueles que almejam oportunidade de fazer um curso gratuito para se qualificar profissionalmente, o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de R

30 novos parquinhos em escolas de Vilhena: compra acontece com emenda de Luizinho Goebel

30 novos parquinhos em escolas de Vilhena: compra acontece com emenda de Luizinho Goebel

Uma completa renovação dos parquinhos das escolas municipais foi providenciada neste ano para acontecer em breve. A Secretaria Municipal de Educação

Alunos da rede municipal em Porto Velho são atendidos pelo Programa Saúde

Alunos da rede municipal em Porto Velho são atendidos pelo Programa Saúde

Buscando garantir o desempenho dos estudantes dentro da sala de aula, a Prefeitura de Porto Velho desenvolve um programa para a reparação da visão a a

Campus Porto Velho Calama abre seleção para Pós-Graduação Lato-Sensu em ensino de Ciências e Matemática

Campus Porto Velho Calama abre seleção para Pós-Graduação Lato-Sensu em ensino de Ciências e Matemática

Por meio do Departamento de Pesquisa, Inovação e Pós-Graduação (Depesp), o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia-IFRO, Cam