Porto Velho (RO) segunda-feira, 24 de fevereiro de 2020
×
Gente de Opinião

Educação

Crianças da rede municipal também são atendidas pelo governo com o transporte escolar fluvial


Da escola municipal, 24 crianças usam o transporte escolar fluvial contratado pelo estado - Gente de Opinião
Da escola municipal, 24 crianças usam o transporte escolar fluvial contratado pelo estado

Resolvendo não só o problema dos alunos da rede pública estadual, que vivem nas comunidades adjacentes às localidades onde existem escolas, o transporte escolar aquaviário contratado pelo Governo de Rondônia para suprir a necessidade de locomoção dos estudantes também atende às crianças da rede municipal.

No distrito de Nazaré, 64 crianças matriculadas na Escola Municipal de Ensino Fundamental Manoel Maciel Nunes também são beneficiadas pela ação de governo, que em aproximadamente quatro meses conseguiu reverter a situação quando assumiu a responsabilidade sobre o transporte escolar aquaviário. O ano letivo teve início no início do mês de outubro.

Segundo o diretor da escola, Raimundo Pereira Gonçalves, 24 dos alunos da escola precisam do transporte das voadeiras. A instituição conta com dois professores e duas embarcações à disposição das crianças, sendo uma em cada período, manhã e tarde. Zenaide Monteiro, mãe de três alunos da escola municipal, diz que recentemente um dos professores adoeceu e apenas uma professora ficou atendendo a todos os estudantes.

“Já com o atraso das aulas, o meu mais velho ficou com dificuldade para se adaptar novamente. Ele tem problemas para aprender e como não tinha o transporte, todos ficaram sem aula”. A irmã de Zenaide, Ana Núbia Monteiro também tem o filho Iuri, de 14 anos, matriculado na escola municipal.

 

“Se era para dar aula para uns e prejudicar outros, decidiram não dar aula para ninguém. Ainda bem que meu filho está conseguindo acompanhar o retorno”, diz Ana Núblia, mãe de aluno.

 

Claudiana Lobato Sena, 28 anos, é dona de casa e mãe de Renan, um dos alunos da rede municipal. O menino tem 9 anos e está no 4º ano fundamental. Preocupada, a mulher declara que os alunos ficaram prejudicados com o atraso do ano letivo. “Prejudicou a quem precisa do transporte e também a quem mora em Nazaré. Meu filho está com dificuldade de aprendizagem, ficou parado muito tempo, a maioria não desenvolve a leitura. Agora veremos como vai ser o calendário, férias, e tudo mais. Eu não me importo com férias, o importante é que ele aprenda alguma coisa para poder avançar para as próximas etapas”.

A direção da escola diz que o cronograma escolar já está definido. O primeiro bimestre começou no dia 7 de outubro, o 2º bimestre iniciará no dia 18 de novembro, o 3º será no dia 23 de dezembro e 4º e último bimestre será iniciado no dia 30 de janeiro de 2020, concluindo-se o ano letivo no dia 5 de março de 2020. Para compensar o atraso, o cronograma prevê aulas em horários normais e dias de aula em contra turno.

Mais Sobre Educação

Fórum de Educação com participação de Leandro Karnal tem apoio do Sebrae

Fórum de Educação com participação de Leandro Karnal tem apoio do Sebrae

A prefeitura municipal de Vilhena, cidade a cerca de 700 quilômetros da capital de Rondônia realizou grande evento esta semana (20 e 21) no salão da f

Nota de Esclarecimento - IFRO

Nota de Esclarecimento - IFRO

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia (IFRO) vem a público lamentar e repudiar veementemente todo tipo de violação contr

Rondônia: Seduc convoca 37 professores aprovados do processo seletivo simplificado

Rondônia: Seduc convoca 37 professores aprovados do processo seletivo simplificado

O Governo de Rondônia chama 37 novos professores para reforçar o ensino em 15 cidades, por meio da Superintendência Estadual de Gestão de Pessoas

Sebrae homenageia entidades que apoiaram programa em 2019

Sebrae homenageia entidades que apoiaram programa em 2019

O Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas em Rondônia (Sebrae) realizou um evento na última quarta-feira (19), em sua sede em Porto Velho para