Porto Velho (RO) quinta-feira, 2 de dezembro de 2021
×
Gente de Opinião

Educação

Copa faz aumentar interesse de alunos por idiomas


Bruno Bocchini
Agência Brasil


A proximidade da Copa do Mundo fez com que alunos da rede pública de ensino do estado de São Paulo se interessem mais pelo aprendizado de novos idiomas. Inglês e espanhol ganharam destaque nos cursos oferecidos pelos Centros de Línguas (Cel) da Secretaria de Educação, com o objetivo de ajudar os alunos a interagir com turistas que virão para o evento.

"A ideia é que eles tenham capacidade de dar informações básicas, que eles consigam receber alguém. Alguns alunos que já se dedicam um pouco mais aos estudos em casa, que tem nível mais avançado, vão poder até trabalhar na Copa. A gente está tentando trabalhar diálogos mais extensos para que eles possam saber como se comunicar, dar uma informação, receber a pessoa, direcioná-la ao lugar certo”, destaca o professor de inglês Luís Antonio da Cruz Júnior do Centro de Línguas Presidente Roosevelt, que fica na Liberdade, região central de São Paulo.

De acordo com ele, a Copa incentivou os alunos a aprenderem idiomas e fez com que as aulas tivessem foco na parte oral, para facilitar o contato com os estrangeiros. “Eles estão na adolescência, já pensam na possibilidade de conhecer outras pessoas, ficarem com outras pessoas de outros idiomas. Pensando nessa possibilidade de conhecer pessoas e dialogar com elas é que muitos deles entraram no curso”, conta.

Alanes Ferreira, de 14 anos, aluna do centro, pretende aprofundar seu conhecimento em línguas estrangeiras para ter um diferencial no mercado de trabalho. “Meu pai sempre me disse que se eu aprendesse as línguas mais faladas eu teria mais oportunidade de conhecer mais pessoas, outras culturas e ampliar minhas chances no mercado de trabalho. O inglês por si só já é uma língua essencial, espanhol, e francês adicionam ainda mais”, disse.

Rebeca Frei Yamashita, 17 anos, quer trabalhar como voluntária na Copa do Mundo e pretende atuar como guia. “Futuramente eu quero fazer letras, para estudar português e inglês. Trabalhar na Copa vai expandir bastante minha experiência, porque eu vou poder interagir com as pessoas. Como guia eu posso interagir bastante, ter contato, falar bastante com as pessoas e posso aprimorar mais o meu inglês”, ressaltou.

Mais Sobre Educação

SENAI Rondônia prorroga inscrições para cursos gratuitos

SENAI Rondônia prorroga inscrições para cursos gratuitos

Aqueles que almejam oportunidade de fazer um curso gratuito para se qualificar profissionalmente, o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de R

30 novos parquinhos em escolas de Vilhena: compra acontece com emenda de Luizinho Goebel

30 novos parquinhos em escolas de Vilhena: compra acontece com emenda de Luizinho Goebel

Uma completa renovação dos parquinhos das escolas municipais foi providenciada neste ano para acontecer em breve. A Secretaria Municipal de Educação

Alunos da rede municipal em Porto Velho são atendidos pelo Programa Saúde

Alunos da rede municipal em Porto Velho são atendidos pelo Programa Saúde

Buscando garantir o desempenho dos estudantes dentro da sala de aula, a Prefeitura de Porto Velho desenvolve um programa para a reparação da visão a a

Campus Porto Velho Calama abre seleção para Pós-Graduação Lato-Sensu em ensino de Ciências e Matemática

Campus Porto Velho Calama abre seleção para Pós-Graduação Lato-Sensu em ensino de Ciências e Matemática

Por meio do Departamento de Pesquisa, Inovação e Pós-Graduação (Depesp), o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia-IFRO, Cam