Porto Velho (RO) sábado, 23 de fevereiro de 2019
×
Gente de Opinião

Educação

Comissão discutir mudanças no curso de medicina


Mariana Tokarnia
Agência Brasil

Brasília - O Conselho Nacional de Educação (CNE) formou hoje (6) uma comissão para discutir a reformulação das diretrizes curriculares do curso de medicina. Pela Medida Provisória (MP) 621/2013, que institui o Programa Mais Médicos, o conselho tem um prazo de seis meses para definir novas diretrizes para o curso. Caberá aos conselheiros também discutir os dois anos de trabalho no Sistema Único de Saúde (SUS), alvos de críticas e recentemente reformulados pelo governo.

A comissão é formada por seis conselheiros. O grupo é presidido por Gilberto Gonçalves Garcia, que também preside a Câmara de Educação Superior do CNE. O relator é o conselheiro Arthur Roquete de Macedo. A primeira reunião está marcada para amanhã (7).

A comissão terá o papel de definir os grandes eixos de competências e habilidades que o aluno egresso do curso de medicina deverá ter. Além disso, com a proposta apresentada pelo governo de obrigatoriedade da residência médica SUS a partir de 2018, o CNE pode criar também um marco regulatório para orientar a residência, algo que não existe hoje.

Para isso, serão feitas audiências públicas, além do debate interno na Câmara de Educação Superior. A comissão deve discutir esta semana um calendário de atividades.

Segundo o conselheiro José Fernandes de Lima, que participou da reunião, mas não faz parte da comissão formada para discutir o programa, como existe a possibilidade de o Congresso Nacional fazer alterações na MP, o CNE vai discutir primeiramente as diretrizes atuais.

"Vamos olhar para o que está em vigor, ouvir quem atua no setor e perguntar o que tem que mudar no caso de ampliação da graduação e o que tem que mudar no caso da residência obrigatória no SUS", disse. As mudanças feitas pelo Congresso serão todas consideradas.
 

Mais Sobre Educação

6ª Olimpíada de Língua Portuguesa é lançada e recebe inscrições

6ª Olimpíada de Língua Portuguesa é lançada e recebe inscrições

Uma cerimônia com homenagens e muita emoção marcou o lançamento na última quarta-feira (20) da 6ª Olimpíada de Língua Portuguesa, no Auditório Guajuvi

Acadêmicos do curso de Biomedicina realizam triagens no projeto "Posso escolher"

Acadêmicos do curso de Biomedicina realizam triagens no projeto "Posso escolher"

Nesta quarta-feira (21), acadêmicos do curso de Biomedicina da FIMCA participaram do projeto "Posso escolher", realizado pela Prefeitura de Porto Velh

ONU declara, 2019 será  o Ano Internacional das Línguas Indígenas

ONU declara, 2019 será o Ano Internacional das Línguas Indígenas

Iniciativas apoiadas pela Fundação Banco do Brasil reforçam a relevância dos povos na história, cultura e preservação do meio ambienteA ONU (Organizaç

“Nossas experiências irão nos alavancar por este novo mundo”, afirma formanda durante segunda noite de colação de grau da FIMCA

“Nossas experiências irão nos alavancar por este novo mundo”, afirma formanda durante segunda noite de colação de grau da FIMCA

Aconteceu na última sexta-feira (15) o segundo e último dia de colação de grau da Faculdade FIMCA, realizado na Vila Olímpica do campus. O momento foi