Porto Velho (RO) sexta-feira, 22 de fevereiro de 2019
×
Gente de Opinião

Educação

COMANDO DE GREVE DA UNIR EXIGE POSICIONAMENTO URGENTE DO MEC


O comando de greve dos docentes recebeu na tarde de ontem, 26 de setembro de 2011, convite da reitoria da UNIR para uma reunião no dia 28/9 - quarta-feira. Em resposta, os docentes se manifestam informando, através do comando de greve, que não poderão se fazer presentes à reunião, tendo em vista a deliberação ocorrida na assembleia do dia 20/9 - segundo a qual somente irão tratar dos assuntos da UNIR com a SESu/MEC, visto que a reitoria publicou, no site da UNIR, informações de que já teria atendido a 95% das reivindicações, o que, para o movimento grevista, é uma falácia.

Segundo o professor José Rosa, membro do comando de greve, “as reivindicações dos docentes não dizem mais respeito somente às condições de trabalho e infraestrutura da UNIR, mas sim à lisura e transparência do trato com a coisa pública”. E acrescenta: “não justifica reunir com o reitor, porque o que queremos é a apuração das denúncias de irregularidades praticadas por essa reitoria. Outro fator é que na greve de 2008 o reitor assinou um Termo de Ajuste de Conduta (TAC) com a ADUNIR e com os docentes e estudantes, mas nunca cumpriu. Dessa forma, não acreditamos mais nele ”, finaliza o professor Rosa.

Ato público é transferido

Em virtude da assembleia dos docentes, marcada pela diretoria da ADUNIR, para as 15h, do dia 29 no campus José Ribeiro Filho em Porto Velho, o ato público, previsto para o dia 29/9 às 16h no prédio da reitoria (Unir-Centro), foi transferido para o dia 30/9, às 17h.

Para a professora Carla Martins, do comando de greve, o ato público representa uma manifestação não só de professores e alunos, mas uma possibilidade da sociedade civil se manifestar na defesa da UNIR, única universidade pública no estado de Rondônia, e acrescenta dizendo que “esse ato público expressa uma vontade de uma UNIR livre e digna” COMANDO DE GREVE DA UNIR EXIGE POSICIONAMENTO URGENTE DO MEC

Comando de greve só conversa com o MEC

O comando de greve dos docentes recebeu na tarde de ontem, 26, convite da reitoria da UNIR para uma reunião no dia 28/9 - quarta-feira. Em resposta, os docentes se manifestam informando, através do comando de greve, de que não poderão se fazer presentes à reunião tendo em vista a deliberação ocorrida na assembleia do dia 20/9 segundo a qual somente irão tratar dos assuntos da UNIR com a SESu/MEC, visto que a reitoria publicou, no site da UNIR, informações de que já teria atendido a 95% das reivindicações que para o movimento grevista trata-se de uma falácia.

Segundo o professor José Rosa, membro do comando de greve, “as reivindicações dos docentes não dizem mais respeito somente às condições de trabalho e infraestrutura da UNIR, mas sim pela lisura e pela transparência do trato com a coisa pública”. E acrescenta “não justifica reunir com o reitor porque o que queremos é a apuração das denúncias de irregularidade praticadas por essa reitoria. Outro fator é que na greve de 2008 o reitor assinou um Termo de Ajuste de Conduta (TAC) com a ADUNIR e com os docentes e estudantes, mas nunca cumpriu, dessa forma não acreditamos mais nele ”, finaliza o professor Rosa.

Ato público é transferido

Em virtude da assembleia dos docentes, marcada pela diretoria da ADUNIR, para as 15h, do dia 29 no campus José Ribeiro Filho em Porto Velho, o ato público, previsto para o dia 29/9 às 16h no prédio da reitoria (Unir-Centro), foi transferido para o dia 30/9, às 17h.

Para a professora Carla Martins, do comando de greve, o ato público representa uma manifestação não só de professores e alunos, mas uma possibilidade da sociedade civil se manifestar na defesa da UNIR, única universidade pública no estado de Rondônia, e acrescenta dizendo “esse ato público expressa uma vontade de uma UNIR livre e digna” desabafa Carla Martins.

Fonte: Adilson Siqueira

 

Mais Sobre Educação

6ª Olimpíada de Língua Portuguesa é lançada e recebe inscrições

6ª Olimpíada de Língua Portuguesa é lançada e recebe inscrições

Uma cerimônia com homenagens e muita emoção marcou o lançamento na última quarta-feira (20) da 6ª Olimpíada de Língua Portuguesa, no Auditório Guajuvi

Acadêmicos do curso de Biomedicina realizam triagens no projeto "Posso escolher"

Acadêmicos do curso de Biomedicina realizam triagens no projeto "Posso escolher"

Nesta quarta-feira (21), acadêmicos do curso de Biomedicina da FIMCA participaram do projeto "Posso escolher", realizado pela Prefeitura de Porto Velh

ONU declara, 2019 será  o Ano Internacional das Línguas Indígenas

ONU declara, 2019 será o Ano Internacional das Línguas Indígenas

Iniciativas apoiadas pela Fundação Banco do Brasil reforçam a relevância dos povos na história, cultura e preservação do meio ambienteA ONU (Organizaç

“Nossas experiências irão nos alavancar por este novo mundo”, afirma formanda durante segunda noite de colação de grau da FIMCA

“Nossas experiências irão nos alavancar por este novo mundo”, afirma formanda durante segunda noite de colação de grau da FIMCA

Aconteceu na última sexta-feira (15) o segundo e último dia de colação de grau da Faculdade FIMCA, realizado na Vila Olímpica do campus. O momento foi