Porto Velho (RO) segunda-feira, 25 de janeiro de 2021
×
Gente de Opinião

Educação

Colégios SESI de Rondônia utilizam metodologia Espaço Maker


Colégios SESI de Rondônia utilizam metodologia Espaço Maker - Gente de Opinião

A Rede SESI de Educação está com matrículas abertas e oferta várias ferramentas e realiza atividades focadas na melhoria do ensino/aprendizado. Por exemplo, a utilização do Espaço Maker, que chegou às salas de aula dos colégios SESI de Rondônia, como forma de estimular os alunos a serem protagonistas de seu próprio aprendizado.


Com matrículas abertas até 27 de janeiro de 2021, a Rede SESI de Educação está ofertando vagas para os colégios SESI de Cacoal (360 vagas); Pimenta Bueno (300 vagas); Porto Velho (800 vagas) e Vilhena (480 vagas). São vagas disponíveis para Ensino Fundamental anos iniciais e finais e Ensino Médio. Novo Ensino Médio com oferta para 2021, exclusivamente para os colégios do SESI Cacoal, Porto Velho e Vilhena. Mais informações pelo número 
“0800-647-3551” e acessando o “portal.fiero.org.br/sesi”.

 

Ao todo são dez princípios que norteiam esse movimento - faça, compartilhe, presenteie, aprenda, equipe-se, divirta-se, participe, apoie, mude, permita-se errar. A metodologia, aplicada a todos os colégios da Rede SESI a partir de 2019, o Ensino Maker é um dos diferenciais no objetivo de preparar os estudantes para o futuro.

 

Levando esses conceitos para o colégio, o SESI criou para o aluno um ambiente colaborativo, de construção e compartilhamento de ideias, alinhando teoria à prática. E esse ambiente acontece fora das paredes de sala de aula, em um espaço conhecido como Espaço Maker: Um local que possibilita a experimentação e auto expressão, o “aprender fazendo”, o que torna os alunos mais criativos, resolutivos, autônomos e mesmo empáticos, além de estimular a aprendizagem em grupo.

 

Nos anos escolares iniciais é comum que as crianças sejam estimuladas a trabalhar com as próprias mãos. O aprendizado passa pelas mãos dos pequenos, que, através das experiências sensoriais e da prática, descobrem o mundo e começam a desenvolver suas habilidades e capacidades iniciais. O aluno passa a ser o dono do processo de aprender e de fazer e, neste momento, o professor atua apenas como um facilitador, prestando apoio e provocando e estimulando a criatividade.

 

“Aulas teóricas foram trocadas por atividades e projetos em laboratórios, que proporcionam uma experiência transdisciplinar e engajadora. O SESI trouxe o movimento maker para aulas de matemática, ciências, artes e educação física, possibilitando uma tecnologia mais acessível, podendo ser usada não apenas como ferramenta, mas como parte do processo e do conteúdo”, explica a gerente do colégio SESI-SENAI-IEL Lagoa, Fabiana Amaral.

 

De acordo com a pedagoga Tatiana Botelho, na Educação Maker o professor passa a ser o mediador, incentivando os alunos a “colocar a mão na massa”, possibilitando engajamento maior entre o aluno, os conceitos, o professor e a aprendizagem em si. O objetivo é estimular na criança o sentimento de “eu posso” ao construir brinquedos, objetos e afins com as próprias mãos, além de incentivá-lo a desenvolver soluções criativas e saber aproveitar os recursos disponíveis.

 

Segundo professor de Física e Robótica do colégio SESI SENAI Lagoa, em Porto Velho, Allan Robson Oliveira dos Santos, a sala Maker possibilita aos alunos o desenvolvimento de habilidades de programação, modelagem 3D, manufatura aditiva. Essas práticas poderão ser desenvolvidas em um contexto de Sala de Aula ou também de atividades Extracurriculares e por ser um ambiente que foca na colaboração mútua, alunos com diferentes idades e perfis poderão aprimorar seus conhecimentos e descobrir coisas novas. 

 

O instrutor de Gestão, Vivaldo de Albuquerque Pinto lembra que através do ensino inovador e divertido, o SESI aproxima os alunos do mundo do trabalho, principalmente despertando a cultura da inovação com atividades práticas, desenvolvendo o raciocínio lógico e o exercício da tomada de decisões e a busca de soluções inovadoras.

 

Para o coordenador de Educação Básica e Profissional SESI-SENAI-IEL-RO, Jair Coelho, os impactos da transformação digital na Educação e no Mercado de Trabalho são acompanhados ativamente pelo SESI RO. Por isso, a instituição trabalha com metodologias que orientem os alunos a desenvolverem as competências e habilidades socioemocionais. Essas são necessidades apontadas para inserção profissional futura. Assim, eles são estimulados a serem protagonistas de seu próprio aprendizado.

Mais Sobre Educação

RO: Pré-matrículas para alunos que desejam ingressar no Ensino Médio em Tempo Integral acontecem de 20 a 24 de janeiro

RO: Pré-matrículas para alunos que desejam ingressar no Ensino Médio em Tempo Integral acontecem de 20 a 24 de janeiro

De 20 a 24 de janeiro acontece o período de pré-matrícula para os estudantes de Rondônia que ainda não fazem parte da rede pública estadual de ensin

UNIR abre inscrições para Mestrado Profissional em Gestão de Recursos Hídricos - ProfÁgua

UNIR abre inscrições para Mestrado Profissional em Gestão de Recursos Hídricos - ProfÁgua

Estão abertas as inscrições para o processo seletivo do Mestrado Profissional em Rede Nacional em Gestão de Recursos Hídricos (ProfÁgua) 2021 no perío

Cursos serão ofertados na modalidade EaD nos polos/campi da instituição

Cursos serão ofertados na modalidade EaD nos polos/campi da instituição

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia (IFRO) está com inscrições abertas no Processo Seletivo Especial EaD – 2021/1. Nes

Nota do Governo de Rondônia - Enem 2020

Nota do Governo de Rondônia - Enem 2020

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é um programa exclusivo do Governo Federal. Ou seja: cabe ao Ministério da Educação (MEC), através do Inst