Porto Velho (RO) sábado, 4 de dezembro de 2021
×
Gente de Opinião

Educação

Campus de Rolim debate o desmembramento da UNIR


A proposta de desmembramento da Universidade Federal de Rondônia foi lançada por um grupo de professores do Campus de Ji-Paraná acerca de quatro meses. O grupo propõe desmembrar a UNIR em duas universidades. A universidade a ser criada pelo desmembramento teria como sede o Campus de Ji-Paraná e os campi de Rolim de Moura, Cacoal, Médici e Vilhena pertenceriam a essa universidade e não mais da Universidade Federal de Rondônia. A UNIR seria constituída apenas pelo Campus de Porto Velho, Ariquemes e Guajará Mirim. O campus de Vilhena tem se posicionado no sentido de desmembrar-se também da UNIR, constituindo-se em mais uma universidade no cone sul do Estado.

As discussões apenas começaram, mas já tem mobilizado a comunidade acadêmica da UNIR, especialmente os campi do interior. No último dia 20 o Campus de Rolim de Moura realizou um seminário para discutir o desmembramento da UNIR, organizado pelo Diretório Central dos Estudantes – DCE. O evento teve como título: DESMEMBRAMENTO: REESTRUTURAÇÃO OU DESMANTELAMENTO? Participaram da mesa o representante do Sindicato Nacional dos docentes – ANDES o Prof. Dr. Jorge Coimbra que também é Pró-Reitor de Graduação da UNIR, a Profª Drª Marilsa Miranda de Souza, professora do Departamento de Educação e uma representante do DCE, Joice Brandão Silva, do Campus de Porto Velho. Não compareceu à mesa o representante da comissão de desmembramento formada pelos professores de Ji-Paraná, os autores da proposta, prejudicando as discussões.

Plenária lotada, os estudantes e professores discutiram as vantagens e desvantagens do desmembramento e a posição unânime dos que se pronunciaram foi contrária ao desmembramento. São muitas razões apontadas para o não desmembramento. Segundo os professores que compunham a mesa essa é uma falsa expansão, pois o governo não está criando novas universidades apenas dividindo universidades sucateadas e precárias para propagandear falsamente que está criando novas instituições. O orçamento das universidades está sofrendo cortes todos os anos e as “novas” universidades estão em situação ainda pior que as antigas, sem infraestrutura, sem professores, etc. Além disso, esse desmembramento vem acompanhado da imposição de um Modelo Acadêmico apresentado veladamente como “inovador”, “flexível” e “interdisciplinar”, quando na verdade é uma forma de destruir a universidade transformando-a em “escolões” que não garante uma formação profissional sólida e a produção científica.

As discussões sobre a proposta serão organizadas por uma comissão formada em cada campus por membros de todos os departamentos. Segundo o Presidente do Centro Acadêmico de História do Campus de Rolim de Moura “Soubemos que o grupo proponente está tentando levar o projeto aos Conselhos Superiores da UNIR sem discussão e essa atitude vai despertar grandes contradições. Nem ao debate no Campus de Rolim vieram, não querem discutir, querem empurrar a proposta goela a baixo. Devemos ficar atentos, pois o que tudo indica é que há muitos interesses em jogo nessa proposta de desmembramento”.

Segundo a coordenação do DCE, após as discussões em todos os campi haverá assembleias para deliberação sobre esse assunto. “Enquanto entidade representativa de todos os estudantes da UNIR, estamos nos posicionando pela necessidade de se aprofundar o debate sobre os riscos de se desmembrar os campi e criar universidades e cursos sem as mínimas condições de funcionamento. Vejamos o caso do REUNI na UNIR que ampliou a oferta de cursos sem dar condições reais para desenvolver Ensino, Pesquisa e Extensão. Demonstramos neste Seminário, com dados e imagens, a realidade dessas ‘novas’ universidades: estudantes estudando em contêineres e hotéis, falta de professores, laboratórios, bibliotecas, etc. O que há hoje é uma propaganda mentirosa do MEC associada a interesses de grupos na UNIR, muitos destes, vinculados ao ex-reitor Januário Amaral”.

FONTE: DCE-UNIR
 

Mais Sobre Educação

SENAI Rondônia prorroga inscrições para cursos gratuitos

SENAI Rondônia prorroga inscrições para cursos gratuitos

Aqueles que almejam oportunidade de fazer um curso gratuito para se qualificar profissionalmente, o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de R

30 novos parquinhos em escolas de Vilhena: compra acontece com emenda de Luizinho Goebel

30 novos parquinhos em escolas de Vilhena: compra acontece com emenda de Luizinho Goebel

Uma completa renovação dos parquinhos das escolas municipais foi providenciada neste ano para acontecer em breve. A Secretaria Municipal de Educação

Alunos da rede municipal em Porto Velho são atendidos pelo Programa Saúde

Alunos da rede municipal em Porto Velho são atendidos pelo Programa Saúde

Buscando garantir o desempenho dos estudantes dentro da sala de aula, a Prefeitura de Porto Velho desenvolve um programa para a reparação da visão a a

Campus Porto Velho Calama abre seleção para Pós-Graduação Lato-Sensu em ensino de Ciências e Matemática

Campus Porto Velho Calama abre seleção para Pós-Graduação Lato-Sensu em ensino de Ciências e Matemática

Por meio do Departamento de Pesquisa, Inovação e Pós-Graduação (Depesp), o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia-IFRO, Cam