Porto Velho (RO) sábado, 23 de fevereiro de 2019
×
Gente de Opinião

Educação

Aula inaugural do curso de residência médica


Aula inaugural do curso de residência médica  - Gente de Opinião

A Prefeitura de Porto Velho realizou na noite da última quinta-feira (29), na sede do Conselho Regional de Medicina de Rondônia (Cremero), a aula inaugural do curso de residência médica em ginecologia e obstetrícia, que terá como “hospital escola” a Maternidade Municipal Mãe Esperança. O curso tem duração de três anos e nessa primeira fase vai qualificar quatro profissionais, sendo dois homens e duas mulheres. Eles foram selecionados através de prova elaborada pela Unicamp, avaliação de currículo e entrevista.

Conforme a diretora da Maternidade, Ida Perea, o curso faz parte do programa Pró Residência do Ministério da Saúde, cujo objetivo principal é qualificar profissionais de medicina para reduzir a mortalidade materna, em especial nos estados do Norte do Brasil. Com essa iniciativa, o Governo Federal pretende atingir a meta do milênio, que é reduzindo a mortalidade materna para 30 em 100 mil. Ela agradeceu a parceria com a Universidade Federal de Rondônia (Unir) e com a Universidade de Campinas (Unicamp).

Ida Perea destacou que a Maternidade está pronta para receber os residentes, pois vem se preparando há cerca de um ano, período em que passou por avaliações dos Ministérios da Saúde e da Educação. Também informou que este ano a Maternidade será ampliada para atender ainda melhor os critérios do Ministério da Saúde e do Conselho Nacional de Residência Médica, órgão este que a credenciou para o curso. “Esta é apenas a primeira turma. Cada ano será iniciada uma nova e a idéia é que os profissionais fiquem em Porto Velho para que possamos avançar nos cuidados às mulheres”, comentou.

A médica lembrou que a Maternidade Municipal representa a realização de um sonho e de uma luta das mulheres que se arrastava por 20 anos. Disse também que a Maternidade é fruto do esforço da união do Movimento de Mulheres com as médicas e a boa vontade do prefeito Roberto Sobrinho. Ela enalteceu outras ações na área de saúde realizadas na atual gestão, citando como exemplo o recém inaugurado Centro de Especialidades Médicas. Mencionou, ainda, o projeto para construção do Espaço Mulher, ao lado da Maternidade, que vai ampliar a assistência ao público feminino da Capital e dos distritos.

Para a reitora eleita da Unir, Berenice Tourinho, a formação de bons profissionais passa pelo ensino e capacitação. O primeiro se refere ao conhecimento teórico transmitido em sala de aula. O segundo é o ensino na prática. “A sala de aula não dá habilidade. Isso se adquire na prática”, enfatizou. Ela destacou a importância do evento e a parceria com a Prefeitura para tornar o projeto uma realidade. “Me sinto honrada e quero colaborar ao máximo nesse processo”, frisou.

Unir

Segundo a responsável pelo programa de Residência Médica da Unir, professora Diama Vale, a parceria da instituição de ensino superior com a Prefeitura está voltada a rede de atendimento a mulher, para a formação dos residentes. A universidade é a responsável pela elaboração do projeto pedagógico, supervisão e elaboração do programa do curso. Além disso, é a Unir que vai expedir o certificado aos profissionais que concluírem o curso. Diama também explicou que a Unicamp é quem referendou o curso de residência na Maternidade, sendo ainda responsável pela orientação e supervisão do projeto elaborado pela Unir.

Saúde de Porto Velho

Ao secretário municipal de saúde, Williames Pimentel, que representou o prefeito Roberto Sobrinho, coube ministrar a aula inaugural com o tema Diagnóstico de Saúde de Porto Velho. Ele explicou todo funcionamento da rede de atenção básica, falou dos desafios superados e dos investimentos feitos para melhorar o atendimento a população, tanto na capital quanto nos distritos e comunidades ribeirinhas. Ele mencionou investimentos no Samu, reforma, ampliação e compra de equipamentos para as unidades de saúde, ações contra a malária e dengue e o trabalho na Maternidade, que desde sua inauguração, em 2006, já realizou 23.135 partos, sendo 4.500 somente no ano passado. Pimentel lembrou ainda, que o atendimento humanizado garantiu à Maternidade, o título de Hospital Amigo da Criança.

Residentes

Betânia Mota de Brito, Poliana Pereira Barros, Marcelo da Silva Cardoso e Italo Maia são os médicos que participam dessa primeira turma. Com exceção de Italo que mora em Rio Branco, no Acre, os demais residem na capital rondoniense. “Quero me aprimorar, buscar melhor capacitação para exercer meu ofício e ser o mais útil possível à sociedade”, disse Maia, que formou-se em uma faculdade particular de Porto Velho.

Betânia avaliou que Porto Velho está em franco desenvolvimento e também precisa avançar na área de medicina para prestar melhor assistência à população. Ela cursou faculdade em Manaus, capital do Amazonas, mas disse que pretende atuar em Porto Velho, onde pretende dar sua parcela de contribuição para o avanço da saúde, em especial às mulheres.
Marcelo Cardoso e Poliana Barros também elogiaram a iniciativa da Prefeitura, através da Maternidade Municipal e com a parceria da Unir e da Unicamp. Ambos pretendem exercer suas especialidades em benefício da comunidade da Capital.

Fonte: Augusto José / Foto Frank Nery
 

Mais Sobre Educação

6ª Olimpíada de Língua Portuguesa é lançada e recebe inscrições

6ª Olimpíada de Língua Portuguesa é lançada e recebe inscrições

Uma cerimônia com homenagens e muita emoção marcou o lançamento na última quarta-feira (20) da 6ª Olimpíada de Língua Portuguesa, no Auditório Guajuvi

Acadêmicos do curso de Biomedicina realizam triagens no projeto "Posso escolher"

Acadêmicos do curso de Biomedicina realizam triagens no projeto "Posso escolher"

Nesta quarta-feira (21), acadêmicos do curso de Biomedicina da FIMCA participaram do projeto "Posso escolher", realizado pela Prefeitura de Porto Velh

ONU declara, 2019 será  o Ano Internacional das Línguas Indígenas

ONU declara, 2019 será o Ano Internacional das Línguas Indígenas

Iniciativas apoiadas pela Fundação Banco do Brasil reforçam a relevância dos povos na história, cultura e preservação do meio ambienteA ONU (Organizaç

“Nossas experiências irão nos alavancar por este novo mundo”, afirma formanda durante segunda noite de colação de grau da FIMCA

“Nossas experiências irão nos alavancar por este novo mundo”, afirma formanda durante segunda noite de colação de grau da FIMCA

Aconteceu na última sexta-feira (15) o segundo e último dia de colação de grau da Faculdade FIMCA, realizado na Vila Olímpica do campus. O momento foi