Porto Velho (RO) segunda-feira, 6 de dezembro de 2021
×
Gente de Opinião

Educação

Alunos de Calama/RO “invadem” Humaitá/AM para realizarem a prova do ENEM/2018.


 Alunos de Calama/RO “invadem” Humaitá/AM para realizarem a prova do ENEM/2018. - Gente de Opinião

Mais de quarenta alunos da Escola General Osório do Distrito de Calama no Baixo Madeira estão se deslocando até a cidade de Humaitá no Amazonas para fazer as provas do Enem/2018. Pelo menos quatro voadeiras (pequenos barcos a motor) saíram lotadas neste sábado, dia 03 de novembro, com destino à cidade amazonense para a realização do primeiro dia de provas. São quase 80 quilômetros de águas caudalosas do rio Madeira. No próximo sábado, dia 10 de novembro, os mesmos alunos e toda a equipe de apoio repetirão a dose quando eles irão fazer as provas do segundo dia do concurso. Em Humaitá eles ficam hospedados na Escola Santo Antônio gentilmente cedida pela municipalidade local. O professor Wanderlei, diretor da Escola General Osório e criador desta monumental ideia de levar alunos do pequeno e esquecido distrito rondoniense para fazer provas do Enem/2018 no Estado vizinho, está todo alegre e eufórico e também acompanha a garotada no trajeto que dura em média duas horas de ida e duas horas de volta.

Apesar de quase esquecidos pelo poder público de Rondônia, muitos alunos de Calama acreditam que o futuro deles está nestas provas e agradecem de coração ao Professor Wanderlei, diretor da escola, por ter criado esta oportunidade que visa tão somente ao futuro de todos eles. Agradecem também à Professora Jana, vice-diretora, e a todos os funcionários e professores da escola GENERAL OSÓRIO. Os alunos de Calama não têm acesso a praticamente nenhum aulão durante o ano letivo, como a maioria dos alunos da cidade. A preparação deles é feita toda na vila mesmo com os recursos de que dispõem. “Os professores de Calama são os heróis esquecidos”, comentam alguns moradores da vilazinha. A professora Jana, vice-diretora da escola General Osório e outra lutadora neste projeto do professor Wanderlei, também estará em Humaitá para ajudar no que for preciso. O apoio de todos os professores do distrito tem sido fundamental para que há quatro anos esta “jornada cívica” tenha tido esse sucesso estrondoso.

Os alunos ser irmanam para as árduas tarefas que têm pela frente. Descem os quase 30 metros de escadarias no Distrito de Calama com Botijas de gás nas costas assim como carregam também sacos com mantimentos para servirem de alimentação durante a estadia na cidade do Amazonas. Descem o íngreme barranco em Calama e o sobem em Humaitá. “Nossos futuros médicos, engenheiros, professores, advogados, psicólogos estão empenhados nesta longa e dura jornada e não medem esforços para que tudo dê certo”, comentam com muita esperança alguns dos moradores de Calama. A partida dos alunos é uma festa só na vila. As voadeiras enfeitam o velho e caudaloso Madeira como que dizendo: o nosso futuro está aqui. Por isso, boa prova, garotada!

Mais Sobre Educação

Prorrogadas as inscrições de seleção do IFRO para o primeiro semestre de 2022

Prorrogadas as inscrições de seleção do IFRO para o primeiro semestre de 2022

Foi prorrogada até o dia 20/12/2021 a seleção de alunos que ingressarão no primeiro semestre de 2022 no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tec

SENAI Rondônia prorroga inscrições para cursos gratuitos

SENAI Rondônia prorroga inscrições para cursos gratuitos

Aqueles que almejam oportunidade de fazer um curso gratuito para se qualificar profissionalmente, o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de R

30 novos parquinhos em escolas de Vilhena: compra acontece com emenda de Luizinho Goebel

30 novos parquinhos em escolas de Vilhena: compra acontece com emenda de Luizinho Goebel

Uma completa renovação dos parquinhos das escolas municipais foi providenciada neste ano para acontecer em breve. A Secretaria Municipal de Educação

Alunos da rede municipal em Porto Velho são atendidos pelo Programa Saúde

Alunos da rede municipal em Porto Velho são atendidos pelo Programa Saúde

Buscando garantir o desempenho dos estudantes dentro da sala de aula, a Prefeitura de Porto Velho desenvolve um programa para a reparação da visão a a