Porto Velho (RO) quarta-feira, 8 de dezembro de 2021
×
Gente de Opinião

Economia

Empresário de Ji-Paraná se prepara para abrir franquia no ramo de locadora de motocicletas

caso está sendo acompanhado pelo Sebrae e já é um grande sucesso


Empresário de Ji-Paraná se prepara para abrir franquia no ramo de locadora de motocicletas - Gente de Opinião

Ji-Paraná é uma das cidades com o maior número de motociclistas no Estado de Rondônia, o meio de transporte rápido e econômico é preferência na hora de escolher algum tipo de veículo. Pensando nisso, em 2015, Sérgio Maciel criou um negócio pioneiro na cidade, a KS Locadora, uma locadora de veículos especializada em motocicletas.

"A pessoa deixa o carro na oficina e precisa trabalhar, levar o filho na escola, fazer as coisas do dia a dia, ao invés dela alugar um carro, que sai caro, é preferível vir até aqui e locar uma moto, que além de ser mais barato, também é uma opção mais econômica", relatou o empreendedor. Mas se engana quem acha que o público se resume a esses clientes, Sérgio conta que muitas empresas também estão entre a clientela "Para as empresas, acaba saindo mais barato alugar a moto, já que eles não precisam se preocupar com seguro, rastreio do veículo ou impostos".

Elton Santos é cliente da locadora, para ele a ideia de alugar uma moto ao invés de carro é muito mais econômica "Às vezes para alugar carro, você precisa de cartão de crédito e muita burocracia, o Sérgio facilita o aluguel e com a moto você economiza muito mais do que com o carro”. Já para Afrânio Araújo o que mais compensa é saber que a única preocupação é pagar o aluguel do veículo "Na locadora, por eles já nos entregarem o veículo em ótimas condições, eu não preciso me preocupar se tem que pagar seguro ou arrumar alguma coisa no veículo. Acaba compensando mais para gente”.

E o negócio deu tão certo, que Sérgio agora está expandindo a empresa e criando uma franquia. "O Sérgio está conosco há muito tempo, antes mesmo de ter o próprio negócio, quando ele chegou com a ideia de criar a franquia, demos todo suporte e esta ideia está dando certo, em breve ele poderá vender a KS Locadora para outros estados". Comentou a analista do Sebrae, Eloiza Borges.

Sérgio conta que por intermédio do Sebrae conseguiu contratar uma empresa de São Paulo para fazer a venda das franquias. "Eles serão responsáveis por repassar a franquia para regiões como Nordeste e Sul do país".

Caso queira saber mais sobre as ações do Sebrae, acesse o site www.sebrae.ro ou ligue gratuitamente para 0800 570 0800. Você também pode acessar o Sebrae pelo WhatsApp, (69) 98130 5656, InstagramFacebookTwitterLinkedIn e YouTube nos canais Sebrae RO.

Mais Sobre Economia

Sebrae apoia realização da CDL de Porto Velho e seus Domingões

Sebrae apoia realização da CDL de Porto Velho e seus Domingões

A Câmara de Dirigentes Lojistas de Porto Velho (CDL) apresenta os Domingões da CDL, uma iniciativa que prevê promoções em locais estratégicos de gra

7 em cada 10 comerciantes acreditam que as vendas de Natal deste ano serão melhores do que em 2020, revela pesquisa da Serasa Experian

7 em cada 10 comerciantes acreditam que as vendas de Natal deste ano serão melhores do que em 2020, revela pesquisa da Serasa Experian

Após o grande impacto causado pela pandemia da Covid-19, uma pesquisa realizada pela Serasa Experian para medir a expectativa de vendas das micro, peq

Exportação rondoniense soma US$ 1,51 bilhão e alcança grandes mercados internacionais

Exportação rondoniense soma US$ 1,51 bilhão e alcança grandes mercados internacionais

Rondônia se mantém em destaque no nível de exportação. É o que aponta a balança comercial, calculada entre janeiro e outubro deste ano, que está super

Vantagens do “Cidadania Empresarial” são apresentadas pela Sefin; ação do programa acontece nos dias 8 e 9 de dezembro

Vantagens do “Cidadania Empresarial” são apresentadas pela Sefin; ação do programa acontece nos dias 8 e 9 de dezembro

Na sexta-feira (3) a Secretaria de Finanças do Estado (Sefin) realizou uma coletiva de imprensa para divulgar os benefícios da primeira ação do Progra