Porto Velho (RO) segunda-feira, 21 de setembro de 2020
×
Gente de Opinião

Economia

ACR conclama comércio a treinar colaboradores em libras

Para o presidente da Associação Comercial de Rondônia, Vanderlei Oriani, o domínio de Libras é uma forma excelente da empresa aumentar seus clientes exercendo um papel social


ACR conclama comércio a treinar colaboradores em libras  - Gente de Opinião

A inclusão social é uma preocupação cada vez maior dos empresários do comércio, principalmente, porque, ao contrário do que se costuma pensar, pessoas com algum tipo de limitação podem ser clientes, ou colaboradores, muito importantes de qualquer negócio. Por esta razão a Associação Comercial de Rondônia-ACR está conclamando os lojistas a incentivar o treinamento de seus colaboradores na Língua Brasileira de Sinais-Libra para que se possa diminuir os grandes “abismos sociais” entre os trabalhadores do comércio e os deficientes auditivos na hora de uma operação de compra, venda, pagamento ou aquisição de serviços. Afinal os são clientes, como os outros do comércio, o dinheiro ou cartões deles não tem diferenças e trabalham, pagam impostos e tem necessidade do comércio como qualquer outro cidadão, além de serem muitos, pois, estima-se que, só em Porto Velho, são mais de 8 mil pessoas. É sempre problemático quando não se tem quem os atenda bem, de vez que isto, muitas vezes, gera transtornos e constrangimentos para quem trabalha no atendimento ou para o cliente com deficiência auditiva que buscam produtos ou serviços nas lojas de sua preferência e não se sentem bem atendidos. Fora do comércio tais situações também ocorrem sendo, a pior delas, na área de saúde, incluindo hospitais, postos de saúde e farmácias. Também nos transportes, em rodoviárias, aeroportos, onde buscam bilhetes de passagem, a comunicação, geralmente, é difícil. Daí, o presidente da ACR, Vanderlei Oriani, propor aos lojistas o treinamento de seus colaboradores em Libras, o que, segundo ele, com cursos disponíveis em instituições de ensino, como é o caso do SENAC, não é muito complicado de ser feito, mas, existe, quando se tem muitos funcionários, até mesmo a possibilidade de fazer internamente. Para Oriani, a falta de pessoal com habilidade na comunicação em Libras é sensível, é muito grande. “Assim ofertar treinamento para que seus colaboradores estreitem este hiato, entre quem domina e quem não domina Libras, pode ser um diferencial excelente para aumentar os clientes de seu negócio com um grande alcance social”. 

Mais Sobre Economia

Agronegócio e Infraestrutura são os temas da terceira rodada de debates prévios do Amazônia+21

Agronegócio e Infraestrutura são os temas da terceira rodada de debates prévios do Amazônia+21

Agronegócio e infraestrutura. Os dois temas fazem parte da terceira rodada de debates prévios do Fórum Mundial Amazônia+21, que ocorrerá no próximo

Oscar Motomura será o moderador de encontro de Governadores da Amazônia Legal

Oscar Motomura será o moderador de encontro de Governadores da Amazônia Legal

Uma das maiores referências em educação executiva e corporativa do país, Oscar Motomura, head da Amana Key, uma das mais prestigiadas entidades que

Mesmo on line, abertura oficial da Agrolab Amazônia é bastante prestigiada

Mesmo on line, abertura oficial da Agrolab Amazônia é bastante prestigiada

A maior feira totalmente virtual voltada ao agronegócio da Amazônia Legal, o Conecta Sebrae – Agrolab Amazônia já deixou um legado. O evento consegu