Porto Velho (RO) sexta-feira, 3 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Economia - Nacional

Vestuário: setor prevê alta de 5% nas vendas do Dia das Mães


Ana Cecília Santos - Agência O Globo RIO - Os empresários do setor de vestuário estão otimistas com a chegada do Dia das Mães, quando esperam um incremento de 5% nas vendas deste ano em relação a 2006. A data, a segunda mais importante do ano para os confeccionistas de produtos femininos, representa entre 20% e 25% da produção e faturamento do ano, especialmente por estar próxima aos lançamentos das coleções outono-inverno. O setor de vestuário produz anualmente cinco bilhões de peças em todo país, com faturamento de US$ 17 bilhões. O estado de São Paulo representa 35% desse total, o equivalente a 1,75 bilhão de peças e US$ 5,95 bilhões de faturamento. A expectativa é de que este ano o setor chegue a 1,25 bilhões de unidades fabricadas e US$ 3,57 bilhões em faturamento.

Mais Sobre Economia - Nacional

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

COVID19 no Brasil: cuidadosNa tentativa de conter a disseminação do novo Coronavírus (COVID19), diversos países do mundo reforçaram suas medidas de is

Corte de recursos do Sistema S pode causar fechamento de unidades e demissão de dez mil

Corte de recursos do Sistema S pode causar fechamento de unidades e demissão de dez mil

Um documento enviado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) aos governadores brasileiros revela que o corte de 50%

Empresas não prestaram informações sobre admissões e demissões referentes a janeiro e fevereiro

Empresas não prestaram informações sobre admissões e demissões referentes a janeiro e fevereiro

A Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia informa que identificou a falta de prestação das informações sobre admissões

Ajuda ao MEi será de R$600,  diz presidente Bolsonaro

Ajuda ao MEi será de R$600, diz presidente Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro afirmou hoje (26) que o auxílio emergencial para os trabalhadores informais durante a pandemia do novo coronavírus será de