Porto Velho (RO) domingo, 29 de março de 2020
×
Gente de Opinião

Economia - Nacional

Venezuela e Egito estão entre maiores compradores de alimentos do Brasil


 Gente de Opinião

A carne  foi um dos destaques entre os produtos brasileiros exportados
em julho para Venezuela e EgitoArquivo/Tânia Rêgo/Agência Brasil

Venezuela e Egito aparecem pela primeira vez entre os maiores compradores de alimentos do Brasil, depois da China, dos Países Baixos e Estados Unidos. Em julho, a Venezuela importou o equivalente a US$ 282,51 milhões, com destaque para carnes, açúcar e produtos lácteos. No período, as compras egípcias atingiram US$ 260,84 milhões em açúcar, carnes e farináceos.

Os venezuelanos e egpícios alcançaram, respectivamente, a quarta e quinta posições entre os grandes mercados importadores do agronegócio brasileiro. No mês passado, os chineses importaram US$ 2,92 bilhões, principalmente de soja em grão e carnes, com participação de 32,1% no total das exportações brasileiras, de acordo com o Sistema de Estatísticas de Comércio Exterior do Agronegócio Brasileiro (AgroStat), do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Com volumes menores, aparecem os Países Baixos – tradução para Holanda -, com importações de US$ 609,91 milhões, dos quais US$ 317,77 milhões do complexo soja, seguidos de produtos florestais e carnes. Em terceiro lugar entre os maiores compradores de julho aparecem os EUA, que compraram US$ 582,54 milhões em produtos florestais, café, álcool e açúcar.

Esses cinco países somaram compras equivalentes a US$ 4,66 bilhões, correspondendo a 51,1% dos US$ 9,11 bilhões exportados pelo Brasil no mês de julho.

No acumulado das vendas do agronegócio brasileiro, de janeiro a julho, o ranking é alterado. A China mantém a primeira posição, com compras de US$ 14,67 bilhões, seguida dos Estados Unidos (US$ 3,72 bilhões), Países Baixos (US$ 2,94 bilhões),  Alemanha (US$ 1,63 bilhão) e Rússia (US$ 1,37 bilhão).


Fonte: Stênio Ribeiro - Repórter da Agência Brasil
 

Mais Sobre Economia - Nacional

Ajuda ao MEi será de R$600,  diz presidente Bolsonaro

Ajuda ao MEi será de R$600, diz presidente Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro afirmou hoje (26) que o auxílio emergencial para os trabalhadores informais durante a pandemia do novo coronavírus será de

Coronavírus: Caixa anuncia novas medidas de estímulo à economia brasileira

Coronavírus: Caixa anuncia novas medidas de estímulo à economia brasileira

A CAIXA anuncia nesta quinta-feira (26) uma série de medidas para ajudar a combater o efeito do novo coronavírus na economia e reforçar a liquidez.

MEIs puxam recorde histórico de novas empresas em 2019 e Região Norte tem crescimento de 30,7%, o maior do país, revela Serasa Experian

MEIs puxam recorde histórico de novas empresas em 2019 e Região Norte tem crescimento de 30,7%, o maior do país, revela Serasa Experian

O Indicador de Nascimento de Empresas da Serasa Experian registrou 3,1 milhões de novos empreendimentos em 2019, o maior número desde o início da séri

Gasolina: Petrobras espera que queda de preço chegue aos postos

Gasolina: Petrobras espera que queda de preço chegue aos postos

A Petrobras informou que, com uma nova redução de 15% a partir desta quarta-feira (25), o preço médio da gasolina nas refinarias passa a ser R$ 1,14