Domingo, 25 de fevereiro de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Economia - Nacional

Vendas nos supermercados brasileiros registram queda


Camila Maciel
Agência Brasil

São Paulo - As vendas nos supermercados brasileiros tiveram queda de 1,33% em fevereiro na comparação com igual período do ano passado, segundo levantamento divulgado hoje (27) pela Associação Brasileira de Supermercados (Abras). Em relação a janeiro, a retração foi maior, com queda de 3,26%. No acumulado do ano, o setor registra alta de 0,25% na comparação com o primeiro bimestre de 2012.

Para a associação, a queda interanual é justificada porque a base de comparação é muito forte, tendo em vista que fevereiro do ano passado recebeu os efeitos do aumento do salário mínimo. Em 2012, o acréscimo foi 11,58% em relação ao ano anterior. A entidade acredita que em março as vendas devem voltar a apresentar crescimento.

A pesquisa traz ainda a variação do valor da cesta Abras Mercado, que considera o preço de 35 produtos incluídos na lista dos mais consumidos no país. A cesta subiu 2,25%, passando de R$ 348,90 em janeiro para R$ 356,75 no último mês. O acréscimo ficou acima do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que foi 0,6% no período. Na comparação com fevereiro de 2012, quando a cesta custava R$ 316,10, o aumento chega a 12,86%.

Os itens com maiores altas em fevereiro, em relação ao mês anterior, foram: farinha de mandioca (19,29%), tomate (16,17%) e cebola (14,3%). As maiores quedas foram registradas nos preços do arroz (-2,42%), do creme dental (-1,74%) e do óleo de soja (-1,68%).

Na comparação entre regiões, o Norte apresentou a cesta mais cara do país, com R$ 416,04, seguida pela Região Sul, com R$ 380,99. O conjunto de produtos mais baratos foi identificado na Região Nordeste (R$ 307,87).

O maior acréscimo da cesta, entre janeiro e fevereiro, também foi registrado no Norte do país, uma alta de 6,1%. Houve leve queda nos preços dos alimentos da Região Sudeste (de R$ 343,44 para R$ 343,18) e Centro-Oeste (de R$ 330,72 para R$ 328,39).
 

Gente de OpiniãoDomingo, 25 de fevereiro de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

Programa Social: Novo Bolsa Família cumprirá teto de gastos, diz ministro da Cidadania

Programa Social: Novo Bolsa Família cumprirá teto de gastos, diz ministro da Cidadania

O programa social que pretende substituir o Bolsa Família terá o maior valor possível para o benefício dentro do teto de gastos, disse hoje (9) o mi

Banco do Brasil lança dois programas de desligamento incentivado

Banco do Brasil lança dois programas de desligamento incentivado

O Banco do Brasil (BB) anunciou nesta segunda-feira (11) dois programas de desligamento incentivado. A expectativa é que a adesão chegue a 5 mil fun

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Não há empregos sem empresasEm 1985, a inflação no Brasil atingiu o valor de 242,23%. Em 1986, com receio da aceleração descontrolada da inflação, o g

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

COVID19 no Brasil: cuidadosNa tentativa de conter a disseminação do novo Coronavírus (COVID19), diversos países do mundo reforçaram suas medidas de is

Gente de Opinião Domingo, 25 de fevereiro de 2024 | Porto Velho (RO)