Porto Velho (RO) sexta-feira, 23 de outubro de 2020
×
Gente de Opinião

Economia - Nacional

Vendas do comércio caíram 0,38% em junho


Agência O Globo RIO - O volume de vendas do comércio varejista do país recuou 0,38% em junho em comparação com maio, mas subiu 4,08% frente a igual mês do ano passado, informou a Pesquisa Mensal de Comércio, divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), nesta quarta-feira. Foi o segundo resultado negativo do ano, após uma série de três meses de taxas positivas. As maiores retrações foram observadas em móveis, eletrodomésticos, tecidos, vestuário e calçados. A receita nominal do comércio caiu 0,25% na comparação com maio e subiu 4,75% ante o mesmo período de 2005. Em relação a junho de 2005, foi registrado crescimento em seis das oito atividades pesquisadas, com destaque para os setores de equipamentos e material para escritório, informática e comunicação e hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo. No primeiro semestre, o volume de vendas cresceu 5,68%. No acumulado dos últimos 12 meses, o aumento chegou a 5,34%.

Mais Sobre Economia - Nacional

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Não há empregos sem empresasEm 1985, a inflação no Brasil atingiu o valor de 242,23%. Em 1986, com receio da aceleração descontrolada da inflação, o g

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

COVID19 no Brasil: cuidadosNa tentativa de conter a disseminação do novo Coronavírus (COVID19), diversos países do mundo reforçaram suas medidas de is

Corte de recursos do Sistema S pode causar fechamento de unidades e demissão de dez mil

Corte de recursos do Sistema S pode causar fechamento de unidades e demissão de dez mil

Um documento enviado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) aos governadores brasileiros revela que o corte de 50%

Empresas não prestaram informações sobre admissões e demissões referentes a janeiro e fevereiro

Empresas não prestaram informações sobre admissões e demissões referentes a janeiro e fevereiro

A Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia informa que identificou a falta de prestação das informações sobre admissões