Porto Velho (RO) domingo, 29 de março de 2020
×
Gente de Opinião

Economia - Nacional

Vaca Louca: Brasil avança no status sanitário


 

Durante a 80ª Sessão Geral da Assembléia Mundial de Delegados da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), foi aprovada por unanimidade a elevação do status sanitário do Brasil, de “risco controlado” para “risco insignificante” em relação à Encefalopatia Espongiforme Bovina (EEB), conhecida vulgarmente como Doença da Vaca Louca. O evento aconteceu no dia 23 de maio, em Paris.
 

Gente de Opinião


Atualmente a OIE classifica os países em relação ao risco para a EEB em três níveis: Categoria I – países com risco insignificante para EEB, Categoria II – países com risco controlado para EEB e por último, Categoria III – países com risco indeterminado ou desconhecido para a EEB.

Em maio de 2007 o Brasil foi avaliado pela OIE, sendo classificado na Categoria II – risco controlado para EEB, alegando que o país não atendia os requisitos para o risco insignificante. Diante dessa situação, o Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (MAPA), juntamente com os órgãos de defesa animal estaduais, passaram a aprimorar e intensificar políticas e medidas de profilaxia para a EEB, como a prevenção da entrada do agente da EEB no Brasil, vigilância da doença e medidas de mitigação de risco. Com o aprimoramento das políticas de prevenção e através da recente avaliação da OIE, o Brasil conquistou o status máximo da classificação de risco para a EEB.

“Conquistamos um avanço muito importante e que trará inúmeros benefícios para a cadeia produtiva da carne e para a sociedade brasileira. Agora, o desafio será manter essa classificação e avançar em relação às outras doenças, o que dependerá do incremento e fortalecimento do serviço veterinário oficial”, destacou o diretor do Departamento de Saúde Animal – DSA do Ministério da Agricultura e Pecuária, Guilherme Marques.

A EEB é uma enfermidade neurodegenerativa fatal que acomete o sistema nervoso central (cérebro e outras estruturas) dos bovinos, podendo acometer o homem, tendo como causador uma proteína anormal denominada de príon. O Brasil nunca registrou caso de EEB, e desde o surgimento da doença no Reino Unido, em 1986, as autoridades sanitárias brasileiras vêm adotando medidas para evitar a sua entrada no país.

Com essa nova conquista, o Brasil passará a fazer parte de um grupo restrito de 19 países dentre todos os integrantes da OIE que é composto por 178 países. Essa alteração de risco favorecerá a retomada do mercado de produtos e subprodutos de origem animal para a União Européia e a exportação de animais vivos e de carne in natura para outros países. A expectativa é que a mudança contribua para o Brasil aumentar em 20% a receita das exportações em 2012, chegando a US$ 6,4 bilhões.

O presidente da Agência Idaron, Marcelo Henrique Borges, destaca a conquista como sendo fruto da atuação dos servidores que atuam na defesa sanitária em Rondônia, bem como, do comprometimento classe produtora rondoniense. “Essas conquistas só são possíveis quando temos no mesmo estado servidores capacitados e dedicados e produtores comprometidos com as normas sanitárias. Ganha o Brasil e ganha Rondônia, agregando mais valor aos produtos oriundos da pecuária”, finaliza Borges.

O Ministro da Agricultura, Mendes Ribeiro Filho deverá receber o certificado de país livre da vaca louca da Organização Internacional de Saúde Animal em Paris nos dias 13 e 14 de junho.

Fonte: Decom

 

Mais Sobre Economia - Nacional

Ajuda ao MEi será de R$600,  diz presidente Bolsonaro

Ajuda ao MEi será de R$600, diz presidente Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro afirmou hoje (26) que o auxílio emergencial para os trabalhadores informais durante a pandemia do novo coronavírus será de

Coronavírus: Caixa anuncia novas medidas de estímulo à economia brasileira

Coronavírus: Caixa anuncia novas medidas de estímulo à economia brasileira

A CAIXA anuncia nesta quinta-feira (26) uma série de medidas para ajudar a combater o efeito do novo coronavírus na economia e reforçar a liquidez.

MEIs puxam recorde histórico de novas empresas em 2019 e Região Norte tem crescimento de 30,7%, o maior do país, revela Serasa Experian

MEIs puxam recorde histórico de novas empresas em 2019 e Região Norte tem crescimento de 30,7%, o maior do país, revela Serasa Experian

O Indicador de Nascimento de Empresas da Serasa Experian registrou 3,1 milhões de novos empreendimentos em 2019, o maior número desde o início da séri

Gasolina: Petrobras espera que queda de preço chegue aos postos

Gasolina: Petrobras espera que queda de preço chegue aos postos

A Petrobras informou que, com uma nova redução de 15% a partir desta quarta-feira (25), o preço médio da gasolina nas refinarias passa a ser R$ 1,14