Porto Velho (RO) sexta-feira, 29 de maio de 2020
×
Gente de Opinião

Economia - Nacional

Tesouro Nacional usou US$ 701 milhões para recomprar títulos da dívida externa no bimestre


Agência O Globo BRASÍLIA - O Tesouro Nacional gastou US$ 701,3 milhões na recompra de títulos da dívida externa, no período de janeiro e fevereiro deste ano. A operação deve gerar uma economia, a valor presente, de US$ 1,5 bilhão no custo total da dívida, sendo US$ 564,5 milhões em principal e US$ 932 milhões em juros, ao longo dos vencimentos até 2040. Como parte do programa de recompras da dívida pública federal externa, no bimestre foram retirados do mercado papéis de 13 bônus soberanos, com destaque para US$ 178 milhões do A-Bond e US$ 105 milhões em Global 2040. Em valor de face foram US$ 564,5 milhões, mas o gasto financeiro somou US$ 701,3 milhões. O coordenador da Dívida Pública do Tesouro, Ronnie Tavares, informou que os papéis só foram cancelados em março. Por isso, a redução não está computada no estoque de fevereiro, quando a dívida externa de responsabilidade da União somou o equivalente a R$ 140,3 bilhões. Os resultados do programa de recompra somente serão divulgados a cada dois meses, disse Tavares. (Azelma Rodrigues | Valor Online)

Mais Sobre Economia - Nacional

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Não há empregos sem empresasEm 1985, a inflação no Brasil atingiu o valor de 242,23%. Em 1986, com receio da aceleração descontrolada da inflação, o g

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

COVID19 no Brasil: cuidadosNa tentativa de conter a disseminação do novo Coronavírus (COVID19), diversos países do mundo reforçaram suas medidas de is

Corte de recursos do Sistema S pode causar fechamento de unidades e demissão de dez mil

Corte de recursos do Sistema S pode causar fechamento de unidades e demissão de dez mil

Um documento enviado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) aos governadores brasileiros revela que o corte de 50%

Empresas não prestaram informações sobre admissões e demissões referentes a janeiro e fevereiro

Empresas não prestaram informações sobre admissões e demissões referentes a janeiro e fevereiro

A Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia informa que identificou a falta de prestação das informações sobre admissões