Porto Velho (RO) quarta-feira, 21 de outubro de 2020
×
Gente de Opinião

Economia - Nacional

Senadora quer que SUS distribua vacina contra câncer no colo do útero


Agência O Globo BRASÍLIA - A senadora Ideli Salvatti (PT-SC) anunciou nesta segunda-feira, no plenário do Senado, que vai apresentar projeto de lei que prevê a distribuição gratuita, pelo SUS, da vacina contra o câncer do colo do útero. Segundo a senadora, a vacina está disponível só em clínicas particulares, a um preço inacessível para a maioria das mulheres. A infecção dos órgãos genitais pelo papilomavírus humano (HPV) é a doença sexualmente transmissível (DST) mais comum. O grande risco dessa infecção é que pode levar ao câncer de colo do útero. No Brasil, pelo menos uma em cada cinco mulheres pode ser portadora do vírus. São registrados aproximadamente 137 mil casos de HPV por ano. Destes, 20 mil transformam-se em câncer do colo do útero, que leva a cinco mil mortes por ano.

Mais Sobre Economia - Nacional

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Não há empregos sem empresasEm 1985, a inflação no Brasil atingiu o valor de 242,23%. Em 1986, com receio da aceleração descontrolada da inflação, o g

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

COVID19 no Brasil: cuidadosNa tentativa de conter a disseminação do novo Coronavírus (COVID19), diversos países do mundo reforçaram suas medidas de is

Corte de recursos do Sistema S pode causar fechamento de unidades e demissão de dez mil

Corte de recursos do Sistema S pode causar fechamento de unidades e demissão de dez mil

Um documento enviado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) aos governadores brasileiros revela que o corte de 50%

Empresas não prestaram informações sobre admissões e demissões referentes a janeiro e fevereiro

Empresas não prestaram informações sobre admissões e demissões referentes a janeiro e fevereiro

A Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia informa que identificou a falta de prestação das informações sobre admissões