Domingo, 25 de fevereiro de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Economia - Nacional

Senador Raupp diz que o país está preparado para a crise internacional



Em discurso da tribuna na tarde de hoje (03/08), o líder do PMDB no Senado Federal, Valdir Raupp(RO) disse que o país está preparado para enfrentar a crise internacional.

"Seria inaceitável ingenuidade, no entanto, supor que uma crise internacional de tais proporções não afetaria o Brasil, como se vivêssemos em outro mundo que não o do capitalismo globalizado", afirmou o senador.

O senador destacou que a sociedade brasileira espera do governo federal  uma condução responsável da política econômica, que não deixe de estar comprometida com o seu crescimento.

Para ele, o que a sociedade não quer, "contudo, é que o governo imponha suas medidas econômicas desconsiderando os pontos de vista do conjunto da sociedade".

O senador lembrou que o principal meio pelo qual o Poder Executivo é levado a ouvir e a acatar as posições da sociedade, segundo o desenho político traçado pela Constituição Federal, é, decerto, o de submeter-se ao império da lei, assim como à fiscalização exercida pelo Poder Legislativo. 

"O instituto das Medidas Provisórias, embora exceção ao processo legislativo prevista constitucionalmente, exige sua aprovação pelo Congresso Nacional, o que leva a pressupor a necessidade de amplo diálogo entre os dois Poderes envolvidos", acrescentou.

Raupp citou que esse diálogo não foi cumprido, a partir da edição da Medida Provisória nº 443, no dia 22 deste mês de outubro. "Um dia antes dia antes da edição dessa  MP,  encontravam-se no plenário da Câmara dos Deputados as duas maiores autoridades formuladoras da política econômica do país – o ministro da Fazenda e o Presidente do Banco Central'.

Essas autoridades não expuseram aos parlamentares presentes o conteúdo da Medida Provisória prestes a ser editada, mesmo que, ao longo do debate, pelo avançado da hora, sua divulgação já não pudesse acarretar qualquer influência sobre o comportamento do mercado, lamentou o senador.
 
A Medida Provisória nº 443, traz em seu bojo, a possibilidade de ações drásticas para contornar graves riscos para o equilíbrio do sistema econômico-financeiro nacional.
 
A MP prevê que o Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal possam comprar ações de instituições financeiras privadas, chegando, inclusive, a deter o controle acionário dessas instituições, explicou o senador.

Eletrobrás na Bolsa de Valores de Nova Iorque

O senador Raupp parabenizou  também a  diretoria da ELETROBRÁS, representada pelo seu  presidente, José Antônio Muniz Lopes, pela inclusão da empresa, na Bolsa de Valores de Nova Iorque.

Revelou que desde a sua criação, em  1962,  a empresa vivencia,  "um    momento   único em sua história,  com a inclusão, na Bolsa de Valores de Nova  de Iorque.

Esse fato, adiantou o líder do PMDB, significa uma das maiores  conquistas do Brasil já que a empresa  vai negociar seus papéis no maior mercado do mundo.

O senador  enalteceu o trabalho do ministro das Minas e Energia, Edson Lobão e do presidente Lula, pelo sucesso conquistado pela   Eletrobrás.

Fonte: Ascom


Gente de OpiniãoDomingo, 25 de fevereiro de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

Programa Social: Novo Bolsa Família cumprirá teto de gastos, diz ministro da Cidadania

Programa Social: Novo Bolsa Família cumprirá teto de gastos, diz ministro da Cidadania

O programa social que pretende substituir o Bolsa Família terá o maior valor possível para o benefício dentro do teto de gastos, disse hoje (9) o mi

Banco do Brasil lança dois programas de desligamento incentivado

Banco do Brasil lança dois programas de desligamento incentivado

O Banco do Brasil (BB) anunciou nesta segunda-feira (11) dois programas de desligamento incentivado. A expectativa é que a adesão chegue a 5 mil fun

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Não há empregos sem empresasEm 1985, a inflação no Brasil atingiu o valor de 242,23%. Em 1986, com receio da aceleração descontrolada da inflação, o g

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

COVID19 no Brasil: cuidadosNa tentativa de conter a disseminação do novo Coronavírus (COVID19), diversos países do mundo reforçaram suas medidas de is

Gente de Opinião Domingo, 25 de fevereiro de 2024 | Porto Velho (RO)