Porto Velho (RO) sábado, 4 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Economia - Nacional

Sebrae prepara suporte para aquecimento nas vendas



Aproveite o fim de ano para vender mais, esse foi tema da palestra com microempreendedores e empresários da região de Ouro Preto D’Oeste no auditório da Associação Industrial e Comercial (Aciop). Uma iniciativa dos Agentes de Desenvolvimento Local da prefeitura de Ouro Preto em parceria com o Sebrae, com objetivo de fomentar as vendas no comércio.

“O que nós queremos é garantir mecanismos para que as vendas sejam aquecidas e os clientes fidelizados. O fim de ano é um momento propício para o comércio da cidade, porque, além do salário, temos também o pagamento do 13º dos trabalhos, que é injetado em nossa economia”, disse Tainá Leite, coordenadora da sala do empreendedor do Sebrae.

O evento reuniu 28 empresários e microempreendedores da região. “Uma iniciativa extremamente importante para o comércio de nossa cidade. O que aprendemos e absorvemos nesse evento faz com que as promoções que lançamos alcancem maiores resultados”, comentou o empresário Joel Miranda.

 “Todos que participaram desse evento saíram prontos para colocar em prática o que aprenderam. É o que sempre digo, iniciativas como essa agregam muito e aumentam as vendas. Às vezes, pecamos. Temos uma promoção, e não temos um atendimento de qualidade, ou os produtos estão mal posicionados, temos que repensar tudo isso”, disse Rodrigo Alcântara, empresário.

A palestra foi ministrada por Maria da Conceição de Porto Velho, que abordou, além de alternativas para vender mais, instruções sobre como montar um layout, ornamentação das vitrines, formas de abordagem dos clientes e sua fidelização e o elo criado entre vendedor e cliente. “Com essas ações o índice de insatisfação e erros serão bem menores. Por outro lado, ganhamos em inovação, aquecimento das vendas e melhorias no atendimento. Não é hora de perder vendas, e sim de aumentá-las”, garantiu Maria da Conceição

Sebastião Oliveira, analista técnico do Sebrae, disse que não foi um ano muito fácil para o comércio. A recessão da economia, o desemprego e o crescimento da inadimplência fizeram com que o consumidor ficasse mais cauteloso. “Os consumidores sentiram os impactos no orçamento familiar. Não deixaram de comprar, só reduziram a quantidade, mas essa confiança está sendo retomada, tanto é que as vendas já estão bem aquecidas, sinais que teremos uma melhora significativa agora no fim de ano”, declarou Sebastião.

Para saber de novos cursos, palestras ou consultorias do Sebrae, acesse o portalou ligue para o 0800 570 0800. Em janeiro, o Sebrae já começa com uma programação de eventospara estimular o empreendedorismo e capacitar cada vez mais os empreendedores do estado.

Fonte: Antônio Veronese

Mais Sobre Economia - Nacional

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

COVID19 no Brasil: cuidadosNa tentativa de conter a disseminação do novo Coronavírus (COVID19), diversos países do mundo reforçaram suas medidas de is

Corte de recursos do Sistema S pode causar fechamento de unidades e demissão de dez mil

Corte de recursos do Sistema S pode causar fechamento de unidades e demissão de dez mil

Um documento enviado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) aos governadores brasileiros revela que o corte de 50%

Empresas não prestaram informações sobre admissões e demissões referentes a janeiro e fevereiro

Empresas não prestaram informações sobre admissões e demissões referentes a janeiro e fevereiro

A Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia informa que identificou a falta de prestação das informações sobre admissões

Ajuda ao MEi será de R$600,  diz presidente Bolsonaro

Ajuda ao MEi será de R$600, diz presidente Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro afirmou hoje (26) que o auxílio emergencial para os trabalhadores informais durante a pandemia do novo coronavírus será de