Porto Velho (RO) domingo, 5 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Economia - Nacional

Rondônia é o primeiro produtor nacional de tambaqui


Gente de Opinião

Vilhena – Ao assinar o termo de cooperação entre a Prefeitura de Vilhena e o governo de Rondônia para o lançamento da 2ª etapa do programa Água Produtiva, trabalho desenvolvido pela Secretaria Estadual de Agricultura (Seagri), o governador Confúcio Moura incentivou a criação de peixes no Cone Sul do estado.

De acordo com o chefe do executivo estadual, Rondônia é hoje o primeiro lugar na produção nacional de tambaqui, chegando à marca histórica de 60 toneladas por ano, com previsão de aumento entre 90 a 100 mil toneladas nos próximos anos. ”Além do tambaqui que está em primeiro lugar em âmbito nacional, a criação de pirarucu em Rondônia, realizada em Pimenta Bueno, vem revelando um novo potencial econômico dos produtores rondonienses, sobretudo com destaque recente na grande mídia especializada com matéria sobre Rondônia”, comemorou o governador.


Durante a cerimônia de lançamento, os prefeitos do Cone Sul agradeceram a iniciativa do governo estadual que, independentemente de ideologias partidárias, está ajudando os municípios a se desenvolverem. “Estou aqui para prestar um testemunho em nome do governador Confúcio Moura. Sem seu apoio, o nosso município estaria em situação bastante complicada. Hoje temos todas as ruas asfaltadas e nossa classe produtiva atendida pela Emater, DER e outras secretarias de seu governo. Muito obrigado governador”, agradeceu o prefeito de Cabixi, Izael Dias.

O mesmo ocorreu com o prefeito de Cerejeiras, Airton Gomes, que, em seu discurso, lembrou a importância do programa Água Produtiva. “Estamos ansiosos para que esse programa comece em breve em nosso município e melhore a renda e a vida dos produtores da região”.

De acordo com o secretário da Agricultura, Evandro Padovani, o programa atenderá, até 2014 os sete municípios que formam o Cone Sul, atuando em todos os elos da cadeia produtiva, passando pela produção até a comercialização do produto.

Sobre a ingestão de peixe, o governador ressaltou a qualidade da carne branca, lembrando que, além de sadia, o pescado rondoniense deve fazer parte do cardápio dos estudantes das redes públicas. “Estamos fortalecendo as agroindústrias. O peixe produzido na região será comercializado com as prefeituras e o estado, fazendo parte da merenda escolar”, observou o governador.
 
Em visita à emissora de rádio FM Positiva, o governador disse que quem vai fazer o Cone Sul crescer será a geração de riquezas que está sendo gerada na região. “Vocês já são os campeões na produção de soja, milho e arroz, agora vamos incentivar a produção de peixes, com tecnologia, apoio ao pequeno agricultor e disponibilizando máquinas e técnicos para desenvolver o estado”, concluiu.

Texto e foto: Eraldo Morais
Assessoria Regional de Vilhena
Decom – Governo de Rondônia

Mais Sobre Economia - Nacional

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

COVID19 no Brasil: cuidadosNa tentativa de conter a disseminação do novo Coronavírus (COVID19), diversos países do mundo reforçaram suas medidas de is

Corte de recursos do Sistema S pode causar fechamento de unidades e demissão de dez mil

Corte de recursos do Sistema S pode causar fechamento de unidades e demissão de dez mil

Um documento enviado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) aos governadores brasileiros revela que o corte de 50%

Empresas não prestaram informações sobre admissões e demissões referentes a janeiro e fevereiro

Empresas não prestaram informações sobre admissões e demissões referentes a janeiro e fevereiro

A Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia informa que identificou a falta de prestação das informações sobre admissões

Ajuda ao MEi será de R$600,  diz presidente Bolsonaro

Ajuda ao MEi será de R$600, diz presidente Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro afirmou hoje (26) que o auxílio emergencial para os trabalhadores informais durante a pandemia do novo coronavírus será de