Quarta-feira, 21 de fevereiro de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Economia - Nacional

RO investirá em tecnologia para ampliar exportação de carne


A carne desossada, principal item da pauta de exportações de Rondônia, no ano passado representou gerou US$ 180 milhões em divisas, algo em torno de R$ 309 milhões, com o embarque 50 mil toneladas do produto a países árabes, Rússia, Venezuela e Hong Kong. Outros itens, como a carne bovina industrializada e a produção de miúdos e subprodutos também tiveram importante impacto nas vendas para o exterior.

Animado com o bom resultado, o governo do Estado avalia que poderá ampliar a produção de carne para o mercado externo a curto prazo. Nesse sentido, estuda a implementação de medidas que incluem a recomposição de pastagens, a construção de uma nova usina de calcário para correção do solo, cujos recursos já estão garantidos no orçamento do Estado, no valor de R$ 10 milhões, e o investimento em tecnologias de produção, como o sistema de confinamento de gado, agregadas ao aumento da produção de grãos como complemento para alimentação dos bovinos.

Este foi um dos principais assuntos abordado pelo secretário Edson Vicente, durante entrevista ao apresentador Marcelo Benesby, do programa Fala Rondônia, da Rede TV. “Temos frigoríficos de porte mundial com tecnologia de ponta e alta produtividade. Precisamos agora aumentar a produção de carne com qualidade para abastecer essa que é a principal indústria de exportação de nosso estado”, avalia o secretário de Desenvolvimento Econômico e Social, Edson Vicente.

“As plantas industriais necessitam de matéria-prima. Temos mercado consumidor externo e um produto de alta qualidade. Nosso estado é reconhecido internacionalmente como zona livre de febre aftosa com vacinação desde 2003. Nossa oferta de gado de corte é excelente. Para abastecer suficientemente nossos modernos frigoríficos, o primeiro passo é investir em tecnologia”, diz o secretário.

Exportações

Em 2011, o estado de Rondônia exportou o equivalente a US$ 486 milhões, cerca de R$ 835 milhões. No topo da lista, a carne desossada congelada de bovinos representou cerca de 37% de todo o volume de divisas do ano passado. No mercado interno, a carne rondoniense in natura foi o principal item, somando 446 mil toneladas, com abate anual de dois milhões de cabeças, de um rebanho estimado em 12 milhões de animais.

Ainda com relação à pauta de exportações, o segundo item foi a produção de soja, que em 2011 gerou US$ 131 milhões em divisas para o estado, o correspondente a R$ 225 milhões, ou quase 27% do total. Em terceiro lugar aparece a produção mineral de estanho (cassiterita), que atingiu US$ 53 milhões (perto de 91 milhões), o equivalente a 11% do total.

Entre os países consumidores, a Rússia foi o principal destino dos produtos rondonienses, com compras que totalizaram US$ 82 milhões (R$ 141 milhões), seguida por Egito, Holanda, Reino Unido, Hong Kong, Venezuela, Bolívia, Estados Unidos, China e Malásia. Entre os blocos de países consumidores, a União Européia comprou US$ 146 milhões (R$ 251 milhões), seguida por África e Oriente Médio, Europa Oriental, América Latina e Ásia.

Fonte: Decom

 

Gente de OpiniãoQuarta-feira, 21 de fevereiro de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

Programa Social: Novo Bolsa Família cumprirá teto de gastos, diz ministro da Cidadania

Programa Social: Novo Bolsa Família cumprirá teto de gastos, diz ministro da Cidadania

O programa social que pretende substituir o Bolsa Família terá o maior valor possível para o benefício dentro do teto de gastos, disse hoje (9) o mi

Banco do Brasil lança dois programas de desligamento incentivado

Banco do Brasil lança dois programas de desligamento incentivado

O Banco do Brasil (BB) anunciou nesta segunda-feira (11) dois programas de desligamento incentivado. A expectativa é que a adesão chegue a 5 mil fun

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Não há empregos sem empresasEm 1985, a inflação no Brasil atingiu o valor de 242,23%. Em 1986, com receio da aceleração descontrolada da inflação, o g

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

COVID19 no Brasil: cuidadosNa tentativa de conter a disseminação do novo Coronavírus (COVID19), diversos países do mundo reforçaram suas medidas de is

Gente de Opinião Quarta-feira, 21 de fevereiro de 2024 | Porto Velho (RO)