Porto Velho (RO) quarta-feira, 8 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Economia - Nacional

Recursos BNDES para Centro-Oeste aumentaram 77,10%


Alana Gandra
Agência Brasil

Rio de Janeiro - Os recursos liberados pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) no ano passado aumentaram 77,10% para a Região Centro-Oeste do país, em comparação a 2011, totalizando R$ 20,098 bilhões. Destaque para o Distrito Federal, que recebeu R$ 9,043 bilhões, com expansão de 579,43% sobre o ano anterior.

Em termos de valor, entretanto, o Sudeste seguiu liderando, com um total de R$ 72,440 bilhões, recebidos por meio de 427.210 operações. O maior volume de desembolsos na região coube a São Paulo, com R$ 35,917 bilhões. O número mostra, porém, queda de 0,96% em relação ao ano anterior. O total de operações para o estado (243.403) revela incremento de 8,94%.

Os números foram fornecidos hoje (23) à Agência Brasil pela assessoria de imprensa do BNDES. Eles mostram que os desembolsos do banco para a Região Norte cresceram 22,79%, atingindo R$ 13,340 bilhões.

O estado do Pará foi o destaque no ano passado, com aumento de 80,59% em termos de valor (R$ 6,824 bilhões, contra R$ 3.779 bilhões em 2011) e de 27,78% em quantidade de operações (18.043, em 2012, contra 14.120 em 2011). Apenas dois estados do Norte receberam menos recursos do BNDES no ano passado em comparação ao ano anterior. As quedas atingiram 41,54% em Rondônia e 40,37% em Roraima.

No Nordeste, os recursos liberados pelo BNDES tiveram aumento de 12,15%, com R$ 21,048 bilhões em 138.451 operações. A Bahia registrou o maior volume de recursos (R$ 5,731 bilhões), em 45.439 transações. Alagoas, Pernambuco e Paraíba tiveram queda em termos de valor recebido de, respectivamente, 39,74%, 30,28% e 18,95%.

Na Região Sul, as liberações feitas pelo banco caíram 1,99% em 2012, embora a quantidade de operações realizadas tenha evoluído 21,46%. Os desembolsos somaram R$ 29,065 bilhões, enquanto as operações alcançaram 311.189, contra 256.210 no ano anterior. O Paraná teve aumento de 1,23% de desembolsos (R$10,699 bilhões) e em número de operações teve o maior aumento, 2,71%. Rio Grande do Sul e Santa Catarina tiveram queda nos desembolsos, com - 5,35% e - 1,84% respectivamente.

O total desembolsado pelo BNDES em 2012 foi R$ 155,992 bilhões, com expansão de 12,33% em comparação a 2011. Foram feitas 1.028.440 operações, que também tiveram incremento de 14,72% sobre as transações registradas no ano anterior. O desempenho do banco foi divulgado ontem (222) pelo presidente da instituição, Luciano Coutinho.
 

Mais Sobre Economia - Nacional

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Não há empregos sem empresasEm 1985, a inflação no Brasil atingiu o valor de 242,23%. Em 1986, com receio da aceleração descontrolada da inflação, o g

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

COVID19 no Brasil: cuidadosNa tentativa de conter a disseminação do novo Coronavírus (COVID19), diversos países do mundo reforçaram suas medidas de is

Corte de recursos do Sistema S pode causar fechamento de unidades e demissão de dez mil

Corte de recursos do Sistema S pode causar fechamento de unidades e demissão de dez mil

Um documento enviado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) aos governadores brasileiros revela que o corte de 50%

Empresas não prestaram informações sobre admissões e demissões referentes a janeiro e fevereiro

Empresas não prestaram informações sobre admissões e demissões referentes a janeiro e fevereiro

A Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia informa que identificou a falta de prestação das informações sobre admissões