Porto Velho (RO) sábado, 20 de abril de 2019
×
Gente de Opinião

Economia - Nacional

Queda dos juros favorece quem tem aplicação em renda fixa e na poupança


Agência O GloboSÃO PAULO -A decisão do Comitê de Política Monetária (Copom) de cortar os juros básicos em 0,5 ponto percentual, para 13,75% ao ano, interfere diretamente nas aplicações financeiras. Para o consumidor que tem dinheiro investido, a queda na taxa de juros também terá influência.Para o economista Mauro Giorgi, o corte vai beneficiar quem tem investimentos em renda fixa.- Como a taxa dessas aplicações é pré-fixada, o dinheiro renderá mais do que a Selic - diz.Este tipo de aplicação rendeu 1,28% em setembro, 10,41% no acumulado do ano e 16,99% nos últimos 12 meses.O mesmo quadro de vantagens ocorre com as ações, que flutuam conforme a bolsa de valores, e a poupança.- A correção é feita pela Taxa Referencial - lembra Giorgi.Em contrapartida, as aplicações em fundo DI (que acompanha a taxa Selic) não devem sofrer alterações com o corte nos juros.- Quem tem investimento aplicado em DI não terá rentabilidade extra como a renda fixa, mas o ganho será menor. Mas não é nada preocupante.A justificativa para o corte nos juros, anunciado na quarta-feira, é a tendência de queda da inflação e uma expectativa de crescimento menor que a esperada no início de 2006. Em setembro de 2005, a taxa básica de juros (Selic) era de 19,75%. Neste mês, iniciou-se um processo de queda da taxa.O mercado financeiro esperava uma inflação de 3%. Para 2007, a projeção está em 4,2%. A meta de inflação oficial para este ano é de 4,5%, de acordo com o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

Mais Sobre Economia - Nacional

Obrigações do MEI - Empréstimo para MEI: Linhas de crédito disponíveis - eSocial começa a receber informações do MEI

Obrigações do MEI - Empréstimo para MEI: Linhas de crédito disponíveis - eSocial começa a receber informações do MEI

*Obrigações do MEI* O Microempreendedor Individual (MEI) é um enquadramento empresarial previsto no SIMPLES Nacional e, por isso, fica isento dos trib

Economia: LDO de 2020 não prevê concursos nem reajuste para servidores

Economia: LDO de 2020 não prevê concursos nem reajuste para servidores

A proposta de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2020, apresentada hoje (15) pelo Ministério da Economia, não prevê concursos não autorizados ne

Equipe econômica do governo Bolsonaro propõe salário mínimo de R$ 1.040 para o próximo ano

Equipe econômica do governo Bolsonaro propõe salário mínimo de R$ 1.040 para o próximo ano

Pela primeira vez, o valor do salário mínimo ultrapassará R$ 1 mil. O governo propôs salário mínimo de R$ 1.040 para 2020, o que representa alta de 4,

Jair Bolsonaro cria 13º salário para o Bolsa Família

Jair Bolsonaro cria 13º salário para o Bolsa Família

O presidente Jair Bolsonaro assinou nesta manhã vários instrumentos de mudanças e novas políticas para o país, que fazem parte das ações de 100 dias d