Porto Velho (RO) sábado, 4 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Economia - Nacional

Projeto de mandiocultura avança no Joana D’Arc



Desde 2010 a prefeitura de Porto Velho vem investindo na produção da mandioca na região do Joana D’Arc. De acordo com o secretário José Wildes, a região tem potencial, mas é preciso o investimento do poder público para o fortalecimento desta produção seja na aplicação de novas técnicas, na mecanização ou preparação do solo. “Da mandioca é possível aproveitar tudo, da raiz até as folhas. E a prefeitura vem Projeto de mandiocultura avança no Joana D’Arc - Gente de Opiniãodesde o ano passado trabalhando neste sentido. Fizemos um convênio com o Sebrae, incluindo neste a Emater e a Embrapa e estamos avançando com o projeto de mandiocultura. Começamos com a mecanização e preparação da terra no ano passado, este ano iniciamos o cadastramento dos produtores. A Embrapa vai realizar pesquisas para identificar os vários tipos de mandiocas que existem na região, e isto vai dar suporte para que seja produzida uma farinha de maior qualidade”, comentou Wildes.

O secretário explica que o projeto da mandiocultura visa o aumento da produtividade local, agregar valor e promover a inserção do produto final no mercado, com foco no aumento da renda familiar e na sustentabilidade ambiental. “Nas ações do projeto estão incluídos: fomento à produção, realização de cursos, reestruturação da casa de farinha e estudos sobre a demanda do mercado em relação aos produtos derivados da mandioca. Além disso, será implantada uma unidade demonstrativa visando estabelecer o sistema de produção da mandioca no assentamento” reforçou.

O Projeto de mandiocultura terá a duração de 3 anos, com termino em novembro de 2013, tendo as seguintes etapas: Implantação de Unidade Demonstrativa, Fomento à Produção, Acesso à inovação e Gestão de Mercado. A contrapartida da Prefeitura nesse Projeto é de 150 mil reais para os 3 anos. O objetivo é alcançar a produtividade de 25 toneladas. “ Queremos aumentar as vendas de produtos beneficiados em 60% em 2012 e 20% até 2013”, disse Wildes.


Produtividade

O Projeto de Assentamento Joana D'arc tem uma produtividade anual de dez toneladas por hectare. A média do Estado, segundo IBGE, é de 16 toneladas por hectare. Em Porto Velho, a média chega a 20 toneladas por hectare. A baixa produtividade é consequência da degradação do terreno porque o sistema de produção adotado pelos produtores não proporciona a reposição da matéria orgânica que é responsável pelo equilíbrio do solo. “Com o Programa de Recuperação de Áreas Degradadas, associado ao projeto de Mandiocultura, temos a expectativa de aumentar essa produtividade em torno de vinte e cinco a trinta toneladas de mandioca por hectare, além de um crescimento na venda de produtos beneficiados em sessenta por cento até dezembro de dois mil e treze”, disse José Wildes.

Mas, para atingir essa meta, lembrou o secretário, os produtores rurais necessitam de equipamentos também — como o microtrator doado na última semana pela Semagric —, e não apenas se apossar de novas tecnologias. “Esse projeto da mandioca é desenvolvido com os assentados das linhas 15, 17 e da gleba Chico Mendes. E todos vão poder fazer uso do microtrator para essa etapa importante do plantio, que é a preparação da terra. Essa mecanização vai agilizar o trabalho deles”, comentou.

Além da doação de maquinário a prefeitura de Porto Velho, através da Semagric tem disponibilizado técnicos para auxiliar os produtores da região.

Fonte: Meiry Santos e Joel Elias
Foto: Frank Néry/ Divulgação

 

Mais Sobre Economia - Nacional

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

COVID19 no Brasil: cuidadosNa tentativa de conter a disseminação do novo Coronavírus (COVID19), diversos países do mundo reforçaram suas medidas de is

Corte de recursos do Sistema S pode causar fechamento de unidades e demissão de dez mil

Corte de recursos do Sistema S pode causar fechamento de unidades e demissão de dez mil

Um documento enviado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) aos governadores brasileiros revela que o corte de 50%

Empresas não prestaram informações sobre admissões e demissões referentes a janeiro e fevereiro

Empresas não prestaram informações sobre admissões e demissões referentes a janeiro e fevereiro

A Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia informa que identificou a falta de prestação das informações sobre admissões

Ajuda ao MEi será de R$600,  diz presidente Bolsonaro

Ajuda ao MEi será de R$600, diz presidente Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro afirmou hoje (26) que o auxílio emergencial para os trabalhadores informais durante a pandemia do novo coronavírus será de