Porto Velho (RO) quarta-feira, 15 de julho de 2020
×
Gente de Opinião

Economia - Nacional

Programa Trainee de Gestão Pública abre inscrições para vagas de cerca de R$ 4 mil mensais

Participação é aberta para profissionais de diversas áreas, graduados em cursos de bacharelado, licenciatura ou tecnólogo; processo seletivo é baseado na análise de competências e tem como objetivo potencializar a gestão pública


Foto: Internet - Gente de Opinião
Foto: Internet

Jovens profissionais que buscam desafios e desejam promover impacto positivo no setor público do país têm mais uma oportunidade para se inscrever em um programa único no Brasil, que já alocou mais de 380 pessoas em 120 órgãos públicos de todo o país. O Vetor Brasil está com inscrições abertas para o processo seletivo do Programa Trainee de Gestão Pública do 1° semestre de 2020, que vai conectar profissionais com oportunidades em governos em todo o país.

Podem participar profissionais formados em cursos de bacharelado, licenciatura ou tecnólogo ou com graduação prevista até 30 de março de 2020, independente da área de formação ou tempos após formação. Não é necessária experiência prévia, e os cadastros devem ser feitos até 11h59 (horário de Brasília) do dia 20 de setembro, pelo link vetorbrasil.org. Vale lembrar que todo o processo seletivo realizado pelo Vetor Brasil é online e sem custo de inscrição!

A remuneração média das edições anteriores foi de R$ 4 mil, mas os valores variam de acordo com a localização e posição ocupada pelo candidato selecionado. O período de trainee  tem duração de 12 meses, mas pode ser renovado pelo governo contratante.

Uma das experiências que o Trainee de Gestão Pública também proporciona é a chance de trabalhar em lugares diferentes da localidade em que o candidato nasceu ou estudou. Com isso, além do aprendizado profissional, os jovens têm a oportunidade de vivenciar realidades bastante distintas e conhecer o Brasil em sua diversidade e riqueza social.

O objetivo do programa é potencializar o setor público brasileiro e apoiar governos a terem maior efetividade em suas ações. Por isso, o programa busca atrair, pré-selecionar e desenvolver profissionais que apoiem projetos no setor público. Para tanto, os candidatos selecionados podem ter alocação em órgãos das mais diversas temáticas em todo o Brasil.

 

Sobre o Vetor Brasil

O Vetor Brasil é uma organização da sociedade civil (OSC) suprapartidária e sem fins lucrativos que acredita no poder de transformação da sociedade a partir do setor público. Por isso, o Vetor busca contribuir para desenvolver uma nova geração de profissionais que atuem para dar mais efetividade às ações da gestão pública. A organização criou um modelo inovador para atrair, pré-selecionar e desenvolver pessoas, baseado em práticas de gestão de pessoas no setor público bem-sucedidas de países como Austrália, Chile, Cingapura, Reino Unido e Estados Unidos.

Mais Sobre Economia - Nacional

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Não há empregos sem empresasEm 1985, a inflação no Brasil atingiu o valor de 242,23%. Em 1986, com receio da aceleração descontrolada da inflação, o g

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

COVID19 no Brasil: cuidadosNa tentativa de conter a disseminação do novo Coronavírus (COVID19), diversos países do mundo reforçaram suas medidas de is

Corte de recursos do Sistema S pode causar fechamento de unidades e demissão de dez mil

Corte de recursos do Sistema S pode causar fechamento de unidades e demissão de dez mil

Um documento enviado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) aos governadores brasileiros revela que o corte de 50%

Empresas não prestaram informações sobre admissões e demissões referentes a janeiro e fevereiro

Empresas não prestaram informações sobre admissões e demissões referentes a janeiro e fevereiro

A Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia informa que identificou a falta de prestação das informações sobre admissões