Porto Velho (RO) domingo, 16 de junho de 2019
×
Gente de Opinião

Economia - Nacional

Preço da luz no Brasil é o 10º maior do mundo, aponta estudo


Agência O GloboBRASÍLIA - O brasileiro paga pela energia elétrica o equivalente ao que pagam os consumidores de alguns países europeus com renda per capita maior que a do Brasil.- Pagamos o mesmo que países como a Espanha e o Reino Unido - afirmou o professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Luiz Pinguelli Rosa, que foi presidente da Eletrobrás.A comparação entre as tarifas foi feita no estudo "Key World 2004", da Agência Internacional de Energia (AIE). Em relação ao Brasil, a base foi o valor divulgado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) em 2004, que foi convertido para dólar, quando cada dólar valia R$ 2,4.Considerando a conversão, a tarifa brasileira só era mais barata que a de nove países: Suíça, Bélgica, Itália, Portugal, Áustria, Alemanha, Holanda, Japão e Dinamarca. E mais cara que a de 21 países: Islândia, Luxemburgo, Irlanda, Reino Unido, Espanha, França, Suécia, Turquia, Finlândia, México, Polônia, Noruega, Hungria, Coréia, Grécia, Estados Unidos, República Tcheka, República Eslováquia, Nova Zelândia, Austrália e Canadá.- É estranho o Brasil ter uma tarifa elétrica tão cara sabendo-se que a energia brasileira vem primordialmente a partir da água, que é renovável e gratuita. Como, então, conseguimos ter uma tarifa tão próxima a de países que são dependentes de petróleo e praticamente não têm rios para a produção de energia? - questiona o consultor na área de energia e coordenador de pós-graduação de Engenharia da UFRJ, Roberto Pereira d'Araújo.No Brasil, o custo da geração de um quilowatt de energia depende da fonte de energia e da região consumidora. Segundo o presidente da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), Maurício Tolmasquim, o custo para produzir energia nas hidrelétricas, atualmente, varia entre US$ 35 a US$ 40 o megawatt-hora, ou seja, cerca de R$ 0,1 (10 centavos) por quilowatt, considerando o mesmo câmbio do estudo (R$ 2,4 por dólar).- Entretanto, o preço da energia para o consumidor brasileiro varia muito de estado para estado. Temos tarifas diferentes quando ela chega na casa do servidor, na planta industrial ou no comércio - afirma Tolmasquim.Para compensar o custo para a população com menor renda, o país aplica um conceito de tarifa social, cujos critérios estão sendo revistos.Desde o dia 7, as contas de luz de consumidores de quatro distribuidoras de três regiões (Espírito Santo, Pará e Santa Catarina) ficaram mais caras.

Mais Sobre Economia - Nacional

Acumulou: Mega-Sena vai pagar R$ 115 milhões no sábado

Acumulou: Mega-Sena vai pagar R$ 115 milhões no sábado

O concurso 2.159 da Mega-Sena não teve acertadores no prêmio principal. Os números sorteados foram: 14 - 26 - 35 - 38 - 45 - 53.A quina - cinco número

Pequenas Empresas alertam: estamos "quebrando - STF: grávidas e lactantes não podem exercer atividade insalubre

Pequenas Empresas alertam: estamos "quebrando - STF: grávidas e lactantes não podem exercer atividade insalubre

*Por que a reforma da Previdência Social é tão necessária?* O maior desafio do atual governo é reduzir urgentemente o déficit das contas públicas, que

Bolsonaro: “Vou tirar o Estado do cangote de quem quer produzir” - Receita Federal regulamenta parcelamento de débitos

Bolsonaro: “Vou tirar o Estado do cangote de quem quer produzir” - Receita Federal regulamenta parcelamento de débitos

*Bolsonaro: “Vou tirar o Estado do cangote de quem quer produzir”*Editada sob o número 881/2019, a MP liberou o horário de funcionamento  de qualquer 

Morosidade  na tramitação das reformas contribuem para pessimismo dos empresários - Alerta: Declaração anual do MEI vai só até sexta

Morosidade na tramitação das reformas contribuem para pessimismo dos empresários - Alerta: Declaração anual do MEI vai só até sexta

*Morosidade  na tramitação das reformas contribuem para pessimismo dos empresários diz pesquisa Simpi – Datafolha* Empresários de micro e pequenas ind