Quinta-feira, 22 de fevereiro de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Economia - Nacional

Pirataria consome R$ 6 bilhões da indústria da moda


A pirataria acendeu o sinal de alerta no mundo da moda. De acordo com estimativas da Associação Brasileira do Vestuário (Abravest), o setor perde cerca de R$ 6 bilhões por ano com as cópias ilegais, incluindo os prejuízos crescentes com os tênis falsificados. Mas o problema pode ser maior ainda porque não inclui a cópia legal, ou seja, aquela que não é crime porque o produto imitado não estava protegido nas formas da lei.

Com esta preocupação, o INPI estará na próxima edição do Fashion Business, de 8 a 11 de janeiro, na Marina da Glória, no Rio. O objetivo é mostrar aos empresários e estilistas a importância de proteger suas criações – seja com marcas, patentes (no caso de invenções com aplicação industrial) ou Desenhos Industriais (para a forma de roupas e acessórios, por exemplo).

Para o presidente do Instituto, Jorge Ávila, a proteção é fundamental porque a cópia pode destruir a confiança do consumidor na empresa:

- A pirataria acaba com o valor da marca. O consumidor usa produtos de qualidade inferior, que afetam a imagem da marca original. Como a cópia tira da empresa o seu diferencial, ela desorganiza as relações comerciais, prejudica a formação de parcerias e dificulta o acesso ao mercado global – disse Ávila.

Com esta preocupação serão realizadas duas palestras por especialistas do INPI. No dia 10, Susana Serrão falará sobre design de moda e, no dia seguinte, Vinícius Bogea Câmara abordará a proteção de marcas no exterior. Em todos os dias do evento haverá técnicos para tirar dúvidas dos visitantes no estande do Instituto.

- O INPI está entrando neste esforço do governo federal para combater a pirataria e incentivar a cultura de propriedade intelectual. Queremos mostrar à indústria da moda que criatividade e proteção andam juntas na economia atual – completou o presidente do Instituto.

Fonte: IMPI

Gente de OpiniãoQuinta-feira, 22 de fevereiro de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

Programa Social: Novo Bolsa Família cumprirá teto de gastos, diz ministro da Cidadania

Programa Social: Novo Bolsa Família cumprirá teto de gastos, diz ministro da Cidadania

O programa social que pretende substituir o Bolsa Família terá o maior valor possível para o benefício dentro do teto de gastos, disse hoje (9) o mi

Banco do Brasil lança dois programas de desligamento incentivado

Banco do Brasil lança dois programas de desligamento incentivado

O Banco do Brasil (BB) anunciou nesta segunda-feira (11) dois programas de desligamento incentivado. A expectativa é que a adesão chegue a 5 mil fun

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Não há empregos sem empresasEm 1985, a inflação no Brasil atingiu o valor de 242,23%. Em 1986, com receio da aceleração descontrolada da inflação, o g

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

COVID19 no Brasil: cuidadosNa tentativa de conter a disseminação do novo Coronavírus (COVID19), diversos países do mundo reforçaram suas medidas de is

Gente de Opinião Quinta-feira, 22 de fevereiro de 2024 | Porto Velho (RO)