Porto Velho (RO) domingo, 15 de setembro de 2019
×
Gente de Opinião

Economia - Nacional

Pessoas físicas e jurídicas poderão aplicar no mercado de capitais no exterior


Martha Beck - Agência O GloboBRASÍLIA - O Conselho Monetário Nacional (CMN) decidiu nesta quarta-feira permitir que pessoas físicas e jurídicas invistam no mercado de capitais e de derivativos no exterior. Até agora, essa prática era proibida com algumas exceções, como aplicações em países do Mercosul.O conselho também decidiu sugerir ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva a aprovação da operação de compra do Banco Pactual e suas controladas pelo UBS AG. Segundo o diretor de normas do BC, Alexandre Tombini, a operação precisa ser analisada porque envolve o aumento da participação de empresa estrangeira em instituição financeira integrante do sistema financeiro nacional. No caso do Pactual, a participação estrangeira passará de 16,82% para 100%.

Mais Sobre Economia - Nacional

Comunicação nos novos tempos + Rescisão consensual garante saque de parte do FGTS

Comunicação nos novos tempos + Rescisão consensual garante saque de parte do FGTS

*Comunicação nos novos tempos* Face à nova realidade econômica, as empresas atualmente vivem um grande desafio: como conseguir se comunicar melhor com

Petrobras e Sebrae lançam no DF edital para startups e pequenos negócios inovadores

Petrobras e Sebrae lançam no DF edital para startups e pequenos negócios inovadores

A Petrobras lançará em Brasília, nesta quarta-feira (04), em parceria com o Sebrae, a chamada de projetos de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (P,D

Descubra dicas para montar o seu próprio negócio online

Descubra dicas para montar o seu próprio negócio online

Com a ascensão da internet, muitas mulheres decidiram usar as plataformas digitais para ganhar um lucro extra ou até mesmo abrir mão da carreira e se

MP da Liberdade Econômica: entenda as principais mudanças

MP da Liberdade Econômica: entenda as principais mudanças

Aprovada na quarta-feira (21) à noite pelo Senado, a Medida Provisória (MP) da Liberdade Econômica pretende, segundo o governo, diminuir a burocracia