Porto Velho (RO) sexta-feira, 30 de outubro de 2020
×
Gente de Opinião

Economia - Nacional

Pessoas físicas e jurídicas poderão aplicar no mercado de capitais no exterior


Martha Beck - Agência O Globo BRASÍLIA - O Conselho Monetário Nacional (CMN) decidiu nesta quarta-feira permitir que pessoas físicas e jurídicas invistam no mercado de capitais e de derivativos no exterior. Até agora, essa prática era proibida com algumas exceções, como aplicações em países do Mercosul. O conselho também decidiu sugerir ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva a aprovação da operação de compra do Banco Pactual e suas controladas pelo UBS AG. Segundo o diretor de normas do BC, Alexandre Tombini, a operação precisa ser analisada porque envolve o aumento da participação de empresa estrangeira em instituição financeira integrante do sistema financeiro nacional. No caso do Pactual, a participação estrangeira passará de 16,82% para 100%.

Mais Sobre Economia - Nacional

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Não há empregos sem empresasEm 1985, a inflação no Brasil atingiu o valor de 242,23%. Em 1986, com receio da aceleração descontrolada da inflação, o g

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

COVID19 no Brasil: cuidadosNa tentativa de conter a disseminação do novo Coronavírus (COVID19), diversos países do mundo reforçaram suas medidas de is

Corte de recursos do Sistema S pode causar fechamento de unidades e demissão de dez mil

Corte de recursos do Sistema S pode causar fechamento de unidades e demissão de dez mil

Um documento enviado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) aos governadores brasileiros revela que o corte de 50%

Empresas não prestaram informações sobre admissões e demissões referentes a janeiro e fevereiro

Empresas não prestaram informações sobre admissões e demissões referentes a janeiro e fevereiro

A Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia informa que identificou a falta de prestação das informações sobre admissões