Porto Velho (RO) quinta-feira, 25 de abril de 2019
×
Gente de Opinião

Economia - Nacional

Para presidente do BC, queda na produção industrial é pontual


Aguinaldo Novo - Agência O GloboSÃO PAULO - O presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, minimizou hoje a queda de 1,4% da produção industrial em setembro, acima das estimativas do mercado. Para Meirelles, cujo trabalho no governo tem sido associado a uma política monetária restritiva, com efeitos negativos para o crescimento da economia, não se deve fazer avaliações apenas com base "em dados pontuais".- A produção industrial varia dependendo de uma série muito grande de fatores. Portanto, não podemos nos prender a dados pontuais. O importante é analisarmos a tendência, e a tendência geral do Brasil é de crescimento - afirmou ele, depois de participar de evento na Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).Em defesa da sua explicação, o presidente do BC citou o forte crescimento das vendas no varejo.- Se olharmos do lado da demanda agregada, vamos ver, por exemplo, que as vendas no varejo cresceram em agosto 6,3%, em comparação a agosto de 2005. Isso significa que a renda está crescendo, o salário está crescendo, a massa salarial, o emprego estão crescendo, e isso propicia todas as condições para que a produção aumente - disse Meirelles.Ele reafirmou a defesa da atual política monetária e da importância do BC se manter atento às metas de inflação.- O importante é que, independentemente dos desejos de que o Brasil cresça mais, o país tem e irá manter suas conquistas. O presidente (Lula) deixou isso muito claro. O Brasil tem um compromisso com a estabilidade visando, aí sim, criar as condições para que possa achar o caminho para o crescimento. E um compromisso com a estabilidade significa um BC comprometido com a meta (de inflação) - afirmou Meirelles.Meirelles não quis comentar a alta de 0,81% do IGP-DI em outubro, também acima das previsões dos analistas. Ele afirmou que "uma das boas normas de governança é não comentar índices pontuais de inflação".

Mais Sobre Economia - Nacional

10 direitos dos trabalhadores em caso de demissões depois da reforma trabalhista

10 direitos dos trabalhadores em caso de demissões depois da reforma trabalhista

Apesar da economia já apresentar melhoras, ainda é grande o temor de muitos trabalhadores em relação a possibilidade de serem os próximos demitidos e

Obrigações do MEI - Empréstimo para MEI: Linhas de crédito disponíveis - eSocial começa a receber informações do MEI

Obrigações do MEI - Empréstimo para MEI: Linhas de crédito disponíveis - eSocial começa a receber informações do MEI

*Obrigações do MEI* O Microempreendedor Individual (MEI) é um enquadramento empresarial previsto no SIMPLES Nacional e, por isso, fica isento dos trib

Economia: LDO de 2020 não prevê concursos nem reajuste para servidores

Economia: LDO de 2020 não prevê concursos nem reajuste para servidores

A proposta de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2020, apresentada hoje (15) pelo Ministério da Economia, não prevê concursos não autorizados ne

Equipe econômica do governo Bolsonaro propõe salário mínimo de R$ 1.040 para o próximo ano

Equipe econômica do governo Bolsonaro propõe salário mínimo de R$ 1.040 para o próximo ano

Pela primeira vez, o valor do salário mínimo ultrapassará R$ 1 mil. O governo propôs salário mínimo de R$ 1.040 para 2020, o que representa alta de 4,