Quinta-feira, 22 de fevereiro de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Economia - Nacional

Para Lula o momento é de ousadia e a população deve continuar consumindo



Ivy Farias
Agência Brasil

São Paulo - O presidente Luiz Inacio Lula da Silva disse  hoje(29) na solenidade de abertura do 25 Salão do Automóvel, em São Paulo, que o país não precisa aderir a uma "crise financeira psicológica". "Você toma café, almoça e janta ouvindo falar de crise. Não quero ser vendedor ou profeta do apocalipse, mas a situação não é para entrar em pânico", disse o presidente.

Lula disse que o Brasil "nunca esteve tão bem" e que tem aconselhado a população a continuar consumindo. "As pessoas devem continuar comprando para que as empresas continuem produzindo, o comércio comercializando e os governos arrecadando impostos. Este é um momento de ousadia", ressaltou.

Para o presidente não seria justo, "logo agora que os mais pobres podem comprar seu carrinho não consigam", que falte crédito para o setor  de automóveis. "Não ou deixar este setor dinâmico passar por privações como teve nos anos 80. Temos reservas de R$ 100 bilhões  de compulsórios para irrigar o sistema", destacou.

Lula falou que os representantes da indústria estão livres para procurar os ministros Guido Mantega, da Fazanda, e Henrique Meireles, presidente do Banco Central, caso tenham algum problemade liquidez."O brasileiro tem direito a sua paixão nacional em suaves prestações", falou sobre a reunião que os representantes encontrarão os ministros na próxima sexta-feira, em São Paulo.

Outro setor que o governo federal pretende dar atenção especial é o da construção civil. Para isso, Lula garantirá crédito para quem deseja comprar sua casa própria, financiamento para aquelesque pretendem investir e capital de giro para empresas de pequeno e médio porte. "O Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal estão preparados para irrigar o sistema e para que não haja problema de liquidez", disse o presidente.


 

Gente de OpiniãoQuinta-feira, 22 de fevereiro de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

Programa Social: Novo Bolsa Família cumprirá teto de gastos, diz ministro da Cidadania

Programa Social: Novo Bolsa Família cumprirá teto de gastos, diz ministro da Cidadania

O programa social que pretende substituir o Bolsa Família terá o maior valor possível para o benefício dentro do teto de gastos, disse hoje (9) o mi

Banco do Brasil lança dois programas de desligamento incentivado

Banco do Brasil lança dois programas de desligamento incentivado

O Banco do Brasil (BB) anunciou nesta segunda-feira (11) dois programas de desligamento incentivado. A expectativa é que a adesão chegue a 5 mil fun

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Não há empregos sem empresasEm 1985, a inflação no Brasil atingiu o valor de 242,23%. Em 1986, com receio da aceleração descontrolada da inflação, o g

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

COVID19 no Brasil: cuidadosNa tentativa de conter a disseminação do novo Coronavírus (COVID19), diversos países do mundo reforçaram suas medidas de is

Gente de Opinião Quinta-feira, 22 de fevereiro de 2024 | Porto Velho (RO)