Porto Velho (RO) segunda-feira, 6 de julho de 2020
×
Gente de Opinião

Economia - Nacional

Para Febraban, PAC dá novo impulso ao crédito


Agência O Globo SÃO PAULO - O presidente da Federação Brasileira de Bancos (Febraban), Márcio Cypriano manifestou nesta quarta-feira apoio ao Programa de Aceleração do Crascimento (PAC), anunciado segunda-feira pelo governo. Segundo ele, é importante para o país ter um projeto de incentivo ao crescimento econômico.

- Toda medida nesse sentido é positiva e deve incentivar também a iniciativa privada a investir mais. Sobre o fato de o PAC estar sendo alvo de críticas, principalmente por não promover cortes nos gastos públicos, Cypriano reconheceu que há ajustes a serem feitos no programa, e que o governo tem até 2010 para fazê-los.

- Claro que poderíamos ter aí uma redução de carga tributária, mas o governo está atento a isso e vai fazer os ajustes necessários para alcançarmos um resultado positivo - disse o Cypriano, que acredita num impulso adicional nas concessões do crédito por conta do PAC. - O setor de crédito deve aumentar, porque os juros seguem caindo e as empresas começam a desengavetar projeto. Os bancos estão preparados para financiar esses investimentos.

Mais Sobre Economia - Nacional

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Não há empregos sem empresasEm 1985, a inflação no Brasil atingiu o valor de 242,23%. Em 1986, com receio da aceleração descontrolada da inflação, o g

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

COVID19 no Brasil: cuidadosNa tentativa de conter a disseminação do novo Coronavírus (COVID19), diversos países do mundo reforçaram suas medidas de is

Corte de recursos do Sistema S pode causar fechamento de unidades e demissão de dez mil

Corte de recursos do Sistema S pode causar fechamento de unidades e demissão de dez mil

Um documento enviado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) aos governadores brasileiros revela que o corte de 50%

Empresas não prestaram informações sobre admissões e demissões referentes a janeiro e fevereiro

Empresas não prestaram informações sobre admissões e demissões referentes a janeiro e fevereiro

A Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia informa que identificou a falta de prestação das informações sobre admissões