Porto Velho (RO) segunda-feira, 25 de junho de 2018
×
Gente de Opinião

Economia - Nacional

&P: baixo crescimento e alto endividamento externo impedem melhora de nota brasileira


Patricia Eloy - Agência O GloboRIO - O alto endividamento externo e baixa perspectiva de crescimento em relação a outras economias emergentes ainda são importantes barreiras para a elevação da nota de crédito do Brasil. Essa é a avaliação da analista Lisa Schineller, da agência de classificação de risco Standard & Poor's (S&P), que elevou hoje a perspectiva para a nota de crédito de longo prazo do Brasil, que subiu de estável para positiva. Isso significa que a nota brasileira pode ser elevada a curto prazo. Em relatório em inglês publicado ainda há pouco, ela destaca que o endividamento líquido do país chega hoje a 49% do Produto Interno Bruto (PIB, soma das riquezas do país), que está em lenta queda e muito acima da média dos emergentes."Um compromisso cada vez maior com a melhora das fragilidades fiscais é crucial para acelerar o ritmo de queda do nível de endividamento do país, consolidar os benefícios de uma taxa de juros nominal e real mais baixa, que ainda estão em níveis extremamente elevados, e alongar o vencimento e o prazo médio (de 45 e 16 meses, respectivamente) dos títulos da dívida em moeda local", escreve Schineller.A analista destaca, no entanto, que a vulnerabilidade externa do país, embora ainda em níveis elevados, caiu significativamente nos últimos anos. Ela explica que, para a S&P, existem ainda vários entraves econômicos e institucionais no Brasil, que limitam investimentos e perspectivas de crescimento. Entre eles está o complexo e distorcido regime tributário", um mercado de capitais ainda restrito, a rigidez no mercado de trabalho formal, as necessidades de investimento em infra-estrutura e o chamado "custo Brasil", que é caracterizado por "custos burocráticos elevados associados ao ambiente de negócios".

Mais Sobre Economia - Nacional

Portabilidade de crédito cresce quase 100% em 2017

Portabilidade de crédito cresce quase 100% em 2017

Maioria das transferências foi do empréstimo do tipo consignado

BC anuncia mais injeção de dólares no mercado de câmbio

BC anuncia mais injeção de dólares no mercado de câmbio

O Banco Central informou hoje (22) que continuará ofertando contratos de swap cambial, equivalente à venda futura de dólares, ao longo da próxima sema

IBGE: Golpistas fecharam 14 mil indústrias

IBGE: Golpistas fecharam 14 mil indústrias

Com a colossal colaboração do Judge Murrow!

Greve dos caminhoneiros ainda impacta estoques do varejo

Greve dos caminhoneiros ainda impacta estoques do varejo

Levantamento da CNC aponta demora na normalização do abastecimento em 17 estados