Sábado, 24 de fevereiro de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Economia - Nacional

Não é preciso derrubar o crescimento para controlar inflação



Yara Aquino
Agência Brasil


Brasília – A presidenta Dilma Rousseff afirmou hoje (17) que não é preciso derrubar o crescimento econômico do país para conter a inflação. Dilma afirmou que esse controle pode ser feito com a manutenção do crescimento e o aumento da oferta de bens e serviços, o que gera empregos. A presidenta disse ainda que não negocia com a inflação.

“Temos que pensar que quanto mais crescemos, mais equilibrado será nosso crescimento e não o inverso. Tem gente que acha que você só controla a inflação derrubando o crescimento econômico, mas só se controla a inflação controlando a inflação e não negociando com ela. Também se controla a inflação fazendo o país crescer, aumentando a oferta de bens e serviços. Que o país possa ter oferta de bens e serviços que gerem uma coisa preciosa que é o emprego”, disse ao discursar em cerimônia em Uberaba (MG).

A presidenta afirmou também que o Brasil não pode ter uma taxa de crescimento semelhante a um “voo da galinha” que tem altos e baixos. “Queremos um crescimento constante que se mantenha. Vai ter anos que vamos crescer muito mais, mas queremos manter um patamar de crescimento”.

Dilma fez hoje a primeira visita a sua terra natal, Minas Gerais, após assumir a Presidência da República. Ela participou da cerimônia de assinatura de um protocolo de intenções entre a Petrobras, o governo do estado e a Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) para a construção de uma fábrica de amônia em Uberaba (MG).


 

Gente de OpiniãoSábado, 24 de fevereiro de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

Programa Social: Novo Bolsa Família cumprirá teto de gastos, diz ministro da Cidadania

Programa Social: Novo Bolsa Família cumprirá teto de gastos, diz ministro da Cidadania

O programa social que pretende substituir o Bolsa Família terá o maior valor possível para o benefício dentro do teto de gastos, disse hoje (9) o mi

Banco do Brasil lança dois programas de desligamento incentivado

Banco do Brasil lança dois programas de desligamento incentivado

O Banco do Brasil (BB) anunciou nesta segunda-feira (11) dois programas de desligamento incentivado. A expectativa é que a adesão chegue a 5 mil fun

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Não há empregos sem empresasEm 1985, a inflação no Brasil atingiu o valor de 242,23%. Em 1986, com receio da aceleração descontrolada da inflação, o g

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

COVID19 no Brasil: cuidadosNa tentativa de conter a disseminação do novo Coronavírus (COVID19), diversos países do mundo reforçaram suas medidas de is

Gente de Opinião Sábado, 24 de fevereiro de 2024 | Porto Velho (RO)