Porto Velho (RO) sábado, 4 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Economia - Nacional

Mantega diz que preço da gasolina não vai subir



Luciene Cruz e Wellton Máximo
Agência Brasil


Brasília – O ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse que o preço da gasolina não vai subir. “Não estou preocupado com alta da gasolina, porque não há alta da gasolina e não está prevista. A gasolina não vai subir”.

A declaração contraria a declaração do presidente da Petrobras, Sergio Gabrielli, que disse hoje (6) que o preço da gasolina e dos demais derivados podem ser reajustados, se a cotação do petróleo continuar nos tuais patamares.

Sobre o álcool, Mantega disse que o preço alto é devido a entressafra. “Este ano, as chuvas começaram mais tarde. Se vocês observarem, todo ano o álcool sobe, mas a partir de abril, a partir de maio o preço tende a cair. Isso porque a nova safra começa a ser processada em abri".

 

Mais Sobre Economia - Nacional

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

COVID19 no Brasil: cuidadosNa tentativa de conter a disseminação do novo Coronavírus (COVID19), diversos países do mundo reforçaram suas medidas de is

Corte de recursos do Sistema S pode causar fechamento de unidades e demissão de dez mil

Corte de recursos do Sistema S pode causar fechamento de unidades e demissão de dez mil

Um documento enviado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) aos governadores brasileiros revela que o corte de 50%

Empresas não prestaram informações sobre admissões e demissões referentes a janeiro e fevereiro

Empresas não prestaram informações sobre admissões e demissões referentes a janeiro e fevereiro

A Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia informa que identificou a falta de prestação das informações sobre admissões

Ajuda ao MEi será de R$600,  diz presidente Bolsonaro

Ajuda ao MEi será de R$600, diz presidente Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro afirmou hoje (26) que o auxílio emergencial para os trabalhadores informais durante a pandemia do novo coronavírus será de