Quinta-feira, 22 de fevereiro de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Economia - Nacional

Mais de 2 mil empregos formais gerados em julho em RO



O Superintendente Regional do Trabalho e Emprego de Rondônia – SRTE/RO, Rodrigo Nogueira, informou, na tarde de quinta-feira(19), que segundo os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados - CAGED, em julho de 2010 foram gerados 2.125 empregos celetistas, equivalente à expansão de 0,97% em relação ao estoque de assalariados com carteira assinada do mês anterior. Em termos absolutos, esse desempenho é o segundo melhor de toda a série histórica do CAGED para o período, sendo superado apenas pelo ocorrido em 2009 (+2.683 postos). Tal desempenho deveu-se ao crescimento do emprego principalmente na Construção Civil (+715 postos), na Indústria de Transformação (+556 postos), nos Serviços (+479 postos) e no Comércio (+261 postos).

Segundo dados do CAGED, nos primeiros sete meses do corrente ano, houve acréscimo de 18.859 postos (+9,37%). Este resultado foi o melhor de toda a série histórica do CAGED, em termos absolutos, e o segundo melhor desempenho da Região Norte, sendo superado somente pelo ocorrido no estado do Pará (+23.284 postos). Em termos relativos, apresentou a maior taxa de crescimento dentre todas as UFs.

Nos últimos 12 meses, o estado de Rondônia foi responsável pela segunda maior geração de empregos da Região Norte, ao apresentar crescimento de 13,79% no nível de emprego ou +26.687 postos de trabalho. Esse resultado, em termos relativos, foi o melhor para o período tanto na Região Norte quanto no país, e em termos absolutos, foi o segundo melhor da região, menor que o obtido pelo estado do Pará (+39.641 postos).

“Analisando esses dados ficamos satisfeitos ao saber que no nosso Estado estamos com ofertas crescente, mês a mês, de empregos para nossa população, mas ao mesmo tempo, enquanto parte responsável pela equipe gestora da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego de Rondônia, nos sentimos desafiados a dotar o órgão de condições de atender esse demanda crescente. Estamos ciente disso, e essa é uma das nossas principais metas para chegarmos ao nosso objetivo maior que é prestar os serviços do Ministério do Trabalho e Emprego , da melhor forma possível, para nossa população”, observou Rodrigo Nogueira.

Fonte: SRTE-RO

Gente de OpiniãoQuinta-feira, 22 de fevereiro de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

Programa Social: Novo Bolsa Família cumprirá teto de gastos, diz ministro da Cidadania

Programa Social: Novo Bolsa Família cumprirá teto de gastos, diz ministro da Cidadania

O programa social que pretende substituir o Bolsa Família terá o maior valor possível para o benefício dentro do teto de gastos, disse hoje (9) o mi

Banco do Brasil lança dois programas de desligamento incentivado

Banco do Brasil lança dois programas de desligamento incentivado

O Banco do Brasil (BB) anunciou nesta segunda-feira (11) dois programas de desligamento incentivado. A expectativa é que a adesão chegue a 5 mil fun

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Não há empregos sem empresasEm 1985, a inflação no Brasil atingiu o valor de 242,23%. Em 1986, com receio da aceleração descontrolada da inflação, o g

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

COVID19 no Brasil: cuidadosNa tentativa de conter a disseminação do novo Coronavírus (COVID19), diversos países do mundo reforçaram suas medidas de is

Gente de Opinião Quinta-feira, 22 de fevereiro de 2024 | Porto Velho (RO)